26 de novembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
22/11/22 às 10h57 - Atualizado em 22/11/22 às 10h57

COMPARTILHAR

Estrutura já tem terreno reservado e será destinada a cursos de licenciatura. Também será construído um novo prédio no Parque Tecnológico de Brasília.

 

 

Um novo campus da Universidade do Distrito Federal Jorge Amaury (UnDF) será construído em Ceilândia. O prédio já tem terreno reservado e será destinado à oferta de cursos na área de licenciatura. O anúncio ocorreu nesta segunda-feira (21), em reunião no Palácio do Buriti.

“A perspectiva é que a universidade seja implantada em novos campi a partir de julho de 2023 e tão logo sejam construídas edificações em parceria com outros órgãos do governo”, afirma a reitora pró-tempore da UnDF, Simone Benck.

A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, afirma que o novo prédio faz parte das estratégias de descentralização do ensino. “Ceilândia receberá a parte de cursos para a área de educação, como pedagogia, letras e artes, o que para a gente da rede é muito bem-vindo, porque é a base da educação. Hoje, a presença de campi em outras áreas é fundamental e facilita o acesso dos estudantes, já que o ensino não fica concentrado em um só espaço”, afirma.

Além do campus em Ceilândia, será construído um novo prédio dentro do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPDF). A edificação será usada como sede da UnDF e comportará, também, a biblioteca central da instituição.

“Nós vamos ajudar no que for possível para o fomento de mais pesquisa, tecnologia e informação no Distrito Federal, por meio da universidade. A estrutura física é apenas um dos elementos que vão ampliar a oferta de cursos e vagas para os nossos estudantes, o que é muito importante para o futuro da ciência no DF”, avalia o diretor-presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior.

Esforço contínuo

Criada em 28 de julho de 2021, a UnDF realiza atividades em Samambaia, Riacho Fundo e Asa Norte, por meio de instituições de ensino superior públicas que integram o sistema de educação superior público distrital. Em junho deste ano, foi inaugurado o primeiro campus da universidade, no Lago Norte.

“Esse campus norte está sendo preparado, mobiliado e aparelhado para a oferta de novos cursos de educação superior em 2023; ao tempo em que, em maio de 2023, terminemos o concurso público da carreira de magistério docente e tenhamos professores da educação superior sendo contratados e empossados no novo mandato do governador Ibaneis Rocha”, pontua a reitora.

Os professores atuarão em um novo leque de cursos oferecidos pela instituição, relacionados às áreas de saúde, licenciatura, meio ambiente, engenharia e tecnologia. “Esses cursos estão sendo preparados em seu arcabouço pedagógico didático para contemplar toda a legislação da UnDF, que preconiza metodologias ativas e estudos baseados nas metodologias problematizadoras, para que os estudantes da graduação possam fazer uma interlocução real entre pesquisa, ensino e extensão no trabalho”, salienta Benck.

FONTE: Agência Brasilia 

 

 

Mapa do site Dúvidas frequentes