24 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal

Destaques

Segunda unidade da região administrativa foi inaugurada nesta terça-feira (16), com capacidade de atender cerca de 300 pessoas por dia

 

 

Ceilândia é a quinta região do Distrito Federal a receber a nova tenda de acolhimento para pacientes com dengue. A unidade foi inaugurada na manhã desta terça-feira (16). A tenda contará com um corpo técnico de 20 profissionais com capacidade de atender cerca de 300 pacientes por dia.

A camareira Andrea Alves Alexandre, 37 anos, trouxe o marido para fazer o teste da dengue. Ele está com dor no corpo, nas juntas, dor de cabeça e febre há cerca de dois dias. “Chegamos por volta das 7h e esperamos um pouco, logo começaram os atendimentos. Ele foi chamado para fazer o teste e iria para a hidratação”, contou. O casal mora em Taguatinga e, segundo Andrea, a tenda trouxe mais conforto. “Viemos porque ficou bem mais fácil vir para cá, e está funcionando”, avaliou.

 

 

A nova tenda oferece triagem, consultórios, farmácia, laboratório, sala de hidratação, além de uma área de descanso aos funcionários. Cada turno contará, em média, com 20 profissionais, incluindo coordenador, médicos (sendo um pediatra), enfermeiro, técnicos de enfermagem, técnicos de laboratório, especialista em laboratório (biomédico ou farmacêutico bioquímico), apoio administrativo, farmacêutico, além de pessoal de limpeza e segurança.

A tenda de Ceilândia é uma das 11 estruturas que estão sendo entregues à população para dar apoio nos atendimentos da dengue. Três delas, a do Guará, do Gama e do Paranoá, inauguradas nos dias 11, 12 e 13, respectivamente, funcionam 24h. A de Ceilândia funcionará das 7h às 19h, assim como a de Planaltina, inaugurada no último domingo (14). Taguatinga, Varjão, Areal e Vicente Pires também receberão novas tendas, que serão finalizadas em breve.

Segundo a vice-governadora do DF, Celina Leão, a nova tenda é um reflexo da força-tarefa do Governo do DF no combate à dengue. “Um atendimento de excelência. Entre a chegada do paciente até a finalização, colocar no soro, dá mais ou menos um tempo de 30 minutos. Então, assim, nem hospital particular você tem esse atendimento. A gente quer o melhor atendimento para a população de Brasília e isso se faz com atendimento especializado, com tecnologia de ponta”, afirmou.

Atendimentos por todo o DF

Desde o início do ano, o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da SES-DF, instalou tendas de acolhimento a pacientes com suspeita de dengue em nove regiões administrativas: Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia, Sobradinho, São Sebastião, Estrutural, Recanto das Emas, Brazlândia e Santa Maria. Com atendimento diário, das 7h às 19h, as instalações possuem polos de hidratação e cuidados, proporcionando suporte contínuo aos usuários. Somando-se às 11 novas tendas já em fase de instalação, a capital federal contará, ao todo, com 20 estruturas de assistência a casos da doença.

A secretária de Saúde do DF, Lucilene Florêncio, apontou parte das medidas tomadas pelo GDF e pela Secretaria de Saúde para conduzir a situação na capital. Uma das ações lembradas pela gestora foi a contratação de novos médicos para atender a rede pública de saúde. “Tivemos a nomeação dos 240 médicos, a contratação dos 200 generalistas, ou seja, a tenda vem ao encontro da necessidade da clínica médica, no pronto-socorro, de desafogar a porta dos hospitais. Para os casos de dengue agora nós temos mais esse acesso, mais uma porta. E a nossa busca é que a nossa atenção primária em saúde volte a viver os seus dias de normalidade, enquanto os pacientes com dengue possam ser atendidos, e serão atendidos, com excelência aqui na tenda”, ponderou Lucilene.

Locais das novas tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue:

Com funcionamento 24h

→ Guará: em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) 1
→ Gama: estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG)
→ Paranoá: estacionamento do Hospital da Região Leste (HRL)

Com funcionamento diário, das 7h às 19h

→ Planaltina: estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRP);
→ Plano Piloto: estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran);
→ Vicente Pires: estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA);
→ Taguatinga: estacionamento do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT);
→ Águas Claras: estacionamento da UBS 1 do Areal;
→ Ceilândia: estacionamento do Hospital Regional de Ceilândia (HRC);
→ Samambaia: estacionamento da UBS 7;
→ Varjão: atrás da UBS 1.

 

 

 

➡ A Seduh abriu uma consulta pública online para atualizar as diretrizes urbanísticas da QNR 06 e seu entorno. Até 22 de abril, você pode conferir a minuta do Estudo Territorial Urbanístico (ETU) no site da Seduh (www.seduh.df.gov.br) e enviar suas ideias para o e-mail sudec@seduh.df.gov.br.

A proposta inclui novas áreas habitacionais, principalmente de interesse social, e equipamentos públicos. A ideia é adaptar as diretrizes à Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), Regularização Fundiária Urbana (Reurb) e Zoneamento Ecológico – Econômico (ZEE). 🌳💡

O ETU será a base para projetos urbanísticos e de regularização, garantindo o uso adequado das áreas desocupadas conforme o Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT). 📝

É importante destacar que o estudo técnico consultou a capacidade de atendimento das concessionárias de serviços, além de ter feito pesquisas sobre o sistema viário. 🚧🛠️

Sua participação faz toda a diferença! Após recebermos as sugestões da população, o ETU será ajustado considerando as contribuições, para depois ser aprovado por meio de portaria da Seduh. 💬✨ #SomosSeduhDF #AdmCeilandia #GDF2024

Atendendo a uma demanda antiga da comunidade de Ceilândia, o Plano de Uso e Ocupação do Parque Urbano do Setor O foi aprovado por unanimidade pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan), em reunião nesta quinta-feira (11). Na prática, ele define a poligonal e os usos permitidos. Dessa forma, é possível regularizar o espaço público onde o parque está inserido e, com isso, garantir mais qualidade de vida aos seus frequentadores.

 

  

 

Elaborado pela Administração Regional de Ceilândia, o Plano pretende agregar valor ao local com uma utilização mais diversificada e abrangente, admitindo atividades institucionais, comerciais, de serviços e coletivas (cultura, esporte e lazer). De acordo com a Administração, as ações imediatas após a aprovação incluem a recuperação do alambrado em diversos trechos, manutenção geral dos gramados e dos equipamentos públicos.

 

“É o primeiro Plano de Uso e Ocupação de um parque conduzido por uma Administração Regional. A iniciativa deve-se muito à gestão e à equipe técnica responsável. Parabenizo a todos por trazerem esse projeto à deliberação, que será um verdadeiro ganho para a comunidade da Ceilândia”, elogiou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Vaz.

 

O Plano estabelece uma área total de 103.252,072 m² para o parque, dividindo o local em três zonas diferentes. Na Zona A são previstos novos equipamentos públicos e mobiliários voltados ao esporte e lazer, como academia de ginástica, pista de skate, playground, quadra poliesportiva coberta, campo de futebol, banheiros, vestiários, duchas, bebedouros, parcão, mesas, bancos, lixeiras, estacionamento, quiosque, guarita e pergolados (estrutura para fazer sombra).

 

A Zona B é uma área de ligação entre a Zona A e a Zona C, que terá melhorias no calçamento, com mais acessibilidade, rotas de ciclovias complementares e circuitos. Já a Zona C receberá a sede da Administração do Parque, um ponto de apoio da Polícia Militar, anfiteatro, quadra de areia, paraciclos, depósito, mais banheiros e vestiários, entre outros.

 

Também haverá adequações nas linhas de ônibus, na drenagem e na sinalização de trânsito, além do plantio de 34 espécies de árvores nativas do cerrado, como ipês e jatobás, para promover a diversidade ambiental e garantir o sombreamento das pistas de cooper e ciclovias já existentes. O parque ainda terá um horário de funcionamento e serviços de segurança, manutenção e conservação.

 

 

Polo atrativo

 

A intenção é não apenas revitalizar o ambiente, mas também transformá-lo em um polo atrativo, segundo o administrador regional de Ceilândia, Dilson Resende. Atualmente, os frequentadores utilizam os equipamentos públicos já existentes, como a ciclovia, os dois Pontos de Encontro Comunitário (PECs) e os playgrounds instalados recentemente no local. Ainda assim, os mobiliários não suprem a necessidade da comunidade.

 

“A aprovação do parque é um anseio muito antigo da comunidade de Ceilândia, principalmente do Setor O, que está sendo concretizado hoje. O parque já é usado com alguma infraestrutura, mas agora, com essa consolidação, a população poderá ter um espaço a altura do que merece”, afirmou Dilson Resende, que esteve presente na votação.

 

Para o relator da proposta no Conplan e representante da organização Rodas da Paz, Wilde Cardoso, a iniciativa é importante para a comunidade local, que luta há 29 anos para o parque ser oficialmente instalado. “A sociedade da Ceilândia foi se apropriando e conseguindo aprimoramentos, mesmo que não estivesse formalizado. Então, agora, estamos dando uma resposta a eles”, salientou.

 

Cardoso também fez recomendações ao Plano, entre elas, a instalação de paraciclos próximos aos locais mais demandados pela população, como dos equipamentos de lazer, quiosques e banheiros, o que foi acatado pelo Conplan.

 

Próximos passos

 

Após o aval do Conplan, o Plano de Uso e Ocupação do Parque Urbano do Setor O precisa ser aprovado por uma portaria da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), que será publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

 

A iniciativa já tinha passado por consulta pública em agosto do ano passado, organizada pela Administração Regional de Ceilândia. Na ocasião, os participantes se mostraram favoráveis à proposta.

 

A medida também cumpre com o artigo 6º do Decreto nº 42.512/2021, que aborda a criação, implementação e administração de parques urbanos no Distrito Federal.

 

Parcelamentos

 

O Conplan também aprovou na mesma reunião a criação de dois parcelamentos do solo urbano. O primeiro foi o Tororó Ecovila, localizado no Setor Habitacional Tororó (SHTo), no Jardim Botânico. Ele possui 26,7 mil m², sendo um lote condominial destinado a 23 casas e outro para equipamento público, com a possibilidade de receber uma população estimada em 76 habitantes.

 

O segundo parcelamento se chama Residencial Tangará, localizado no Itapoã. Possui 141,4 mil m², 344 lotes para casas, Espaços Livres de Uso Público (ELUPs) e para uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). A expectativa é de que a área receba 1.135 habitantes.

 

Os próximos passos são os parcelamentos serem aprovados por decretos e publicados no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A partir da publicação, os responsáveis particulares pelas áreas terão o prazo de 180 dias para darem entrada com o pedido de registro dos imóveis em cartório.

 

** Com informações da Seduh.

 

 

🌟 Parabéns, Ceilândia! 🌟

 

A Cerimônia de Corte de Bolo foi sensacional! Reunimos autoridades, comunidade e empresários para celebrar essa data tão especial. A nossa cidade merece o que há de melhor! 🤩

 

 

 

.
.

#ceilandia53anos 
 

Reconstruído, espaço esportivo é usado por projetos sociais, como o da escolinha de futebol para crianças e adolescentes

 

O governador Ibaneis Rocha entregou, nesta sexta-feira (22), um campo de grama sintética reformado para os moradores da região da Guariroba, em Ceilândia. As obras de manutenção foram muito aguardadas pela comunidade, ansiosa para retomar a prática esportiva perto de casa.

O campo do Guariroba é o segundo gramado sintético entregue à população de Ceilândia neste ano, com execução da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Foi erguido em 2016, mas ainda não havia passado por manutenção. 

“Ceilândia é a maior cidade do DF, e aqui temos as grandes demandas porque a população precisa de muitas coisas”, afirmou o governador. “Temos avançado nas pautas daqui, e essa do esporte é muito importante. Nós estamos trabalhando forte na recuperação desses espaços; temos um campo na Praça dos Eucaliptos que está pronto também e vamos liberar o acesso para a população.”

Os investimentos na recuperação do campo foram de aproximadamente R$ 800 mil, recursos originários de emenda parlamentar do deputado distrital Ricardo Vale. A parceria do GDF com a CLDF é uma das frentes para que mais campos sejam recuperados ou construídos, mas há outras iniciativas nesse sentido. 

“Quando não conseguimos fazer o campo pela secretaria, a Novacap vem e faz; e, quando ela não faz, o RenovaDF recupera esses espaços”, esclareceu o secretário de Esporte e Lazer, Renato Junqueira. “Esse é um dos nossos trabalhos lá na secretaria, e é muito legal ver o brilho nos olhos da população utilizando esses espaços.”

 

Comunidade agradece

 

Mesmo com o campo deteriorado por tantos anos, a comunidade não desistiu de lutar pela recuperação. E a espera não foi em vão.  

“Agora está muito bom”, comemorou Vinicius de Miranda, 8, morador da região. “Ficamos esperando muito esse dia em que o campo estaria reaberto, depois de reformado. Agora vai ser melhor, a gente vai poder começar a jogar de verdade e ganhar campeonato.”

O pequeno atleta é um dos jogadores da escolinha de futebol Cead-Vitória, que oferece aulas gratuitas ao público de 5 a 16 anos. Os treinos ocorrem às terças, quintas e sábados, pela manhã e à tarde.

O também atleta João Pedro Marques, 13, está animado para voltar a jogar com os colegas de time. “Agora está bom para jogar aqui, porque antes não estava dando, tinha muito lixo”, lembrou. “Estou ansioso, porque o campo ficou bonito, está pronto, novo e mais limpo”.

 

Incentivo à prática de esportes

 

 

Na visão de Ronaldo Aranha, treinador do projeto social, a reforma é uma conquista da comunidade. “Antes estava muito difícil trabalhar com as crianças aqui: era buraco, brita demais, concreto”, citou. “Houve uma vez em que eu tive que ir buscar o tapete da minha casa para colocar no gol”.

Além dos jovens atletas, a população vai se beneficiar da prática esportiva no local. “O campo não é só da escolinha, é da população – mas, especialmente para nós, é muito importante”, apontou o treinador. Você tira a criança da rua, do celular, do computador”.

Ao longo do ano passado, foram inaugurados 22 campos sintéticos em todo o DF. O êxito nas inaugurações anteriores demonstra a aceitação por parte da comunidade. A população tem demonstrado interesse em ter acesso a mais espaços esportivos e recreativos, reforçando a importância dos investimentos do GDF no setor.

“Este é um dos campos mais usados de Ceilândia, o do Guariroba”, pontuou o administrador da cidade, Dilson Resende de Almeida. “Agora, o governo está entregando este campo de volta para aqueles usuários que dividem aquele espaço para praticar esportes, fazer campeonatos, e também como um local de confraternização.”

Como usar o campo

Os campos ficam trancados para garantir a preservação em bom estado por mais tempo e gerenciar o tempo de uso pela comunidade. Quem tiver interesse em reservar um horário deve procurar a Gerência de Esportes local, localizada no ginásio Regional de Ceilândia.

Nova edificação garante mais comodidade e atende às necessidades operacionais da corporação em região de atendimento intenso.

 

 

O 8º Grupamento de Bombeiro Militar (8º GBM) de Ceilândia passará a trabalhar com mais comodidade e segurança nas novas instalações do quartel, inauguradas pelo governador Ibaneis Rocha, nesta sexta-feira (22).

A estrutura foi projetada para atender às necessidades operacionais dos 119 bombeiros militares do local, que estão sempre de prontidão para amparar a população da cidade. O grupamento responde por ocorrências de atendimento pré-hospitalar, salvamentos, combate a incêndios e ocorrências ambientais em uma região de intenso trabalho.

Ao falar do 8º GBM, o governador Ibaneis Rocha enalteceu o trabalho da corporação, citou a nomeação de militares para reforçar o atendimento e a importância deles para a cidade.

“A gente vem desenvolvendo um trabalho que há muito tempo não era feito em Ceilândia. E aí, quando veio a ideia da construção deste quartel, de imediato entendemos que era necessário para garantir o bom trabalho dos bombeiros nessa região, que é uma das que mais demandam serviços. Essa obra é prova do nosso respeito pelos bombeiros”, disse o governador Ibaneis Rocha.

A construção do novo quartel era prioritária no Plano de Obras do Corpo de Bombeiros do DF, alinhada ao plano estratégico da corporação. Ao todo, foram investidos R$ 5,9 milhões, com recursos próprios do CBMDF.

Antes das obras, o quartel funcionava em edificações erguidas de forma provisória em 1982, portanto, precárias, com alto nível de desgaste e defasagem. O edifício foi integralmente reconstruído, priorizando eficiência, acessibilidade e preocupação sustentável.

A entrega foi comemorada pelo secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, pela memória e respeito que os militares têm com este grupamento. “Ele é reconhecido pelos próprios colegas como um grupamento especial. Tem uma quantidade de trabalho grande, tem a BR-70 aqui perto, a quantidade de acidentes socorridos pelos Bombeiros nesta região é enorme. Então, é um grupamento que merecia essa atenção e o governo está entregando algo que realmente vai dar a eles as melhores condições de trabalho”, afirma Sandro Avelar.

“É um quartel com uma disponibilidade, com espaço, com condições de trabalho para nossos militares. Temos também uma projeção para construir uma segunda sede do nosso colégio Dom Pedro II nesse terreno”, complementa a comandante-geral do CBMDF, coronel Mônica de Mesquita Miranda.

Atendimento à população

Além das tarefas operacionais de socorro, o edifício também é sede de projetos sociais, como a iniciativa Bombeiro Mirim, que oferece atividades educativas e esportivas focadas em bem-estar e desenvolvimento biopsicossocial.

“As inovações oferecem conforto e acomodação para os nossos bombeiros militares, e vêm não só para trazer melhores condições de trabalho, mas também para garantir uma melhoria no atendimento à população de Ceilândia”, explica o tenente-coronel Norberto Pimentel, chefe do Centro de Comunicação (CECOM).

Além dele, também há o projeto Melhor Idade, voltado para capacitar cidadãos idosos a agir em situações de emergência e oferecer primeiros socorros.

 

Nossa querida cidade completará, no dia 27 de março, 53 anos de muita história. Por isso, preparamos uma grande festa para você comemorar conosco. 🤩

🟡 PROGRAMAÇÃO 🟡

🔹Circuito Gastronomia e Artesanato nas Satélites.
📆 16 e 17 de março.
🕓 17 h.
📍 Praça da Bíblia – St. P QNP 19 E.

🔹Torneio de Inauguração (Beach Soccer) Masculino e Feminino.
📆 17 a 31 de março.
📍 Campo de areia ao lado do Ginásio Regional de Ceilândia.

🔹 Mulheres nas Cidades (serviços gratuitos).
📆 18 a 22 de março.
🕓 08h às 18h.
📍Praça da Bíblia – St. P QNP 19 E.
Inscrições:
📲 www.mulheresnascidadesdf.com.br 
👤 Administração Regional de Ceilândia a partir das 13h.

🔹Lançamento do Plano Juventude Negra Viva.
📆 21 de março.
🕓 09h às 11h.
📍Ginásio Regional de Ceilândia – St. N QNN 16.
Confirmar presença no link:
bit.ly/jnv21_03

🔹 Festival EXPOMIX 
📆 22, 23 e 24 de março.
🕓 18h.
📍 Praça do Trabalhador – St. M QNM 13 – Ceilândia.

🔹 Record nas Cidades.
📆 23 de março.
🕓 08h.
📍 Praça da Bíblia – St. P QNP 19 E.

🔹 Atendimentos Defensoria Pública do Distrito Federal.
📆 21 e 22 de março.
🕓 9h às 17h.
📍Estacionamento da Administração Regional de Ceilândia.

🔹 Ação alusiva a titulação do Restaurante Comunitário Dj Jamaika.
📆 26 de março.
🕓 18h.
📍 Estacionamento do Restaurante Comunitário – Ceilândia Centro.

🔹Cerimônia de corte de bolo.
📆 27 de março.
🕓 10h.
📍 Administração Regional de Ceilândia – QNM 13, Módulo B.

🔹 Ônibus da Secretaria da Mulher.
📆 27 de março.
🕓 09h.
📍 Administração Regional de Ceilândia – QNM 13, Módulo B.

🔹 Cerimônia de abertura das Olimpíadas de Ceilândia.
📆 27 de março.
🕓 19h.
📍Ginásio Regional de Ceilândia – St. N QNN 16.

🔹 Sessão Solene alusiva aos 53 anos de Ceilândia.
📆27 de março.
🕓 19h.
📍Casa do Cantador – St. M quadra 32, Área Especial. 

🔹 Ação Social UNIPLAN; Programando o Futuro e Lipocc; Finais Futebol Society e Inicio Futsal.
📆 31 de março.
🕓 08h.
📍Centro de Ensino Médio 03 de Ceilândia – St. M QNM 13.

🔹 Olimpíadas de Ceilândia.
📆 31 de março.
🕓 08h às 18h.
📍 SESC Ceilândia -QNN 27, Área Especial.

Vamos comemorar! Não fique de fora desta festa! 🥳🎈

Melhorias já foram aprovadas, e incluem parque infantil, anfiteatro aberto, pista de skate e uma vila gastronômica.

A Praça da Bíblia será reformada. O projeto de melhoria do espaço, que fica na QNP 19 de Ceilândia, foi aprovado pela Portaria n° 13 da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). A norma foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (11).

roposta da Seduh é oferecer mais conforto para a comunidade, que já utiliza a praça para manifestações culturais, como batalhas de rap e rodas de capoeira e de samba, entre outros. Por isso, o projeto prevê um espaço destinado a múltiplos usos, com uma vila gastronômica e áreas para cultura, esporte e lazer.

A praça ainda contará com parque infantil, anfiteatro aberto, local amplo para eventos ao ar livre, pista de skate, vagas de estacionamento, equipamentos de ginástica e áreas de passeio conectadas com a rede cicloviária.

“Essa iniciativa pretende melhorar a Praça da Bíblia, ponto importante de encontro e manifestações culturais de Ceilândia”, explicou o subsecretário de Projetos e Licenciamento de Infraestrutura da Seduh, Vitor Recondo.

Segundo o administrador regional de Ceilândia, Dilson Resende, a reforma da Praça da Bíblia é aguardada com anseio pela população. “É área importante de eventos culturais e gastronômicos. A comunidade certamente ficará muito agradecida”, comentou. “Ceilândia está ganhando muitos presentes, como a construção da Praça do Metrô, a pintura da Praça dos Eucaliptos e, agora, a reforma da Praça Bíblia”, completou.

A portaria entra em vigor a partir da data da  publicação. Após a aprovação, o projeto de requalificação será encaminhado à Secretaria de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal (SODF) para projetos complementares e orçamento da obra.

A proposta de reforma da Praça da Bíblia passou por consulta pública em março do ano passado, com um questionário virtual aberto a toda a população. A iniciativa recebeu o apoio de 98,8% dos participantes.

*Com informações da Seduh-DF

Módulos montados pela Aeronáutica ao lado do Hospital Cidade do Sol, em parceria com o GDF, passaram a receber pacientes com dengue na manhã desta segunda (5)

 

A região administrativa que contabiliza o maior número de casos de dengue recebeu reforço na luta contra a doença. Em parceria com o Governo do Distrito Federal (GDF), a Força Aérea Brasileira (FAB) abriu, nesta segunda-feira (5), o Hospital de Campanha (HCamp) de Ceilândia. A estrutura foi montada no estacionamento do Hospital Cidade do Sol e tem capacidade para atender cerca de 600 pessoas por dia. 

“Quem estiver com sintomas da dengue pode procurar o hospital de campanha, bem como nossas unidades básicas de saúde”, afirmou o governador Ibaneis Rocha, durante visita ao HCamp. “Oferecemos todos os recursos, testes rápidos e hidratação para evitar um mal maior aos pacientes. Vivemos um momento de emergência. A gente pede o apoio de toda a população, para que não tenhamos lixo espalhado pela cidade, para que não tenhamos criadouros do mosquito da dengue dentro das casas.”

Estrutura completa

Os módulos que compõem o HCamp foram trazidos do Rio de Janeiro no fim de semana, transportados em caminhões da FAB. “Neste domingo, já estavam todos montados; faltavam apenas pequenos ajustes para começarmos a funcionar, questões de logística que já foram resolvidas com a ajuda do GDF na manhã desta segunda”, comentou o brigadeiro Maurício Braga, subdiretor de Saúde da Aeronáutica. Antes das 10h30, os atendimentos começaram no hospital de campanha.

“Temos sete módulos montados – um para laboratório, dois para internação rápida, dois para ambulatório, pediatria e clínica médica, e um que será usado como central de comando”, informou o brigadeiro Braga. “Um oitavo módulo será deixado de stand by para ser montado apenas em caso de necessidade”. A triagem dos pacientes está sendo feita na estrutura do próprio Hospital Cidade do Sol. A previsão inicial é que o HCamp da Aeronáutica funcione por 45 dias, prazo que poderá ser prorrogado. 

A vice-governadora Celina Leão também visitou a unidade, na manhã desta segunda, e elogiou a celeridade com que os módulos foram instalados: “O hospital de campanha era para começar a ser montado hoje, mas conseguimos essa antecipação de um dia, importante para dar rápida retaguarda aos atendimentos hospitalares. Nossa palavra para a Aeronáutica é gratidão pela força, pelo empenho, pelo número de atendimentos que serão realizados aqui e pelas vidas que vamos salvar”.

Agilidade no atendimento

O hospital de campanha da Aeronáutica recebe todo e qualquer paciente com sintomas de dengue. Quem for classificado na categoria A, a mais leve, vai receber orientação e soro de reidratação oral para ser ministrado em casa, de onde será acompanhado por uma equipe de Estratégia de Saúde da Família (eSF), da Secretaria de Saúde (SES-DF). Já os pacientes classificados como B carecem de hidratação imediata – e o HCamp é equipado com camas para oferecer esse tipo de atendimento. Quem precisa ficar internado por mais de 24 horas é encaminhado a um dos hospitais da rede pública de saúde do DF.

Os primeiros pacientes que estiveram no HCamp de Ceilândia aprovaram o atendimento. É o caso do corretor de imóveis Wilson Lopes, 57. “Vim aqui hoje porque os postos de saúde de Samambaia, onde moro, estão mais cheios”, contou. “Passei pela triagem, recebi todas as orientações dos médicos e já estou voltando para casa com a receita dos medicamentos que devo tomar. Foi muito bom”.

A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio observou que não há uma porta de entrada específica para quem busca atendimento para a dengue na rede pública de saúde. “Para garantir assistência rápida, a porta de entrada é a que estiver mais próxima do paciente com sinais e sintomas da doença”, afirmou. “O DF tem 20% dos casos de dengue do Brasil, enquanto Ceilândia é responsável por 40% dos registros da doença na capital federal. Então, precisamos ser proativos, para não perdermos nenhuma vida”.

Investimento de R$ 45 milhões permitirá incorporação de videoinspeção robotizada no diagnóstico e manutenção precisa das galerias de águas pluviais da capital, trabalho até então feito de forma manual

 

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) deu um passo significativo na modernização dos serviços de limpeza e desobstrução de galerias de águas pluviais, que, a partir desta semana, passam a contar com a utilização de tecnologia de videoinspeção robotizada para diagnósticos precisos no sistema de drenagem pluvial.

A incorporação dos robôs aos serviços executados pelas equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) foi anunciada pelo governador Ibaneis Rocha, nesta terça-feira (30), e soma um investimento de quase R$ 45 milhões junto a outros equipamentos, como caminhões capazes de sugar os resíduos e lavar e higienizar os bueiros.

Ao falar dos equipamentos, o governador lembrou que, com a tecnologia, a limpeza poderá ser feita em poucos minutos e o trabalho braçal de uma grande rede de drenagem espalhada pelo DF será evitado. Ele também acrescentou que esse trabalho complementa-se ao de grande porte feito pelo Drenar DF no Plano Piloto e em outras regiões.

“Nós temos mais de 100 mil bueiros que vinham passando por um processo de desobstrução manual. Esse novo sistema permite a limpeza de forma muito mais rápida. Isso melhora a qualidade da captação de águas no DF, diminuindo os alagamentos, de modo que a gente possa ter a cidade limpa, todos os bueiros limpos e, assim, sofrer cada vez menos durante o período de chuvas”, destacou Ibaneis Rocha.

Para efeito de comparação, o equipamento faz o trabalho executado por 80 a 100 homens de forma manual, por dia. Um trabalho feito manualmente em 1h30 é executado completamente pelo serviço mecanizado em um tempo de 10 a 12 minutos. Além disso, diferentemente do trabalho braçal, que é superficial, os equipamentos limpam e higienizam galerias pluviais inteiras. E o que vem a obstruir a rede é identificado pelo robô, que faz um trabalho semelhante ao de um exame de endoscopia.

Alta resolução

A videoinspeção robotizada é uma técnica que utiliza equipamentos capazes de coletar imagens de alta resolução em todo o ambiente da tubulação, permitindo a análise minuciosa da situação dos trechos examinados. Esse método permite identificar, no interior da rede, eventuais problemas de vazamentos e obstruções, viabilizando a manutenção otimizada das tubulações e reduzindo grandes impactos na mobilidade urbana da área.

Durante a fase de testes dos equipamentos em Ceilândia, foi encontrado todo tipo de material na rede de drenagem, a exemplo de placas de carro, fraldas, pedaços de madeira, calotas de carro, pedaços de sofá, entre outros que prejudicam o escoamento das águas pluviais.

Em 2023, por exemplo, foram desobstruídas 31.372 redes pluviais, o que poderá ser feito de forma acelerada pelos equipamentos. Também foram limpas 9.949 bocas de lobo, sendo que 2.591 delas foram repostas ou consertadas.

A vendedora Amanda Cardoso, 44 anos, trabalha há 3 anos na região e conta que em alguns locais, quando chove, alaga muito e dificulta o trânsito dos pedestres. “Nas ruas abaixo sempre tem alagamento. Quando desço para pegar ônibus a água chega a bater no meu joelho. Essa limpeza vai ajudar muito a comunidade de Ceilândia, principalmente quem anda a pé”, comemora.

O serviço é de responsabilidade da Novacap, que também fará o trabalho de cadastrar todas as redes de drenagem do DF e repor as tampas danificadas. Segundo o presidente da companhia, Fernando Leite, a limpeza mecanizada trará muitos ganhos e agilidade. “Nós temos um problema sério, porque toda a operação até então era manual. Nós contamos com turmas próprias, pequenas, e com o apoio dos reeducandos. Agora, (a limpeza) vai ser mecanizada e robotizada. Então, vem o equipamento na frente, limpa a boca de lobo, na sequência faz um jateamento dentro da rede de drenagem e deixa ela totalmente limpa. O robô vem por último para detectar qualquer tipo de problema dentro da rede. Se a rede está quebrada, está trincada, obstruída por um objeto grande”, detalha Fernando Leite.

Serviços ampliados

O investimento empenhado pelo GDF também contempla a utilização de caminhões desobstruidores. Os veículos estão equipados com tecnologia de ponta capaz de realizar a desobstrução mecânica das redes de drenagem pluvial por sucção a vácuo e hidrojateamento – uma das tecnologias mais avançadas na limpeza de tubulações.

Caminhões pipa com capacidade para 10 mil litros vão dar suporte aos desobstruidores nas operações de limpeza. Além disso, conforme anunciado pelo presidente da Novacap, os recursos serão alocados utilizados na reposição de acessórios danificados nas bocas de lobo e poços de visita (PVs).

Para se ter ideia do impacto do investimento, em uma situação convencional, a limpeza da rede de águas pluviais era limitada à ponta do sistema, abrangendo apenas os PVs e pequenos trechos de tubulações. Agora, o uso simultâneo dos caminhões e dos robôs permitirá a limpeza total das galerias, abrangendo desde o primeiro ponto de captação até o lançamento final.

 

** Com informações: Agência Brasília.

Atendimento funciona todos os dias, das 7h às 19h, na Administração Regional de Ceilândia

 

Pacientes com suspeita de dengue em Ceilândia agora têm atendimento ampliado no espaço montado na administração regional. O local funciona todos os dias, das 7h às 19h, e oferece assistência com 13 leitos de hidratação venosa, triagem, medicação, hemogramas e prova do laço (exame complementar para a detecção da doença).

“Esse espaço contribuiu tanto para a qualidade quanto para a comodidade dos pacientes”, afirma a gerente da Unidade Básica de Saúde (UBS) 3 de Ceilândia, Sandra Ferreira. Em média, são realizados 250 atendimentos por dia.

O local é indicado a pacientes que estejam com sintomas leves da dengue, como dor de cabeça e no corpo, prostração, febre, manchas vermelhas na pele e dor atrás dos olhos. Em casos graves ou que seja necessária a internação, haverá viaturas disponíveis para transporte de pacientes à unidade de saúde específica.

O boletim epidemiológico de dengue emitido pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), com dados até 20 de janeiro, mostra um total de 16.079 casos prováveis notificados, um aumento de 646,5% frente ao mesmo período do ano passado. Até o momento, Ceilândia é a região administrativa com maior incidência da doença, com 3.963 casos, seguida de Sol Nascente/Pôr do Sol (1.110), Brazlândia (1.045) e Samambaia (997).

Além dos profissionais da saúde, como médico, enfermeiro e técnico de enfermagem, técnicos administrativos, a ação conjunta conta com servidores da Administração Regional de Ceilândia, do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), da Defesa Civil, da Caesb e de outros órgãos.

“Para combater a dengue, é essencial envolver diversas esferas governamentais, como saúde, educação e segurança. Isso permite oferecer um atendimento abrangente à população, incluindo visitas domiciliares, remoção de lixo em locais inadequados e eliminação de fatores que favorecem a proliferação do mosquito Aedes aegypti”, destaca o diretor de Atenção Primária à Saúde (APS) da SES-DF, Marcondes Mendes.

Acompanhando a filha com suspeita de dengue, a auxiliar de escritório Cileide Barbosa, 47, conta que a jovem apresentou os sintomas há três dias. “Ela começou a ter dor de cabeça e no corpo, febre e vômito”, relata.

O vigilante Heldo Campos, 35, também buscou atendimento no local nesta quarta-feira (24). “Tem três dias que sinto dor nas articulações, febre e calafrio. Agora vou consultar com o médico e fazer o exame para saber se realmente estou com a doença”, diz.

Ampliação do atendimento

O Governo Distrito Federal montou nove tendas de hidratação para casos de dengue. Além de Ceilândia, as instalações estão operando em Sol Nascente, Brazlândia, Estrutural, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho. As estruturas funcionam de domingo a domingo, das 7h às 19h, e ficarão disponíveis pelos próximos 45 dias, com a possibilidade de prorrogação, caso haja necessidade.

De forma adicional, a rede de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) também passaram a funcionar com horário ampliado, reforçando o atendimento. Um total de 11 UBSs ficam abertas à população até as 22h. Aos sábados, 52 abrem aos sábados das 7h às 12h. E cinco unidades funcionam tanto aos sábados quanto aos domingos, das 7h às 19h. O horário padrão de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Mais informações estão disponíveis no site da SES-DF.

 

 

 

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou, nessa quinta-feira (18), novas medidas de reforço ao enfrentamento da dengue. O objetivo é combater o mosquito transmissor da doença, Aedes aegypti, e garantir o atendimento rápido de pessoas sintomáticas.

👉🏼 Por isso, a partir deste sábado (20), das 7h às 19h, durante 45 dias, terá uma tenda instalada no estacionamento da Administração Regional de Ceilândia, para testes rápidos de dengue, acolhimento de pessoas com sintomas e hidratação dos pacientes com a doença, além de informações sobre combate ao mosquito, descarte correto de lixo e espaço para denúncias de locais com possíveis focos. 

Participam dessa ação profissionais da Saúde, da Defesa Civil, da Novacap, do SLU, do Corpo de Bombeiros Militar do DF e da Polícia Militar. Também haverá suporte de viaturas para transporte de pacientes, em caso de necessidade.

As tendas se somam ao acolhimento nas unidades básicas de saúde (UBSs). Hoje, todas as 178 UBSs estão na linha de frente dos casos suspeitos, sendo que 60 unidades estão funcionando também aos sábados e 11 tiveram o horário estendido até as 22h.

É a Administração, trabalhando junto com o GDF, por você! 🫡

 

A mobilização une esforços de diferentes setores do Executivo e começou no P Sul, região de Ceilândia com maior concentração de casos da doença

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) segue na luta contra o mosquito Aedes aegypti. Neste sábado (13), foi realizado o Dia D de combate à dengue, com o lançamento da força-tarefa que intensifica as ações de vigilância e assistência. A mobilização une esforços de diferentes setores do Executivo e começou no P Sul, região de Ceilândia com maior concentração de casos da doença. A solenidade ocorreu na unidade básica de saúde (UBS) 9, na EQNP 28/32.

A governadora em exercício Celina Leão destacou a importância da união de esforços contra um inimigo em comum, o mosquito. “Os focos estão dentro das casas das pessoas. Nós temos que tirar os lixos das ruas. Nós temos que, neste momento de chuva, redobrar o cuidado. Nós nunca tivemos tanta chuva como nós estamos recebendo aqui no DF”, afirmou. “Precisamos da colaboração de todas e da própria população, que pode nos ajudar com coisas simples, como não deixar água parada, não deixar lixo acumulado e fazer descarte regular”.

Na sexta-feira (12), houve o anúncio da contratação de 150 novos agentes de vigilância ambiental (AVAs) com investimento de R$ 8 milhões. Com a medida, o número de servidores passa de 800 para 950. Segundo a governadora em exercício, o efetivo será nomeado na próxima semana e, tão logo esteja apto, entrará para a força-tarefa. “Tomou posse, treina e já começa a nos ajudar nesse combate. A ajuda será importantíssima para que a gente possa vencer o mosquito da dengue”, pontuou.

A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, ressaltou que o Dia D representa a intensificação das ações que já são executadas o ano todo. “O enfrentamento e a guerra contra o mosquito é transversal, nós precisamos de todos unidos. Estamos com 38 carros UBVs, temos os costais, teremos mais 150 agentes de vigilância ambiental para reforçar os 800 que nós já temos, temos os agentes comunitários de saúde. Toda essa força visa o enfrentamento dessa emergência em saúde pública”, pontuou.

Segundo ela, o combate é dividido em duas etapas: de vigilância, com a fiscalização dos focos do mosquito; e assistencial, com a oferta do atendimento à população. “Hoje nós temos 178 UBSs (unidades básicas de saúde) no Distrito Federal, sendo que 78 são tipo 2, ou seja, têm mais de três ou mais equipes de estratégia de saúde da família. Em breve, a Região Oeste terá uma unidade aberta aos domingos, a UBS 2, o que é importante para ampliar o acesso ao cuidado e à prevenção”, esclareceu Florêncio.

A força-tarefa passará por todas as regiões administrativas do DF conforme cronograma da Secretaria de Saúde (SES-DF). “Estamos juntando esforços para ampliar a cobertura de visitas. Essa é uma luta permanente e diária e só com a participação da população que vencemos esse desafio”, frisou o subsecretário de Vigilância em Saúde da SES-DF, Divino Valero.

 

Combate porta a porta

 

Na ação de combate ao mosquito no P Sul, dez carros fumacê rodaram as ruas e quadras da região, enquanto 100 agentes de Vigilância Ambiental em Saúde e agentes comunitários de saúde, junto a 300 bombeiros, visitaram as residências. “O primeiro combate que nós podemos fazer é a prevenção. Então, dividimos nossas equipes em grupos, que vão às casas para fazer orientar os moradores e verificar se tem algum foco naquele local”, explicou a Comandante-Geral do Corpo Militar de Bombeiros do DF, coronel Mônica Miranda.

A família da estudante Amanda da Silva, 19 anos, moradora do P Sul, já toma os cuidados contra o mosquito, mas a jovem ressalta que o mesmo não ocorre em toda a vizinhança. “Essa conscientização é muito importante para a saúde das pessoas, para que elas entendam que precisam tomar mais cuidado. Aqui em casa todo mundo está de olho, mas mesmo assim minha irmã e a filha dela pegaram dengue”, disse.

A ação no P Sul incluiu uma visita a um descampado na EQNP 28/32 que, antigamente, era utilizado como ponto de descarte irregular de lixo. Agora, a área está limpa, sem a presença de entulho ou lixo verde, e receberá o plantio de mudas de árvores, além do cercamento.

O presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Silvio Vieira, destacou que o descarte irregular de lixo é um facilitador do mosquito da dengue, portanto deve ser evitado. “É muito importante que cada cidadão faça sua parte, sem jogar lixo ou entulho na rua e conserve a cidade. Temos o aplicativo do SLU que mostra a hora que o caminhão passa na casa do cidadão. Então, não há motivo nenhum para o descarte incorreto”, explicou.

 

GDF finalizou nova passagem utilizada por usuários de transporte público que precisam acessar a BR-070 e o Terminal Rodoviário.

O Governo do Distrito Federal (GDF) segue ampliando a acessibilidade e mobilidade para trazer mais conforto e segurança aos pedestres e ciclistas de Ceilândia. No Setor O, equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) trabalham na construção de 1 km de calçadas, mais amplas e acessíveis, conectando a via O-4 às margens da BR-070.

A benfeitoria tem investimento de R$ 700 mil, provenientes de recursos diretos da Novacap. O trecho contemplado beneficiará especialmente os usuários de transporte público. Isso porque as calçadas em construção irão ligar as passarelas de travessia dos pedestres ao Terminal Rodoviário do Setor O.

A construção das novas calçadas era uma demanda antiga dos moradores da região. “O trajeto era feito em meio ao barro. Nós, então, aproveitamos um projeto da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) para adaptar à realidade do local e conseguir ampliar a acessibilidade”, explica Luiz Eduardo Pessoa, coordenador de Obras, Licenciamento e Manutenção da Administração Regional de Ceilândia.

Segundo o engenheiro, os pavimentos possuem 3 metros de largura, com pisos táteis direcionais e de alerta. O objetivo é que os trechos também sejam utilizados por ciclistas. “É uma calçada compartilhada entre pedestres e ciclistas que vai permitir um acesso mais seguro e acessível aos usuários. É uma obra social muito importante”, completa.

Concluída a instalação das calçadas, as equipes da Novacap irão trabalhar no paisagismo da área, com plantio de grama ao longo de toda a extensão do pavimento.
 

 

 

 

* Com informações Agência Brasília

 

Reparos que ocorrem simultaneamente em várias quadras da RA têm o objetivo de prevenir contra o período de chuvas

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) realiza serviços de drenagem e manejo das vias pluviais em diversos conjuntos e quadras da Ceilândia, onde estão sendo feitas desobstruções e reposições, evitando enchentes, erosões e deslizamentos de terra na temporada de chuvas. Em vários conjuntos de quadras na QNM 10; na QNM 01, Conjunto D, e Condomínio Privê,  estão sendo feitos os reparos necessários.

De acordo com os responsáveis pelo serviço, a força-tarefa para a manutenção, desobstrução e limpeza de bocas de lobo tem o objetivo de prevenir contra o período de chuvas. Vale ressaltar que é feita também a manutenção de alguns pontos de drenagem que estavam comprometidos no Privê, na Via N3, próximo à Fundação Bradesco, onde havia um ponto de alagamento e existia uma invasão, que foi retirada. Está prevista a implantação de um sistema de amortecimento de água.

Estruturas e instalações nas vias urbanas destinadas ao escoamento das águas das chuvas, tais como sarjetas, bueiros (também chamados de bocas de lobo), galerias, dentre outras, desempenham papel fundamental para o bom funcionamento da cidade, principalmente em períodos com grandes volumes de chuvas. A principal função é minimizar os problemas, como enchentes, causados pelo excesso de água desses períodos.

Apesar do sistema de drenagem pluvial urbana passar despercebido pelos olhos da população, é importante que se evite obstruir os bueiros. Para isso, não se deve descartar lixo nas ruas, por exemplo, nem mesmo um pequeno pedaço de papel, pois, em algum momento, resíduos como esses chegarão nas bocas de lobo e se juntam a outros resíduos, o que provoca o entupimento do sistema de drenagem.

*Com informações da Novacap
 

 

Você, morador de Ceilândia, é essencial para moldar o destino da região! 🤝

No dia 18 de novembro, às 9h, no Centro de Ensino Médio – CEM 03, que fica na Ceilândia Sul, QNM 13, Lote A, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) convida todos os moradores a participarem da Oficina Participativa da revisão do Plano Diretor DF.

A comunidade vai escrever os próximos capítulos da história de Ceilândia opinando sobre assuntos, como:

🏡 Habitação

🌿 Meio Ambiente

🚗 Transporte

🏡 Regularização

💼 Desenvolvimento econômico

Junte-se a nós e contribua com o futuro de Ceilândia! 📝🌟 #Participe #Ceilândia #CeilândiaDF #DistritoFederal #DF #Brasília #Bsb #PlanoDiretorDF

A Administração Regional de Ceilândia tem trabalhado diariamente para atender às demandas da população. Diversas ações vem sendo realizadas para beneficiar a cidade.

No mês de setembro em parceria com outros órgãos do Governo do Distrito Federal, foi lançada a Força-Tarefa para desobstrução, manutenção e limpeza de bocas de lobo na cidade. A ação foi iniciada em prevenção ao período de chuvas que acontecerá em breve.

No trabalho, se faz a desobstrução da boca de lobo, e posteriormente, é realizada a limpeza dos canos internos. Esse serviço colabora para que as águas das chuvas sigam seu curso natural nas galerias de águas pluviais, garantindo o escoamento e que materiais sólidos, retidos durante as chuvas, ou enxurradas não obstruam a drenagem das águas. Cerca de 213 bocas de lobo já foram limpas e desobstruídas, sendo retiradas quinze toneladas de materiais sólidos. 

O trabalho depende, ainda, da contribuição da população para o descarte de resíduos de forma correta. Além de galhos e folhas retidas nas bocas de lobos, materiais de construção, garrafas pets, cabos de vassouras, sacolas plásticas, pneus e animais mortos também são encontrados nestes locais e podem prejudicar o escoamento de água. O entupimento destes escoadouros das vias públicas pode causar consequências como infestação de bichos e insetos e alagamentos em período chuvoso.

Vale ressaltar que, a Administração Regional trabalha diariamente com uma programação para que às demandas da comunidade sejam atendidas.

É a Administração, trabalhando junto com o GDF, por  uma cidade melhor! 🫡

.
.
Deseja realizar alguma solicitação, sugestão, elogio, denúncia ou reclamação ?

💻 Acesse:
www.participa.df.gov.br

☎️ Entre em contato:
Ouvidoria – Telefone 162

Ao todo, serão mais de 4.300 m² pavimentados, além de melhorias para os moradores dos conjuntos B, C e E

 

A Novacap, por meio da Divisão de Obras Diretas de Pavimentação Asfáltica (DIOD), avançou no recapeamento asfáltico na região da QNN 38, englobando os conjuntos B, C e E de Ceilândia. Esta obra, que se iniciou no fim de setembro.

Ao todo, o projeto compreende uma área de 4.300 m². Para a realização deste recapeamento, estão sendo utilizadas 451,50 toneladas de CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente).

André Luiz Oliveira Vaz, diretor de Urbanização (DU) da Novacap, destaca: “Esta obra é essencial para garantir a segurança e o conforto dos moradores da região. Estamos comprometidos em entregar um trabalho de qualidade, no prazo estimado.”

Contudo, a data de conclusão de obras são estimativas e podem sofrer alterações. Fatores externos, como o fornecimento de materiais, incluindo CBUQ, entre outros, além do fornecimento de máquinas, equipamentos e caminhões, e até mesmo condições climáticas, podem impactar o cronograma de execução.

A Novacap tem trabalhado de forma incansável para minimizar possíveis atrasos e garantir a eficiência e qualidade em todas as suas obras.

*Com informações da Novacap

Os espaços são no Setor O, Guariroba, São Sebastião, Paranoá e Estrutural; feirantes poderão vender produtos hortifrutigranjeiros, temperos, plantas ornamentais e artesanato, entre outros

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou nesta quinta-feira (28) um novo pacote de licitação para ocupação de bancas em cinco feiras permanentes. Os editais publicados no Diário Oficial do DF (DODF) disponibilizam as concorrências públicas para 12 estandes na Feira Permanente da Estrutural, 17 na Feira Permanente do Paranoá, 119 na Feira Permanente da Guariroba, 40 da Feira Permanente do Setor O e sete na Feira Permanente de São Sebastião.

As licitações acontecem com unidades que foram retomadas pelo GDF a partir de levantamento feito junto a todas as feiras permanentes para verificar o funcionamento e a situação de regularidade dos atuais ocupantes.

Os interessados nas concorrências já podem consultar as regras constantes nos editais publicados também no site da Secretaria de Governo do Distrito Federal (Segov). Entre os requisitos, os participantes deverão entregar dois envelopes, simultaneamente — um contendo toda documentação necessária à habilitação no processo licitatório e outro com a proposta de preço, até o dia 30 de outubro, à Comissão Permanente de Licitação de Feiras, na sede da administração regional da cidade onde a feira for localizada.

O secretário de Governo do DF, José Humberto Pires de Araújo, explica que esses processos licitatórios são mais uma marca do governo voltada à valorização do segmento. “O governo tem o objetivo de mudar a realidade das feiras e dos feirantes. A ocupação desses espaços vazios é uma das áreas que temos trabalhado de forma a fomentar a atividade e transformar as feiras em verdadeiros comércios, sem boxes fechados ou sendo usados indevidamente”, destaca.

Entre as atividades comerciais permitidas nos boxes, os feirantes poderão vender produtos hortifrutigranjeiros, temperos, plantas ornamentais e flores, artesanato, confecções, calçados e bolsas, armarinhos, artigos religiosos, doces, alimentação, ferramentas e utensílios domésticos, e produtos da lavoura, agropecuários e de indústria rural. Os editais preveem restrições de venda a varejo de lanches, bebidas em geral, refeições típicas regionais, entre outros.

A Subsecretaria de Mobiliário Urbano e Apoio às Cidades, vinculada à Secretaria Executiva das Cidades, é responsável por todo procedimento licitatório e vem trabalhando junto com outros órgãos do governo para poder propiciar um ambiente onde todos possam concorrer de forma justa.

Este é o segundo pacote de licitações para feiras lançado pela Secretaria de Governo neste ano. Outras sete concorrências públicas estão em fase final nas feiras permanentes da Candangolândia, 210 e 202 de Samambaia, Brazlândia, P Sul, de Confecções e Utilidades de Planaltina e do Riacho Fundo.

*Com informações da Segov-DF

Lista de nomes para ocupação nos centros comerciais de Riacho Fundo, Planaltina, Brazlândia, Candangolândia, Samambaia 202, Samambaia 210 e P Sul foi publicada no DODF desta quinta

 

Foram publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (28) as listas com os nomes dos vencedores das concorrências públicas realizadas para ocupação de 193 bancas das feiras permanentes de Riacho Fundo, Planaltina, Brazlândia, Candangolândia, Samambaia 202, Samambaia 210 e P Sul. Os contemplados também podem ser conferidos no site da Secretaria de Governo do DF (Segov-DF).

Os contemplados têm até esta sexta-feira (29) para pagar os lances ofertados. Após a confirmação, ocorrerá a homologação dos processos licitatórios, seguida da assinatura da Permissão de Uso Qualificada, documento que permite aos habilitados a exploração comercial das bancas.

“A publicação do resultado final dessas licitações configura um importante passo no processo para ocupação das feiras, fazendo com que os locais voltem a ter mais movimento e a gerar cada vez mais emprego e renda para o setor, conforme o desejo do governador Ibaneis Rocha”, afirma a subsecretária de Mobiliário Urbano e Apoio às Cidades, Ana Lúcia Melo.

 

 

 

*Com informações da Segov

⚠️ Atenção, comunidade! 

A Administração Regional de Ceilândia informa que a partir desta sexta-feira (15/09), devido a nova etapa da obra da Avenida Elmo Serejo, novos trechos serão interditados. Que seguirá a seguinte sequência:

🚫 Etapa 1 – Trecho entre a Via P1 e a Via N3 (trevo para Samambaia) – essa área será toda interditada a partir de sexta-feira (15) – o acesso ao setor P. Sul e ao Pôr do Sol se dará através da Via N3, conforme o Croqui 01 e a sinalização local;

🚫 Etapa 2 – Início a definir – trecho que vai da Via N3 (trevo para Samambaia), ao viaduto do Metrô – esse trecho será trabalhado em meia pista,  tendo o motorista o acesso ao setor P. Sul e ao Pôr do Sol através da própria Elmo Serejo, ou alternativamente pelos acessos propostos no Croqui 02;

🚫 Etapa 3 – Início a definir – trecho que vai do viaduto do Metrô ao acesso à Via Leste (entrada para o La Casa) – esse trecho será trabalhado em meia pista, tendo o motorista o acesso ao setor P. Sul e ao Pôr do Sol através da própria Elmo Serejo, ou alternativamente pelos acessos propostos no Croqui 03.

 🚙 Lembramos ainda que a Avenida Elmo Serejo no trecho que liga a Via P1 ao Pôr do Sol será liberada para os veículos a partir desta sexta-feira (15).

🚧 O transtorno é temporário, mas o benefício será permanente!

 

   

No aniversário de 42 anos da unidade, a governadora em exercício Celina Leão anunciou a ordem de licitação da reforma com investimento de R$ 12 milhões

 

O Hospital Regional de Ceilândia (HRC) receberá uma reforma e ampliação do pronto-socorro. A governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão, fez o anúncio na comemoração do 42º aniversário do HRC, nesta segunda-feira (28), afirmando que o investimento para a obra será de aproximadamente R$ 12 milhões.

“Estamos em processo licitatório da ampliação e reforma do pronto-socorro, e, em breve, nós vamos lançar a ordem de serviço. Foi uma determinação do governador Ibaneis Rocha. Nós não poderíamos vir aqui sem deixar um presente para o hospital no dia de seu aniversário”, declarou Celina Leão.

A governadora em exercício também comentou a respeito de outros equipamentos públicos previstos para a saúde. “Nós já estamos em estudo sobre um novo hospital entre as regiões de Samambaia e de Ceilândia. O governador lançou novos hospitais, como o Ortopédico do Guará e o do Recanto das Emas, e vai lançar o de São Sebastião. Mas, com certeza, essa região de Ceilândia precisa de uma atenção muito especial, pela pressão da demanda e também das cidades que circundam o DF”, ressaltou.

Além de atender a população de Ceilândia, o HRC também recebe pacientes do Sol Nascente/Pôr do Sol e de Águas Lindas (GO). A secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, ressaltou que a região conta com duas unidades de Pronto Atendimento (UPAs) que necessitam do apoio do hospital. “O pronto-socorro de Ceilândia é, depois do Hospital de Base, onde chega a maior demanda de atendimento na porta. É um hospital de vanguarda aqui no DF, que abriga grande quantidade da população”, observou.

O vigilante Edson Batista Lopes comemorou o anúncio da reforma. “Toda a demanda da saúde da região vem para cá. O hospital e a cidade cresceram nos últimos anos, por isso essas melhorias que estão chegando são muito importantes para nossa cidade”, disse o morador do Sol Nascente/Pôr do Sol e usuário da unidade hospitalar.

Mais estrutura

Durante a pandemia, o Hospital Regional de Ceilândia ganhou uma unidade modular acoplada ao hospital com 73 leitos. Essa estrutura faz parte da clínica médica do hospital. A ortopedia possui 46 leitos de cirurgia e o centro cirúrgico foi renovado com a central de material esterilizado.

O centro cirúrgico da unidade foi reforçado com oito anestesistas, três cirurgiões gerais, três ortopedistas, três ginecologistas e três enfermeiros. A medida impactou nos atendimentos da unidade, que ampliou o número de cirurgias eletivas.

O ambulatório de estomias, localizado na Policlínica II do hospital, realizou 925 consultas e 2.514 procedimentos apenas no primeiro semestre de 2023. Além disso, a brinquedoteca do Hospital Regional de Ceilândia foi reinaugurada no final do ano passado.

Melhorias que agradam ao aposentado João Marques Ferreiros. “Esse aqui é o coração de Ceilândia. Esse hospital vem atender não só o pessoal de Ceilândia, mas do Entorno todo. É um hospital em que as pessoas vêm procurar atendimento e têm uma excelente cobertura na Atenção Primária”, acentuou.

Quatro décadas de atendimento

O Hospital de Ceilândia nasceu para atender uma região em crescimento e abriu as portas em 1981. “Hoje a gente percebe que o caminho do hospital é estar sempre se reinventando. Foi assim na pandemia e a cada dia com os atendimentos”, destacou o diretor do Hospital Regional de Ceilândia, Márcio Miranda dos Santos.

O diretor acrescentou que Ceilândia é uma das cidades que mais crescem no Distrito Federal, com uma população dependente do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo ele, há planos para emergência, pediatria e centro obstétrico. “São os principais pontos de ação que vamos desencadear. Foi uma surpresa a fala da governadora em exercício. Esperávamos uma reforma e agora soubemos que haverá uma expansão”, ressaltou.

 

Fonte: Agência Brasília

 

📢 Ei, morador! É AMANHA!

Agora é a sua chance de dar a sua opinião e contribuir!

O Governo do Distrito Federal, por intermédio da Administração Regional de
Ceilândia do Distrito Federal, no uso de suas atribuições legais estabelecidas na Lei
Orgânica do Distrito Federal, informa à população sobre a Audiência Pública, em
plataforma eletrônica, no dia 25 de Agosto de 2023 (sexta-feira), às 19 horas, com vistas ao
Plano de Ocupação do Parque Urbano do Setor O e afetação de lotes à serem incorporados
à sua poligonal, em atendimento ao ao Art. 12 do Decreto nº 43.960, de 21 de novembro de
2022, que regulamenta o Art. 39 da Lei Complementar nº 948, de 16 de janeiro de 2019,
que dispõe sobre o Uso e Ocupação do Solo do Distrito Federal – LUOS e suas alterações.

📲 O acesso à transmissão será realizado pelo link:

https://us02web.zoom.us/j/88274475518?pwd=OWpaNXZuVmVoU2l6UStNcTl0S3ZNdz09

 

👥 Marque na agenda, convide os vizinhos, família e amigos e participe conosco.

🤝🏼 A sua voz é fundamental neste projeto!

✅️ Assinatura de Ordens de Serviço para a construção de centros de educação da primeira infância – CEPIS

• A região de Ceilândia vai ganhar dois Centros de Educação da Primeira Infância (CEPIs) para atender cerca de 400 crianças de até 5 anos e 11 meses em período integral. As unidades serão construídas em endereços na QNO 18 e na QNP 11. O investimento do Governo do Distrito Federal (GDF) é de mais de R$ 10 milhões.

 

GDF investiu R$ 67 milhões em 7 km de novas vias e 13 km de galerias pluviais. Infraestrutura vai permitir que mais empresas se instalem na região, com geração de emprego e renda

 

As duas áreas de desenvolvimento econômico (ADEs) de Ceilândia agora contam com um moderno e eficiente sistema de drenagem pluvial. Nesta sexta-feira (18), o governador Ibaneis Rocha entregou à população os recém-construídos 13.973 metros de galerias pluviais, além de três lagoas de contenção instaladas entre a QNR e o Sol Nascente.

A entrega marcou o fim do conjunto de obras de infraestrutura realizadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) na região. Um investimento total de R$ 67,5 milhões viabilizou a pavimentação de 7,7 km de vias e a instalação de outros 17,5 km em ciclovias, sem falar nos 53,4 mil m² em estacionamentos construídos para atender a demanda da localidade.

“Essa obra de drenagem era muito requisitada porque nós tínhamos aqui grandes alagamentos, prejudicando toda a população. Investimos R$ 67,5 milhões para colocar toda a captação de água nesse setor e nós queremos realmente o desenvolvimento da região. Vamos continuar trabalhando pela cidade”, disse o governador Ibaneis Rocha.

As obras, executadas sob responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet), estimulam a urbanização das áreas de desenvolvimento, ampliando a capacidade de atrair novos investidores e, consequentemente, gerando mais emprego e renda.

“Na prática, agora o governo pode vender o restante dos lotes, atrair e implantar diversas empresas que dependiam dessa estrutura para funcionar. Aqui já temos empresas do setor do material de construção civil e outras vão poder vir”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mende

 

Além do viés econômico, as melhorias também resolverão os alagamentos, que antes tiravam o sono de moradores e comerciantes. “Era bem complicado na época de chuvas, aqui em casa alagava bastante. A água invadia as casas mesmo, os comerciantes reclamavam muito nas épocas de chuva, da lama que entrava. Agora, vai melhorar”, relata Alexandra Moreira Lopes, 48 anos.

“A obra está boa, ficou bacana. Aqui ninguém nunca tinha tido coragem de fazer essa obra. É uma obra que a gente fica satisfeito, feita com carinho. Não tinha esgoto, não tinha rede de águas pluviais”, completa o comerciante Walter Rodrigues, 66.

O restaurante de Maria Rodrigues, 68, funciona há 14 anos na região. Ela comemora o investimento feito pelo GDF e aposta que as melhorias trarão novos clientes para seu comércio. “Era muita sujeira, terra e enxurrada. Eu trabalho com comida, então a limpeza é algo muito importante para nós. Agora já está bem melhor e a gente espera que melhore ainda mais o nosso movimento”, diz.

 

Fonte: Agência Brasília

Governador Ibaneis Rocha assinou a autorização para a obra, que beneficiará 30 mil motoristas por dia e atender um trecho de 7,6 km, totalmente reconstruído para aumentar a vida útil da via

 

 

Diariamente, 30 mil motoristas utilizam a DF-180 no trecho do entroncamento entre a BR-070 e a BR-080, chamado de Garrafão, no Incra 8. A via, que está desgastada, será recuperada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) em um trecho de 7,6 km.

A autorização para início da obra foi dada nesta sexta-feira (18) pelo governador Ibaneis Rocha em evento na região. A reforma deste trecho da DF-180 terá investimento de R$ 12,1 milhões, com recursos da Agência de Desenvolvimento (Terracap).

Para deixar a pista em condições ideais de tráfego, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) fará a restauração, da pavimentação, sinalização vertical e horizontal. Com esses serviços, serão gerados 80 empregos.

“Essa obra é mais do que necessária, além de interligar duas grandes cidades, Brazlândia e Ceilândia, pega uma área rural para essas pessoas que trabalham aqui e necessitam de um asfalto de qualidade”, destacou o governador Ibaneis Rocha.

Além dos motoristas de Brazlândia, a recuperação da DF-180 também beneficia condutores de Taguatinga, Ceilândia, Gama e Entorno, que vão poder voltar a utilizar a via em boas condições. Para o presidente do DER-DF, Fauzi Nacfur Júnior, a restauração é o caminho a ser adotado para ampliar a vida útil das pistas.

“Em vez de ficarmos fazendo operações tapa- buracos, que até são bem-vindas, o governador determinou a restauração completa. Isso dá uma vida útil maior para a via, um conforto muito maior para os motoristas, e vem sendo feito em vários locais, no Jóquei, no Lago Sul, no Pistão Sul. Estamos fazendo agora da DF-180, que na região do Gama está quase pronta, e agora aqui esse trecho de 7 km entre Brazlândia e Ceilândia”, explicou.

Comunidade agradece

Morador de Brazlândia desde 1972, o prefeito comunitário Jota Lima, 62 anos, viu a DF-180 ser construída e se degradar com o passar dos anos. Como líder do movimento que pede a restauração da pista, ele comemorou o início dos trabalhos após décadas de espera.

“Aqui é uma região forte de produção de morango, goiaba e hortaliças de um modo geral. Essa obra vai atender a região rural de Alexandre Gusmão, Águas Lindas, Chapadinha, Incra 6, 7, 8 e 9, entre outras. Essa pista é de 1973, tem 50 anos, e de lá para cá foi só remendo e tapa-buracos. Só temos a agradecer ao governo por trazer essa obra”, disse.

Mais obras na região

Ibaneis Rocha também comentou outra importante obra que será feita em Brazlândia, a duplicação da BR-080. A via será alargada no segmento que liga o entroncamento com a DF-001 (Parque Nacional de Brasília e Floresta Nacional) e a cidade para beneficiar 80 mil motoristas que trafegam diariamente no local. Essa obra terá aporte de R$ 362,3 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

A duplicação vai melhorar a ligação da área leste do DF com Goiás e demais estados da região, como Tocantins e Mato Grosso. Também vai colaborar para o desenvolvimento da região onde a agricultura tem grande relevância para a capital.

Nesta mesma região, a atual gestão do GDF duplicou a DF-001 em um trecho de 8,2 km, entre a Estrutural e o Assentamento 26 de Setembro, o que já tem colaborado para o tráfego na região.

Obras que são lembradas pela vice-presidente da Associação dos Produtores Rurais e Moradores do Incra 7, Terezinha Brandão. “Os acidentes na DF-001 acabaram. Agradecemos por essa obra, e agora esperamos a duplicação da BR-080, que será muito benéfica para toda essa região”, pontuou.

 

Fonte: Agência Brasília

Conforme publicado hoje (09), no Diário Oficial do Distrito Federal a Administração Regional de Ceilândia, torna pública a realização de convocação para cadastramento de vendedores ambulantes e posterior sorteio para trabalharem no evento do "O Maior São João do Cerrado" a ser realizado nas datas, horários e na forma e condições estabelecidas no edital.

🤠 Serão disponibilizadas no total 60 (sessenta) autorizações para o comércio de ambulantes/barracas.

🗒 Recepção de Requerimentos e análise dos documentos:

📅 09 e 10/08/2023
🕒 09 às 17h
📍 Gerência de Gestão do Território – Administração Regional de Ceilândia.

🎲 O sorteio dos interessados será realizado dia 14/08/2023, no Auditório da Administração Regional de Ceilândia. 

Não perca esta oportunidade! Participe! 

 

Leia o edital completo:

DODF 150 09-08-2023 INTEGRA

Percurso passa por pontos de ônibus e pela UBS 6, prevendo rampas, travessia de pedestres e novas calçadas

 

 

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) aprovou o projeto de rota acessível para o entorno do Centro de Ensino Especial (CEE) 01, em Ceilândia, por meio da Portaria nº 69, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (28). No novo percurso, haverá criação e adequação das calçadas, prevendo acessibilidade por meio de rampas e travessias de pedestres, além do ajuste dos estacionamentos.

O projeto propõe a urbanização de uma área de 5.877m², que será efetivada a partir da criação de rotas acessíveis que começam nos pontos de ônibus próximos à EQNP 10/14 do Setor P de Ceilândia e passam pela Unidade Básica de Saúde (UBS) 6 e pelo CEE 01, responsável por atender estudantes da rede pública com deficiência, autismo e outras demandas.

Além das adequações já citadas, o projeto também contempla a criação de plataformas elevadas nos locais de acesso de veículos; correção de situações em que postes, placas, bocas de lobo e árvores configuram obstáculos à livre circulação; e criação de passeio compartilhado por pedestres e bicicletas.

As propostas têm como objetivo melhorar as condições de acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida junto às vias e edifícios públicos. Além disso, estabelece a necessidade de adaptar as paradas de ônibus próximas, as vias de acesso e as calçadas que dão acesso ao Centro de Ensino Especial aos padrões de acessibilidade urbana.

A subsecretária substituta de Projetos e Licenciamento de Infraestrutura da Seduh, Thaís Waldow, destaca que o projeto terá impacto positivo na vida dos moradores da região. “Haverá melhoria na circulação ativa da população em geral e, principalmente, dos deficientes e pessoas com mobilidade reduzida, devido à descontinuidade das calçadas implantadas, o seu estado de conservação e a grande declividade em trechos do percurso”, avalia.

 

Próximos passos

 

Após a aprovação, o projeto será encaminhado à Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para orçamento e licitação da obra. Até o momento já foram aprovadas rotas acessíveis para os hospitais de Planaltina, Sobradinho, Guará, Ceilândia, Samambaia, Santa Maria e Brazlândia, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião.

 

 

*Com informações da Seduh

Com investimentos de R$ 745 mil, o espaço vai beneficiar comunidade, comerciantes, feirantes e produtores rurais que trabalham no local

 

 

 

A Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) deu início à construção do campo de futebol sintético na região da Feira do Produtor, em Ceilândia. A obra é mais um investimento do Governo do Distrito Federal (GDF) na cidade e está sendo executada pela SEL. Outros três campos serão construídos pela pasta nas regiões do Taquari, Paranoá e São Sebastião.

Com a finalidade de incentivar a prática esportiva e proporcionar mais opções de lazer para a população local, a construção do campo sintético visa atender tanto aos moradores da região quanto aos frequentadores da feira, que terão à disposição um espaço adequado para a prática esportiva. Com investimento de R$ 745 mil, o campo contará com arquibancadas, alambrado e estrutura para o fornecimento de energia fotovoltaica.

O secretário interino de Esporte e Lazer, Renato Junqueira, destaca a importância da obra para os moradores e comerciantes da região. “Estamos cumprindo mais um compromisso assumido pelo governador Ibaneis Rocha. O campo sintético na Feira do Produtor será um espaço de convivência, esporte e lazer para toda a comunidade”, afirma.

Nesta etapa inicial, está sendo feita uma sondagem de solo para obter informações sobre as características do terreno e embasar obras civis. A próxima etapa consiste na construção da base, seguida pela instalação do campo sintético, drenagem, implantação do gramado, alambrado e iluminação adequada.

 

Campo sintético

O campo sintético contará com dimensões padronizadas (22 m x 44 m) e será equipado com grama artificial de última geração, proporcionando condições ideais para a prática de futebol. Além disso, serão instaladas iluminação adequada e arquibancadas.

“A obra é mais uma prova do empenho em oferecer infraestrutura e oportunidades para o desenvolvimento esportivo em todas as regiões da capital como forma de melhoria da qualidade de vida”, complementa o secretário.

Durante todo o processo de construção, a secretaria estará acompanhando de perto o andamento dos trabalhos, garantindo a qualidade do equipamento e o cumprimento dos prazos estabelecidos.

De acordo com o presidente da Associação da Feira do Produtor, Vilson Oliveira, a iniciativa irá beneficiar a comunidade adjacente, os comerciantes, feirantes e produtores rurais que trabalham no local. “O projeto irá proporcionar também benefícios diretos para a escolinha de futebol da feira, que atualmente atende mais de 250 crianças, e com a criação desse espaço adequado para a prática esportiva. As crianças e toda a comunidade terão acesso a uma estrutura apropriada”, ressalta.


*Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer do DF

 

Fonte: Agência Brasília

Espaço localizado próximo à estação Ceilândia Centro foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (16) com paisagismo e acessibilidade para os moradores

 

 

Os pedestres de Ceilândia vão viver uma nova experiência ao transitar pelo centro da cidade. É a Praça do Metrô, que promete facilitar o acesso dos usuários de transporte público ao comércio. Localizado na CNN 2, o espaço foi construído em uma área de 7.137 m², com investimento de R$ 3,5 milhões do Governo do Distrito Federal (GDF). O governador Ibaneis Rocha inaugurou o novo ponto de convivência na manhã desta sexta-feira (16).

O que antes era um terreno descampado tomado por barro se transformou em um espaço de travessia e lazer, com revestimento de concreto, rampas de acessibilidade, piso tátil, bancos e anfiteatro. A obra envolveu ainda paisagismo, com o plantio de 2.942 m² de grama, e decoração, com a implantação de dez árvores metálicas no centro da praça.

Durante a inauguração do espaço, Ibaneis Rocha ressaltou que a Praça do Metrô é apenas uma entre tantas obras que estão em execução na cidade. “A previsão de investimento em Ceilândia para os próximos quatro anos é de R$ 200 milhões. E isso referente apenas às ações que envolvem a administração regional e a Novacap”, anunciou o governador. “Vamos revitalizar pistas, praças e parques da cidade”, completou.

O chefe do Executivo no DF anunciou ainda outras importantes obras que Ceilândia deve receber nos próximos anos. “Vamos concluir a reformulação da Hélio Prates e está previsto um grande programa de drenagem para resolver os problemas das águas pluviais da região”, garantiu Ibaneis Rocha. “E aqui, ao lado da praça, vamos construir mais um restaurante comunitário para atender a população que tanto precisa”, afirmou.

Integração

O projeto da Praça do Metrô, de autoria da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), foi executado pela Companhia Urbanizadora Nova Capital (Novacap). E é considerado uma complementação da primeira etapa das obras na Avenida Hélio Prates. “A praça faz uma integração interessante entre os usuários do transporte público e o comércio”, comentou o presidente da Novacap, Fernando Leite. “É um espaço para respirar, bater papo. Um local que valoriza demais a própria Hélio Prates.”

 

 

O administrador regional de Ceilândia, Dilson Almeida, lembrou que a área não contava com nenhum tipo de urbanização. “Aqui antes era um espaço de terra que causava transtorno com a poeira. Não trazia conforto nenhum para a comunidade”, disse. “Hoje temos uma praça urbanizada, moderna, que traz acessibilidade e um espaço de confraternização e de descanso nesse deslocamento do dia a dia ao trabalho e ao retorno ao lar”, comentou.

Moradora de Ceilândia desde 2018, a dona de casa Maria Aparecida da Costa, 65 anos, contou que o local antigamente servia como depósito de lixo. “As pessoas passavam para tomar o metrô e era só lixo mesmo”, revelou. Com a obra, ela notou a mudança no espaço. “Você desce do metrô e já vê isso aqui. Achei louvável a ideia do governador. Para a gente, que mora em Ceilândia, é bem bacana mesmo. Vejo essas estruturas e acho lindo”, definiu.

O atendente de telemarketing Gustavo de Souza, 24, passa diariamente pela praça para fazer o deslocamento de casa para o trabalho e vice-versa. Ele mora em Taguatinga e trabalha em Ceilândia. Para ele, o novo espaço já melhorou a experiência. “Saiu a poeira e já vejo mais pessoas se sentando aqui e passeando com os animais. Está muito agradável. Estou vendo beleza e as coisas se renovando”, afirma.

 

 

Urbanização

O GDF tem apostado na requalificação de espaços públicos para trazer mais conforto e acessibilidade aos pedestres. A exemplo do que já foi feito na W3 Sul e na Praça do Povo, ambas no Plano Piloto, e na Avenida Paranoá, localizada na cidade homônima, há ações em andamento em diversas regiões do DF.

A reforma da Praça da Bíblia, em Ceilândia, se prepara para entrar em processo licitatório. Já a reformulação da Praça do Relógio, em Taguatinga, está em fase de execução de projeto. No Setor Bancário Sul, a intenção é corrigir problemas de desnível, fazendo a acessibilidade junto à Praça dos Tribunais, no Setor de Autarquias e no caminho ao metrô.

Reformas garantem mais infraestrutura ao setor industrial da cidade, como estacionamentos, pavimentação asfáltica, ciclovias e rede de drenagem

 

 

 

As duas áreas de desenvolvimento econômico (ADEs) de Ceilândia passaram por uma transformação. Com um investimento de R$ 67,56 milhões por parte do Governo do Distrito Federal (GDF), os setores de indústria e de materiais de construção agora contam com estacionamentos, asfalto por todas as ruas, ciclovias e uma completa rede de drenagem. As obras são de responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

‌A qualificação urbana já vem ajudando cerca de 270 pequenas e médias empresas de porte familiar, que geram empregos e aquecem a economia do Distrito Federal. Na realidade, a construção de três lagoas de contenção em uma área entre a QNR e o Sol Nascente é o que resta do conjunto de reformas em toda a região. Elas integram o sistema de captação de águas pluviais construído para as duas ADEs.

Trata-se de um novo momento, segundo contam os comerciantes, para quem já conviveu com a falta de infraestrutura. “Melhorou muito pra gente a questão dos estacionamentos e para fazer a descarga dos produtos. Como não havia onde parar os carros, era tudo no meio da rua mesmo”, lembra Renato Silva Araújo, gerente de uma loja de embalagens da região. “Além disso, quando chovia, a água descia com força e inundava toda a rua. Esse tipo de melhoria traz mais condições de trabalho para as empresas do setor”, complementa.

“Ficou bom tanto para os clientes que vêm até aqui, como para os pedestres também. Hoje, a gente vê o pessoal passando pelas ciclovias que não existiam”, destaca Fabio Gomes, supervisor de uma distribuidora de alimentos no setor de indústrias. O estabelecimento funciona há 18 anos no mesmo local. “Mudou muito, né? Não tinha asfalto na maioria das ruas, a iluminação era ruim. Na nossa quadra aqui, agora são duas vias”, acrescenta o comerciante.

 

Setor atrativo para investidores

 

Para o coordenador de operações de crédito e incentivos fiscais da Sedet, Luiz Maia, as duas ADEs de Ceilândia se tornaram locais mais atrativos para o comércio e a indústria. “O foco desta obra foi melhorar a infraestrutura, urbanizar os dois setores e, assim, ampliar a capacidade de atrair novos investidores. Isso significa aumentar a geração de emprego e renda no DF”, salienta.

Maia destaca que a finalização das bacias de contenção vai resolver os alagamentos que dominaram a região por um bom tempo. Sem falar nos cerca de 14 mil metros de galeria de águas que já foram finalizados. “Pedimos somente aos moradores que não entrem nas bacias ou joguem lixo, pois além de dano à natureza, prejudica o que foi construído”, alerta o gestor.

‌As reformas estão previstas no programa Pró-Cidades, que conta com um financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) da ordem de R$ 350 milhões. Este valor é destinado a obras em cinco áreas de desenvolvimento econômico do DF, entre elas o Polo JK, em Santa Maria.

 

Fonte: Agência Brasília.

Operação em parceria com a administração regional vai melhorar as condições de pavimentação nas entrequadras e conjuntos da cidade.

 

A Novacap, em parceria com a Administração Regional de Ceilândia e com empresas terceirizadas, intensificou as ações de tapa-buraco em diversas áreas de Ceilândia para melhorar a situação do pavimento e a qualidade de vida da população. As avenidas principais da cidade já foram recuperadas e as equipes agora estão focadas nas entrequadras e conjuntos.

Nesta segunda-feira (8), uma equipe da Novacap esteve na QNP 16 e, nesta terça (9), atuou na QNP 12, no P Sul. Uma empresa terceirizada, a serviço da Novacap, já operou na QNM 3 e seguirá para as regiões da QNN 22 e QNN 24. A Administração Regional, por sua vez, trabalha na QNP 28 e irá para a QNM 2, nos conjuntos B, D e E.

Walquíria Marra, chefe da Divisão de Manutenção e Conservação de Vias (Dimav) da Novacap, destacou a importância das ações contínuas em Ceilândia. “Já recapeamos as vias principais e, agora, intensificamos o serviço de tapa-buraco no P Sul. Estamos devolvendo a trafegabilidade à população em áreas com malha viária envelhecida e deteriorada”, afirma.

O administrador de Ceilândia, Dilson Resende de Almeida ressalta que, “com o fim do período das chuvas, fizemos um levantamento das principais demandas, e demos início às ações pela região do P Sul. O trabalho se estenderá para as demais localidades mapeadas.”

Moradora há 12 anos da cidade, Maria de Fátima Martins da Cruz expressa agradecimento pela atenção da Novacap às necessidades da comunidade: “Ficamos muito agradecidos por esse apoio e pela presença da Novacap fazendo esse trabalho em nossa quadra e em vários lugares.”

As ações de tapa-buraco são diárias em todo o Distrito Federal, principalmente após o período chuvoso, para recuperar os estragos causados pelas chuvas. A população pode informar à Novacap sobre um buraco por meio das Regiões Administrativas ou pela Ouvidoria 162.

*Com informações da Novacap

 

 

 

Fonte: Agência Brasília

 

Nesta sexta-feira (28), recebemos o governador Ibaneis Rocha em nossa cidade. Na ocasião, foram entregues:

✔️ A 1ªetapa de requalificação da Avenida Hélio Prates.

Nessa etapa, foram investidos mais de R$ 20,2 milhões para reformar um trecho de aproximadamente 2,5 km. Essa requalificação inclui ampliação e remodelação de calçadas, reordenamento de bolsões de estacionamento e pavimentação em concreto de faixa para ônibus. A obra compõe o Corredor Eixo Oeste, que vai conectar o Sol Nascente/Pôr do Sol ao Plano Piloto, beneficiará mais de 1,8 milhão de pessoas e movimentar meio bilhão de reais.

✔️ Inaugurada a reforma do escritório local da Emater-DF de Ceilândia.

O espaço foi todo reformado com um investimento de R$ 272 mil, a partir de uma emenda parlamentar do deputado distrital Iolando. Importante referência para os produtores rurais da parte oeste do DF, o escritório não recebia melhorias há mais de 20 anos.

✔️ Assinada a Ordem de Serviço para a construção do campo sintético da Feira do Produtor de Ceilândia.

A região da Feira do Produtor, em Ceilândia, vai ganhar em breve um campo de futebol sintético, no valor de R$ 745 mil.

.
.

O GDF não para! Estamos trabalhando!

.
.

Equipes se mobilizam para atender cidades como Ceilândia, Sol Nascente e Águas Claras. Em Ceilândia, água invadiu as casas e moradores recebem assistência social

 

 

 Após a tempestade registrada no fim de semana no Distrito Federal, órgãos de governo estão nas ruas para recuperar os estragos deixados em cidades como Sol Nascente/Pôr do Sol, Ceilândia e Águas Claras. A Secretaria de Governo (Segov), com a força de trabalho do GDF Presente, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e o Corpo de Bombeiros estão em ação desde sábado e seguem em campo.
 No Sol Nascente, o Trecho 3 foi bastante afetado pelas enxurradas, com a formação de erosões nas vias não pavimentadas e buracos na parte asfaltada. Uma pá carregadeira e quatro caminhões trabalham na terraplenagem das pistas castigadas pela chuva. Na via comercial, os ‘rolinhos’ espalham massa asfáltica nos trechos esburacados. Ruas das chácaras 73, 74 e do bairro Cachoeirinha receberam ação das máquinas nesta segunda-feira (17).

 

 

Em Ceilândia Norte, as quadras residenciais da QNR, próximo ao Setor de Indústrias, acumularam poças gigantes. Algumas casas foram invadidas pela água da chuva nas QNRs 2 e 3. Além da desobstrução de bocas de lobo, abrigos de ônibus foram lavados e o excesso de lama retirado da rua. Duas equipes estão espalhadas pela região administrativa para repor trechos de pista destruídos pelo temporal.
 “O maquinário de outras cidades está sendo remanejado para Ceilândia e Sol Nascente para reforçar os serviços e atender as regiões mais afetadas”, explica o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo. “Além disso, estamos encaminhando 200 cestas básicas e oferecendo o benefício aluguel social para famílias que tiveram suas casa prejudicadas e outras que perderam mantimentos”, acrescenta José Humberto.

 

Segundo o administrador de Ceilândia, Dilson Rezende, já no domingo pela manhã as equipes percorreram os bairros para detectar os problemas e resolvê-los. “É uma ação emergencial que dura pelo menos uma semana, mas estamos trabalhando em conjunto para acelerar isso”, diz. “O Trecho 3 é um setor complicado, onde ainda não há pavimento e sistema de drenagem. E o fluxo de água é bastante grande”, explica o administrador do Sol Nascente, Cláudio Ferreira, lembrando que a Secretaria de Obras já licitou as benfeitorias para a área, depois de atender os trechos 1 e 2.

 

Fonte: Agência Brasília

Equipes do GDF Presente e das administrações regionais de Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol mapearam os pontos críticos. Áreas serão recuperadas a partir desta segunda-feira (17)

 

     

 

 A região oeste do Distrito Federal, onde estão as cidades de Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol, foi castigada na tarde de sábado (15) com um volume significativo de água das pancadas de chuva. Durante a tempestade, foram registrados 49 milímetros de precipitação na área e fortes ventos, segundo o Instituto de Meteorologia (Inmet).

As áreas mais atingidas serão recuperadas a partir desta segunda-feira (17) em uma grande ação com participação de diversos órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), incluindo Secretaria de Governo (Segov), Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e Departamento de Estradas de Rodagem (DER).
“Hoje fizemos o levantamento das demandas para podermos entrar em ação com a operação de emergência nas duas cidades na segunda-feira”, explica um dos coordenadores do Polo Oeste II, Germano Guedes.

 

 

A chuva causou alagamentos e estragos em algumas localidades das duas regiões administrativas. Por isso, na manhã deste domingo (16), equipes do Polo Oeste II do GDF Presente e das administrações regionais circularam pelas cidades para mapear os pontos críticos e sinalizar os locais para evitar acidentes.
Mapeamento das áreas

No Sol Nascente/Pôr do Sol, a análise de campo apontou o Trecho 3 como o setor mais afetado pela enxurrada na região administrativa. Foram identificados erosões, deslocamento de meios-fios e presença de lama nas vias, proveniente de obras em execução na cidade.

“Os locais afetados e o mapeamento das áreas ainda estão em levantamento, mas essas áreas mais atingidas são a nossa prioridade, onde faremos um trabalho de recuperação total”, afirma o administrador regional, Cláudio Ferreira.

 


 Em Ceilândia, a investigação das equipes passou pelo setor Norte, nas QNQ e QNR, onde a água da chuva entrou nas residências e levou muita lama para as vias principais. “Infelizmente tivemos uma chuva atípica com muito volume em pouco tempo e as trombas d’água causaram esse transtorno”, revela o administrador de Ceilândia, Dilson Almeida.
Segundo o administrador, as famílias prejudicadas serão auxiliadas e os trabalhos previstos para segunda-feira serão de limpeza das ruas, dos abrigos de coletivos e das bocas de lobo, além da recuperação de calçadas e asfaltos que foram arrancados.

“Ainda ontem (sábado, 15) nosso pessoal deu uma andada na região para identificar os problemas e hoje (domingo, 16) fomos com mais calma. Mas já fizemos a sinalização dos locais onde o asfalto foi arrancado para evitar acidentes e amanhã (segunda, 17) vamos atrás de resolver os problemas mais sérios”, destacou Almeida.

 

Fonte: Agência Brasília

 

As comemorações do aniversário de 52 anos de Ceilândia não param. Na manhã desta segunda-feira (27), houve o tradicional corte do bolo, festejo que contou com a participação da vice-governadora Celina Leão. A celebração ocorreu na Praça do Trabalhador, QNM 13, e, logo após os parabéns, os moradores participaram das apresentações de mágica para a criançada e curtiram muita música com artistas locais, do projeto Feira de Talentos e Música e Cidadania.

Na solenidade em homenagem a Ceilândia, Celina Leão enalteceu a força da mulher ceilandense e a importância da cidade para o Distrito Federal. “O coração do DF é Ceilândia. Uma cidade de mulheres fortes e que foi construída com a força dessas mulheres. Por ser a maior cidade, temos problemas. Mas estamos avançando, já investimos muito e estamos planejando mais R$ 180 milhões para a região do Sol Nascente”, disse a vice-governadora.

 

 

Celina Leão aproveitou a oportunidade e anunciou que o Governo do Distrito Federal (GDF) assinou um despacho definitivo da área em que será construído o 8º Batalhão da Polícia Militar na cidade. A vice-governadora encerrou pedindo um minuto de silêncio em homenagem ao rapper brasiliense DJ Jamaika, natural de Ceilândia, morto na última quinta-feira (23).

O administrador regional de Ceilândia, Dilson Resende de Almeida, agradeceu, em seu discurso, a oportunidade de comandar a maior região administrativa do DF. “Tenho consciência da responsabilidade que é administrar Ceilândia, e sou muito grato. Sei das necessidades da cidade. Mas estamos ouvindo a comunidade e cuidando da cultura local, que é muito rica. Nossa meta é terminar o ano melhor do que começamos, que a cidade e os espaços públicos estejam melhor do que quando assumimos a administração”, finalizou Dilson Resende.

 

Comemorações continuam

As comemorações para o aniversário da cidade continuam até o final do mês de março, com programações gratuitas na Casa do Cantador, das 8h às 23h, e a Carreta da Alegria circulando pelas ruas da cidade das 13h às 21h para alegrar os moradores.

Na sexta-feira (31), às 19h30, ainda será realizado na praça da Bíblia o Sarau-VA (Voz e Alma), que mistura a poesia escrita e corporal, ilustrada e musicada dentro do contexto urbano da cidade.

 

 

Fonte: Agência Brasilia

Aporte foi aplicado em grandes obras para atender aos mais de 350 mil habitantes da região; comemoração de aniversário segue nesta segunda (27).

 

 

Reduto de cultura, história e modernidade, Ceilândia completa 52 anos nesta segunda-feira (27). Região administrativa mais populosa do Distrito Federal, com 350.347 habitantes, a cidade ocupa área superior a 19 mil hectares e recebeu, desde 2019, R$ 167,8 milhões em investimentos do Governo do Distrito Federal (GDF) em obras de infraestrutura, educação, saúde e mobilidade.
“Ceilândia não é uma cidade velha, mas está envelhecida, ou seja, a infraestrutura precisa de manutenção – e alguns pontos, até de reconstrução”, afirma o administrador regional Dilson Resende. “É uma cidade que está crescendo cada dia mais e melhorando com as ações do governo, sendo bem atendida.”

A região conta com duas unidades de pronto atendimento (UPAs) para atender situações emergenciais. A última a ser inaugurada foi a UPA 2, na Expansão do Setor O, com aporte de R$ 5,4 milhões. Além disso, são 16 unidades básicas de saúde (UBSs) distribuídas pela cidade. A mais nova é a UBS 15, na QR 2, construída com investimento de R$ 3,3 milhões.

Obras por toda parte

Em abril de 2021, foi reaberta a Casa da Mulher Brasileira, na CNM 1, ao custo inicial de R$ 1,3 milhão. Até abril do ano passado, mais de 3,7 mil mulheres em situação de violência foram atendidas pelo serviço público. No âmbito de infraestrutura, seguem as obras da primeira etapa de modernização da Avenida Hélio Prates, ao custo de R$ 20,2 milhões. O pacote contratado inclui pavimentação, drenagem, remodelação de calçadas e estacionamentos.
Já nos setores de indústrias e de materiais de construção das áreas de desenvolvimento econômico (ADEs), as obras caminham para o fim. O investimento de mais de R$ 67,5 milhões contempla urbanização, mobilidade urbana, rede de águas pluviais, construção de praças e ciclovias. Em 2022, investimentos de R$ 42,4 milhões garantiram reposição, implantação, eficientização e manutenção de iluminação pública em diversos bairros de Ceilândia.

 

 

Além das grandes obras, diariamente, equipes da administração regional e do programa GDF Presente, em parceria a outros órgãos do governo, executam manutenção por toda a cidade. Há ainda esforços para viabilizar projetos para entregar aos ceilandenses uma cidade ainda mais estruturada e organizada, conforme revela o gestor da região: “Temos um planejamento de trabalho para atender a malha viária de Ceilândia no período da seca e evitar problemas com alagamentos e enchentes nos próximos meses de chuva”.

Em relação à educação, mais de R$ 900 mil foram aplicados na reforma de unidades de ensino antes do período letivo deste ano. Atualmente, segue em andamento a reforma do Centro de Ensino Médio (CEM) 10, ao custo de R$ 5,1 milhões, e a reconstrução da Escola Classe 59 (EC 59), por R$ 6,1 milhões. Em 2020, foi entregue o Centro de Ensino da Primeiro Infância (Cepi) Papagaio, construído com aporte de R$ 3,1 milhões.

Revolução 

Por meio da Campanha de Erradicação de Invasões (CEI) – sigla que deu origem ao nome da região -, Ceilândia surgiu como um grande projeto de relocação das pessoas que moravam em áreas não regulares. Em 27 de março de 1971, começaram a ser transferidos para os setores M e N ao norte de Taguatinga cerca de 82 mil moradores da Vila do Iapi, Vila Tenório, Vila Esperança, Vila Bernardo Sayão, Colombo e Morro do Querosene.

De lá para cá, a cidade se transformou. Dados da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) 2021 indicam que 54,4% da população de Ceilândia é economicamente ativa; desse total, 30% trabalham no comércio e 43% atuam na mesma região em que moram. Mais de 50% dos residentes são do sexo feminino e têm idade média de 34,3 anos.

“É uma cidade de empreendedores, de pessoas que vieram do interior do Brasil e mudaram suas vidas”, afirma o diretor financeiro da Associação Comercial de Ceilândia (Acic), Clemilton Saraiva, que vive em Ceilândia há 45 anos. “Do ponto de vista comercial, Ceilândia tem em torno de 17 mil empresas, entre comerciais, indústrias e prestadoras de serviços, além de cerca de 38 mil microempreendedores individuais”, completa, com base nos dados obtidos pela Acic.

“A partir do momento em que as pessoas conhecem a dimensão de Ceilândia, sentem orgulho”, avalia Saraiva, que está produzindo o livro Ceilândia: do Preconceito ao Orgulho. “Moro aqui e não vou sair, me sinto em comunidade. É um lugar pungente, em que as pessoas se reinventaram e criaram a própria realidade.”

Capital nordestina

Ainda conforme a Pdad 2021, quando questionados sobre a origem, 43,2% dos moradores de Ceilândia disseram ter nascido fora do Distrito Federal. Desses, 15,3% são do Piauí, 12,5% da Bahia e 12,4% do Maranhão.

A feirante Maria Edeusi Silva, 71, se encaixa nesse perfil.  Em dezembro de 1971, grávida do primeiro filho, a baiana chegou à capital federal e instalou-se no barraco da cunhada, no Núcleo Bandeirante. Poucas semanas depois, foi transferida para Ceilândia junto ao marido. “Vim no caminhão de madeira com um barrigão e com as pernas inchadas”, relembra.

Maria conta que, aos poucos, evoluiu do barraco de madeira para uma casa com a estrutura adequada para a criação dos filhos e netos. E, segundo ela, a cidade foi crescendo no mesmo ritmo. “Mudou muito; é um ótimo lugar para se viver”, avalia a feirante. “Amo Ceilândia, não troco por nenhuma outra cidade – nem Plano Piloto, Guará, Vicente Pires, não troco. Tenho um amor muito grande por aqui”.

Há mais de 30 anos, Maria Edeusi trabalha com a venda de brinquedos, mochilas, chapéus, entre outros itens, na Feira da Guariroba. O espaço está sendo reformado pela Novacap, com manutenções nas instalações elétricas e na estrutura em geral, a partir do aporte de R$ 2,7 milhões.

A Feira Central de Ceilândia também está com obras em andamento. O investimento é superior a R$ 723 mil e contempla a manutenção do telhado, a recuperação dos alambrados e dos banheiros, a recuperação e a pintura dos pilares metálicos, a modernização da iluminação interna e a pintura externa. Nas feiras do P Norte, do P Sul e do Setor O, os serviços de conservação e reparação já foram concluídos. Os investimentos nos três equipamentos públicos, somados, chegam a R$ 2.215.062,49.

Outro ponto que recebeu melhorias foi a Casa do Cantador – obra de Oscar Niemeyer conhecida como Palácio da Poesia e ícone de manifestações culturais nordestinas. Em 2021, com recursos de R$ 282 mil, foi finalizada a restauração da fachada e modernização da parte elétrica do espaço.

Também foram executadas melhorias nas praças, parques infantis, academias comunitárias e campos de futebol da região. Entre os novos espaços construídos desde 2019, destacam-se os campos de futebol de grama sintética na EQNN 8/10 e QNQ 25, que custaram R$ 1,2 milhão. Houve ainda a inauguração da Praça dos Direitos, que teve investimento de R$ 2,7 milhões, e segue em andamento a reforma e urbanização da Praça da Estação de Metrô Ceilândia Centro, obra para a qual também estão sendo destinados R$ 2,7 milhões.

Comemoração

A festa de aniversário de Ceilândia começou no início deste mês, com competições esportivas e eventos culturais, e continua nesta segunda-feira (27). A partir das 11h, será realizada uma homenagem à cidade na administração regional, na Praça do Trabalhador, na QNM 13. Haverá corte de bolo, apresentações de mágica para a criançada e muita música com os projetos Feira de Talentos e Música e Cidadania.

 

Fonte: Agência Brasília

 

 

   

 

Em comemoração aos 52 anos de Ceilândia, nesta segunda-feira (27), aconteceu a solenidade para celebrar está data tão importante. Na ocasião, estiveram presentes, entre outras autoridades, a Vice-Governadora, Celina Leão, moradores e lideranças comunitárias da cidade. 

 

 

Na oportunidade, Celina, além de enaltecer a força da mulher ceilandense, anunciou, em nome do Governador Ibaneis Rocha, o despacho definitivo da área para a construção do 8º Batalhão de Polícia Militar, em Ceilândia. 

 

 

O Administrador Regional de Ceilândia, Dilson Resende de Almeida, agradeceu a oportunidade de estar à frente da maior região administrativa do Distrito Federal.

 

 

Administração Regional de Ceilândia

 

 

 

 

Equipe do programa atuou em mais de dez quilômetros de vias não pavimentadas da cidade, colaborando para o tráfego e o escoamento da produção agrícola.

 

  

 

Estradas rurais de Ceilândia foram recuperadas pela equipe do GDF Presente na última semana. O trabalho foi feito para melhorar a trafegabilidade nas vias não pavimentadas, tanto para o escoamento da produção agrícola quanto para o transporte escolar nessas regiões.

Ao todo, mais de dez quilômetros de vias foram recuperadas. Em boa parte delas, foram utilizados cascalho e resíduos de construção civil para deixar as estradas em boas condições. Um trabalho que teve o suporte da Novacap, que emprestou maquinários, e da Secretaria de Agricultura.

 

 

“A administração esteve na região do Núcleo Rural Boa Esperança para realizar a manutenção e a conservação das estradas vicinais, foram cerca de 8 km de estrada recuperados. As melhorias beneficiam os moradores do local e melhoram a mobilidade dos veículos que passam diariamente. Nós também recuperamos as outras estradas rurais de Ceilândia, 100% delas”, destaca o administrador regional Dilson Resende.

O Núcleo Rural Boa Esperança foi o último dos quatro pontos trabalhados pelo GDF Presente, de acordo com o coordenador do Polo Oeste II, Elton Walcacer. Por lá, o trabalho encerrou na sexta-feira (3). “Passamos pelo CED Incra 9, pelas escolas classe Jiboia e Lajes da Jiboia. Assim, fechamos o trabalho em 100% das estradas rurais”, explica. Assim que as estradas necessitarem de nova manutenção, o GDF Presente retornará aos endereços.

 

 

Fonte: Agência Brasilia

 

 

(…)

A Secretaria de Estado de Governo do Distrito Federal, através da Secretaria Executiva das Cidades convoca vendedores ambulantes para concessão de autorizações eventuais (licenças especiais), para o evento esportivo, “Jogo do Campeonato Carioca – BANGU X FLUMINENSE” que ocorrerá no dia 04/03/2023 as 16h, no ARENA BRB MANÉ GARRINCHA, e a área pública a ser licenciada será no estacionamento do Planetário de Brasília, com 50 vagas para BARRACAS (a área pública destinada é de 9 m2 para ocupação de cada barraca de 3m x 3m ).

             Os ambulantes devem comparecer no Prédio do Anexo do Buriti, sala 911, 9º andar – Brasília/DF, para preenchimento do requerimento para concessão da licença, no dia 01/03/2023 (quarta-feira), de 09:30 as 12:00 e de 14:00 as 17:00h. O sorteio, caso necessário será no mesmo dia, após o térmico das inscrições de requerimentos, com presença de alguns ambulantes que estiverem no momento. A divulgação dos contemplados será no dia 02/03/2023 no site da SEGOV.(www.segov.df.gov.br)    

A entrega das licenças eventuais ocorrerá no dia 03/03/2023 (sexta-feira), de 14:00 as 17:00h, no 9º andar do Edifício Anexo do Buriti.

Os ambulantes no ato do requerimento devem apresentar original e cópia de documento pessoal, com foto e comprovante de residência.  

Informações: Diretoria de Mobiliários Móveis/Gerência de Ambulantes – (061) 3313-5915/5934.

(…)

Equipes do programa e da Secretaria de Agricultura limparam terreno na QNM 14, dificultando o acesso das pessoas que sujavam o local

 

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) eliminou mais uma área utilizada para o descarte irregular de resíduos sólidos em Ceilândia. O terreno da QNM 14 teve a paisagem transformada e o lixo, recolhido pelas equipes do GDF Presente e da Secretaria de Agricultura. 

Diariamente, o GDF Presente atua na remoção de resíduos das ruas e é comum, em grandes cidades, que a população jogue o lixo em terrenos vazios, colaborando para a proliferação de doenças, animais peçonhentos e deixando a cidade suja.

Segundo a Administração Regional de Ceilândia, essa recuperação é um projeto que vem sendo feito em toda a cidade. “Vamos revitalizar todas as áreas que estão servindo de lixão. Pegamos áreas abertas de transbordo irregular e estamos arando as bordas do terreno, dificultando o acesso de carroceiros que utilizam o local para depósito de lixo”, explica o administrador de Ceilândia, Dilson Almeida. “Quem sabe assim a gente consiga que eles procurem os locais adequados para descarte”, complementa.

Segundo o coordenador do Polo Oeste II do GDF Presente, Elton Walcacer, o trabalho tem como foco a saúde e o bem-estar da comunidade. “Esta ação melhora a autoestima da vizinhança e colabora no combate a doenças, porque junto do entulho vêm animais peçonhentos e mosquitos”, observa.

Além da Secretaria de Agricultura, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) tem participado das ações.

 

O trabalho de limpeza foi feito em parceria com a administração da cidade e com o SLU

 

 

Em apenas um dia de trabalho, a equipe do GDF Presente, em parceria com a administração de Ceilândia, retirou 250 toneladas de entulhos e restos da construção civil de áreas de transbordo irregular das QNM 21, QNQ 02 e Setor de Indústrias de Ceilândia. De acordo com o gerente de Condomínios da Administração, Sebastião Bezerra, todos os dias são feitas ações de limpeza na região administrativa. A escolha das áreas a serem limpas é determinada por demanda da população ou por fiscalização de rotina.

 

 

“Todos os dias, fazemos limpeza nas ruas de Ceilândia”, afirmou Sebastião Bezerra. Ceilândia conta com três papa-entulhos e 24 papa-lixo. Os papa-entulhos estão localizados no Núcleo de Limpeza de Ceilândia, na QNN 29 módulos G a K, Área Especial, próximo da faculdade Iesb; QNP 28, Área Especial – P. Sul S/N, Área da Usina do SLU, próximo ao Terminal Rodoviário; QNM 27, Lote C – Pátio de Serviço da Administração da Administração Regional.

 

O administrador de Ceilândia, Dilson Almeida, falou da importância de conscientizar a população da cidade para a necessidade de jogar o lixo nos papa-entulhos e nos papa-lixo da cidade. “O ato de descartar o lixo em lugares impróprios é uma das principais causas do entupimento de bueiros no período de chuvas”, disse o administrador. Ceilândia conta com uma equipe do SLU permanentemente baseada na cidade, além de três móveis. A equipe permanente é responsável pela retirada de entulhos e inservíveis, em parceria com o GDF Presente e a administração regional.

 

 

Fonte: Agência Brasilia

O presente Edital tem por objeto convocar todos os interessados em exercer a atividade de vendedor ambulante a ser realizada no evento denominado “CARNAVAL/2023”

 

SEI_GDF – 105525600 – Ofício (1)

A primeira semana da força-tarefa do GDF Presente em Ceilândia, Taguatinga e Sol Nascente/Pôr do Sol teve resultados positivos. De 13 a 20 de janeiro, as três regiões administrativas tiveram o reforço em serviços essenciais, com recuperação asfáltica, contenção de erosão, retirada de entulhos, limpeza e troca de bocas de lobo, poda de árvores, capina e pintura. O mutirão segue por 90 dias.

De acordo com o relatório da força-tarefa das RAs, foram utilizadas 919,65 toneladas de massa asfáltica para correção do asfalto em áreas emergenciais em Ceilândia, Taguatinga e Sol Nascente/Pôr do Sol. Também foi feita terraplanagem nas cidades, totalizando 19.090 m2 do serviço, que visa nivelar terrenos. Nas três RAs, foram recolhidas 4.079,56 toneladas de lixo.

“Os números são muito positivos e grandiosos e revelam a importância dessa ação para as regiões”, afirma o secretário de Governo, José Humberto Pires. “Em todas as áreas que atuamos, a quantidade de serviço feito é muito significativa, com muita massa asfáltica, caminhões, lixos retirados, podas e roçagem. É o zelo pela cidade percorrendo as regiões e fazendo o que é realmente a proposta do mutirão”, classifica. 

Coordenado pelo programa GDF Presente, especificamente pelos polos Oeste (Sol Nascente/Pôr do Sol) e Oeste II (Ceilândia e Taguatinga), o mutirão realiza trabalhos diversificados: terraplanagem, limpeza das bacias de contenção de águas pluviais, limpeza, desobstrução e reparos nas tampas das bocas de lobo, manutenção de vias não pavimentadas, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção das redes de água e de esgoto, manutenção das redes de iluminação pública, poda e roçagem, fresagem de calçadas, entre outros reparos de acordo com a necessidade de cada região.

Também participam a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Companhia Energética de Brasília (CEB), as secretarias de Agricultura (Seagri), de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), de Obras, Administração Penitenciária (Seape), Departamento de Trânsito (Detran) e administrações regionais.

“Vejo como um trabalho muito positivo. Nós conseguimos avançar e acelerar o processo de zeladoria com apoio dos diversos órgãos do GDF. Nosso foco principal é trabalhar em áreas emergenciais e nas principais avenidas”, afirma o coordenador do Polo Oeste II, Elton Walcacer. Nesta primeira fase, o objetivo da força-tarefa é atuar em áreas como as avenidas Hélio Prates, Comercial e Elmo Serejo, além das entrequadras e os acessos aos conjuntos de Taguatinga e Ceilândia.

Responsável pelo Polo Oeste, o coordenador Devanir Martins, diz que o mutirão chegou em boa hora à região de Sol Nascente/Pôr do Sol. “Estamos com um bom andamento dos trabalhos. Contendo erosões, recuperando o asfalto, tirando as sujeiras das ruas. Estamos cumprindo o papel e fazendo o que tem que ser feito na região. A força-tarefa está cumprindo sua missão”, classifica.

Trabalho nas cidades

Considerada a região mais populosa do Distrito Federal com 350 mil habitantes, Ceilândia teve ações de retirada de entulho, terraplanagem, recuperação asfáltica, limpeza e manutenção de bocas de lobo e poda de árvores.

“Já tivemos várias intervenções, com apoio da Novacap e do DER. O SLU está na cidade ajudando com uma equipe fixa mecanizada e manual. Também está tendo poda diária, que é importante para Ceilândia, que tem mais de seis mil árvores cadastradas”, comenta o administrador de Ceilândia, Dilson Almeida. “Meu balanço dessa primeira semana é positivo. Essa é uma ação muito importante para a cidade e para fazer as coisas avançarem”, completa.

No caso de Taguatinga, os serviços se concentram na correção asfáltica, contenção de erosão, fresagem, pintura, capina e criação de estacionamentos. Quatro equipes de serviço estão atuando diariamente na cidade.

“Nessa primeira semana foi dada prioridade à avenidas Samdu Norte, Central e Hélio Prates, além das QNAs 52, 53, 55 e 56. Eram locais mais afetados que necessitavam de ações urgentes para a recuperar o asfalto, muito afetado pelas fortes chuvas dos últimos dois meses em todo o Distrito Federal. O Pistão Sul também será contemplado”, revela o administrador da cidade, Renato Andrade.

Na área do Sol Nascente/Pôr do Sol, a atuação ficou bastante focada na terraplanagem e na desobstrução das bocas de lobo. “Esses primeiros dias da força-tarefa já ajudaram muito a resolver as demandas que estavam paradas. Estamos tendo uma resposta mais rápida para a comunidade. A nossa ideia é continuar atendendo as ouvidorias e as demandas que chegam pelas lideranças nos próximos dias. Queremos aproveitar o máximo possível esses 90 dias que temos para trabalhar aqui”, reforça o administrador Cláudio Ferreira. 

 

Uma única boca de lobo entupida pode causar transtorno a uma rua inteira. A equipe do GDF Presente esteve na QNO 17, em Ceilândia, na semana passada, para desobstruir o interior de um bueiro. A quantidade de resíduos era tão grande que bloqueava até mesmo a manilha responsável por conduzir a água até a rede de drenagem.

O coordenador do Polo Oeste I, Elton Walcacer, conta que a boca de lobo até conseguia captar a chuva. Mas, por conta do entupimento, a água não era escoada. “O bueiro enchia e derramava tudo de novo na rua”, explica. “Quando os veículos passavam por esse alagamento pontual, espirraram um grande volume de água para dentro das lojas”.

 

Seis pessoas participaram da operação, que envolveu limpeza da boca de lobo e da manilha da rede de drenagem, e troca da tampa do bueiro, que estava danificada. “Contamos com o apoio da Novacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital] para fazer essa desobstrução”, afirma o diretor de Obras de Ceilândia, Sérgio Pimenta. “Foi um trabalho bem pontual, mas importante para a região”.

 

As pedras portuguesas que compõem boa parte das calçadas na Avenida Hélio Prates estão sendo recuperadas. A meta do Governo do Distrito Federal (GDF) é recompor todo o piso com essas pedras até março, quando Ceilândia comemora aniversário no dia 27.

cho em questão tem pouco mais de um quilômetro e vai desde o cruzamento por onde passa a Feira Central até o Grupamento do Corpo de Bombeiros. O trabalho envolve as equipes do programa GDF Presente.

“A recuperação das pedras portuguesas na entrada de Ceilândia iniciou-se há duas semanas e está sendo realizada pelo projeto Mãos Dadas. O trabalho já tem dado uma repercussão benéfica aos comerciantes e moradores da região, pois era um pedido de muitos anos. Pretendemos finalizar esse projeto antes do aniversário da cidade”, explica o administrador da cidade, Dilson Resende.

Ao longo deste trecho da Avenida Hélio Prates, o calçamento está irregular, com as pedras soltas. Foi então que o governo tomou a providência de corrigir o problema. “O primeiro trabalho é a limpeza do quadriculado onde faltam as peças, como se fosse um jogo de quebra-cabeças. A intenção é melhorar o piso do canteiro central e, consequentemente, a mobilidade e toda a paisagem no centro de Ceilândia”, detalha o diretor de Obras da administração local, Sérgio Barbosa Pimenta.

Além deste trabalho, o GDF Presente tem atuado na reposição de meios-fios, na poda de árvores e na capina da região.

 

A Administração Regional de Ceilândia e o programa GDF Presente executaram manutenções viárias nas principais vias da cidade, entre os dias 5 e 10 deste mês. A ação atingiu trechos da M2 Sul, M2 Norte, M3 Norte e a Avenida Elmo Serejo. No total, foram usadas cerca de 12 toneladas de massa asfáltica.

Cidade mais populosa do Distrito Federal, Ceilândia reúne um fluxo diário elevado de carros e pedestres. Segundo o administrador local, Dilson Resende, a situação anterior das pistas causava problemas à fluidez do trânsito e prejudicava a rotina dos moradores.

“É uma demanda recorrente da comunidade, então nossa prioridade é arrumar as vias principais e as vias de acesso que ligam as quadras ao centro da cidade, para gerar mais qualidade ao tráfego e mobilidade das pessoas”, resume o gestor.

O coordenador do Polo Oeste 2, Elton Walcacer, ressalta outros benefícios do trabalho: “São manutenções em pontos específicos das pistas, para evitar acidentes e quebra ou desgaste de ônibus e carros, situações que causam engarrafamentos e dor de cabeça para a população”.

Participaram do trabalho, além da equipe do GDF Presente, oito reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) e servidores da administração regional.

 

 

A força-tarefa do Governo do Distrito Federal (GDF) criada como resposta aos danos causados pelas fortes chuvas segue em atuação neste fim de semana no Sol Nascente/Pôr do Sol, em Ceilândia e Taguatinga, cidades que reúnem 1,2 milhão de habitantes.

Coordenado pelo programa GDF Presente, o mutirão intensificará ações pelos próximos 90 dias, com trabalhos inclusive aos fins de semana. Os serviços serão diversificados, como terraplanagem, limpeza das bacias de contenção de águas pluviais, limpeza, desobstrução e reparos nas tampas das bocas de lobo, manutenção de vias não pavimentadas, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção das redes de água e de esgoto, manutenção das redes de iluminação pública, poda e roçagem, fresagem de calçadas, entre outros reparos de acordo com a necessidade de cada região.

A força-tarefa conta ainda com o serviço de correção asfáltica, que busca nivelar as “panelas”, grandes causadoras de acidentes nas vias, gerando prejuízos aos condutores. “Esse período de fortes chuvas tem danificado vários pontos da nossa cidade, em especial a malha viária. Mas já estamos com todas as equipes atuando, principalmente, nas áreas mais críticas. A nossa prioridade é garantir maior segurança e qualidade de vida a população do Distrito Federal”, destacou o presidente da Novacap, Fernando Leite.

O mutirão é coordenado pelos polos Oeste (Sol Nascente/Pôr do Sol) e Oeste II (Ceilândia e Taguatinga) do GDF Presente, com a participação dos órgãos e administrações. E conta com o apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Energética de Brasília (CEB), secretarias de Agricultura (Seagri), de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), de Obras, Administração Penitenciária (Seape), Departamento de Trânsito (Detran) e administrações regionais.

Serviços

A população pode informar onde há buracos ou bocas de lobo entupidas para que as equipes da Novacap providenciem os reparos necessários. As solicitações podem ser apresentadas nas administrações regionais ou na Ouvidoria da Novacap, pelo telefone 3403-2626.

 

Fonte: Agência Brasilia.

Como resposta aos danos causados pelas fortes chuvas, o Governo do Distrito Federal (GDF) inicia nesta quinta-feira (12) um grande mutirão de serviços ao longo de 90 dias em Sol Nascente/Pôr do Sol, Ceilândia e Taguatinga, cidades que reúnem 1,2 milhão de habitantes.

 

 

A ação coordenada pelo programa GDF Presente será intensificada para recuperar e limpar os espaços públicos dessas cidades. Para tanto, os servidores contam com o apoio de 108 equipamentos, entre carros, caminhões, escavadeiras e tantos outros. Na recuperação das vias, por exemplo, estima-se usar cerca de 20 toneladas de massa asfáltica por dia.

Os serviços são semelhantes em cada uma das cidades. De forma geral, serão feitas correção asfáltica, limpeza e desobstrução de boca de lobo, retirada de entulho e lixo verde, sinalização horizontal e vertical de vias, manutenção da rede de água e de esgoto e da iluminação pública, com o reparo de luminárias apagadas e a troca de cabos, e também a limpeza de espaços públicos.

 

 

Durante o lançamento do mutirão, que reuniu uma grande força-tarefa na Praça da Bíblia, em Ceilândia, a governadora em exercício Celina Leão comentou a importância desses reparos e de o governo estar próximo da sociedade. “É a presença do Estado nas cidades, né? Foi detectado que essas cidades precisavam de reparos e é isso que nós estamos fazendo hoje. E, daqui, o governo vai para outras regiões administrativas. Vamos trabalhar muito para atender a expectativa da população com o nosso projeto político”, disse.

Secretário de Governo e responsável pela coordenação do GDF Presente, José Humberto Pires de Araújo destacou os números da ação e avisou que ela percorrerá outras regiões. “Nós reunimos aqui mais de 100 equipamentos para essa grande região oeste, onde ficaremos por 90 dias, organizando e cuidando de tudo. Ainda está chovendo, ainda teremos problemas, mas estamos aqui para cuidar dessas cidades que reúnem grande população, principalmente em áreas que não estão completamente urbanizadas”, detalha.

Morador de Ceilândia, o chef Karl Max, que trabalha justamente na Praça da Bíblia, agradeceu o governo pela ação e pediu cooperação dos moradores. “Vejo como algo aprazível, o GDF está de parabéns, mas ele sozinho não consegue tomar conta de toda a situação. O que precisamos é que nós, da comunidade, façamos a nossa parte evitando jogar lixo na rua”, disse.

O mutirão será coordenado pelos polos Oeste (Sol Nascente/Pôr do Sol) e Oeste II (Ceilândia e Taguatinga) do GDF Presente, com a participação dos órgãos e administrações. E conta com o apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Energética de Brasília (CEB), secretarias de Agricultura (Seagri), de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), de Obras, Administração Penitenciária (Seape), Departamento de Trânsito (Detran) e administrações regionais.

 

 

Ceilândia

A maior cidade do DF vai passar por correção asfáltica, limpeza e desobstrução de bocas de lobo, troca e reparo de tampas de concreto, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção da rede de água e de esgoto e manutenção da rede de iluminação pública.

“Vamos fazer o reparo no asfalto e desobstruir as bocas de lobo. Precisamos desse mutirão para atender as demandas da comunidade. Temos todas as vias monitoradas e vamos trabalhar nelas para depois atuar dentro das quadras”, detalha o administrador, Dilson Resende.

 

O mutirão de manutenção inicia nesta quinta-feira (12) em Taguatinga, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol. Serão 90 dias de ações intensificadas para recuperar as três regiões que sofreram com as fortes chuvas.

Os serviços serão diversificados, como terraplanagem, limpeza das bacias de contenção de águas pluviais, limpeza, desobstrução e reparos nas tampas das bocas de lobo, manutenção de vias não pavimentadas, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção das redes de água e de esgoto, manutenção das redes de iluminação pública, poda e roçagem, fresagem de calçadas, entre outros reparos, de acordo com a necessidade de cada região. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) estima usar cerca de 20 toneladas de massa asfáltica por dia na recuperação das vias.

 

 

“Segurança e qualidade de vida são primordiais para que os brasilienses possam ir e vir com dignidade. Todos nós, técnicos da manutenção de vias, estamos nas ruas, pertinho de cada morador destas regiões, a fim de garantir que todos os reparos sejam realizados com maior agilidade e qualidade para restabelecer a segurança no trânsito nessas cidades”, afirma a chefe da Divisão de Manutenção e Conservação de Via (Dimav) da Novacap, Walquiria Marra Rodrigues.

Para a realização dos serviços, a Novacap contará com a colaboração do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER), Departamento de Trânsito (Detran), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia Energética de Brasília (CEB), Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) e secretarias DF Legal, da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri) e de Obras e Infraestrutura (SODF).

Confira os serviços por região:

→ Pôr do Sol/Sol Nascente:
Terraplanagem;
Poda e roçagem;
Limpeza das bacias de contenção de água pluvial;
Limpeza de boca de lobo;
Manutenção de vias não pavimentadas;
Retirada de entulho e lixo verde;
Sinalização viária horizontal e vertical;
Manutenção da rede de água e de esgoto;
Manutenção da rede de iluminação pública.

→ Taguatinga:
Limpeza de boca de lobo;
Poda e roçagem;
Fresagem de calçadas;
Limpeza de parques;
Retirada de entulho e lixo verde;
Sinalização viária horizontal e vertical;
Manutenção da rede de água e de esgoto;
Manutenção da rede de iluminação pública.

→ Ceilândia:
Limpeza e desobstrução de bocas de lobo;
Troca e reparo de tampas de concreto;
Retirada de entulho e lixo verde;
Sinalização viária horizontal e vertical;
Manutenção da rede de água e de esgoto;
Manutenção da rede de iluminação pública.

Atendimento expresso

Além do fornecimento da massa asfáltica, a Novacap realiza o atendimento expresso, um serviço de recuperação do asfalto em caráter emergencial que é feito em locais específicos de grande circulação e com mais risco de acidentes, como vias comerciais, setores hospitalares, setores bancários, entre outros.

É um atendimento feito com equipamentos diferenciados, uma vez que esses locais geralmente não permitem o acesso de caminhões e compactadores.

 

Fonte: Agência Brasilia.

 

 

 

Foi aprovado para à criação de via, implantação de estacionamento, calçamento acessível, campo sintético, PEC, Playground, Praça Street Workout e Parcão na EQNM 01/03, em Ceilândia Sul.

 

  

  DODF 241 29-12-2022 INTEGRA

 

O projeto está previsto para ser realizado na EQNM 01/03, em Ceilândia Sul, onde atualmente existe um campo de terra que há muito tempo é utilizado pelos usuários locais. Em 2017, a solicitação foi protocolada na Administração Regional de Ceilândia e reiterada no ano 2019, constante em processo SEI nº 00138 00004123/2019-64, no qual solicita a construção de campos sintéticos. 

Diante disto, foram realizadas visitas técnicas no local e constatou-se a necessidade da implantação do campo, a fim de atender a carência da comunidade tendo em vista que o campo de terra é utilizado por escolas de futebol, além de outros moradores da região, e por estes motivos, a implantação de um campo sintético visa agregar valor e fomentar o espaço como um todo, além de gerar um polo de atração à novos esportistas nas áreas adjacentes.

Por meio de reuniões com os moradores locais, viu-se a necessidade de implementar, também, uma via de acesso para veículos, como também instalações de equipamentos de esporte/lazer e mobiliários urbanos para melhorar potencialmente a urbanização da entrequadra.

Com isto, no dia 22 de dezembro de 2022,  a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação do DF (SEDUH), deu o parecer favorável ao Projeto de Sistema Viário – SIV – 183/2021, elaborado pela equipe técnica da Administração Regional de Ceilândia, colocando-o como apto para aprovação, conforme Planta de Implantação abaixo:

 

SIV_183_2021_PRANCHA_02_FINAL-Model (1)

 

 

 

 

 

 

Administração Regional de Ceilândia.

 


 

Neste domingo (04), foi realizado em nossa cidade a 10ª Etapa Circuito Passeio de Bike Detran-DF nas RAs. O evento é uma iniciativa do Departamento de Trânsito do Distrito Federal em parceria com a Administração Regional de Ceilândia.

 

Visa estimular a utilização da bicicleta como meio de transporte, conscientizar sobre os benefícios do uso da bike e destacar o papel ativo do ciclista na construção de um trânsito mais seguro. 

 

 

Serviços foram executados pelo programa GDF Presente em duas vias de grande movimento da cidade e em uma área de lazer.

 

 

 

O programa GDF Presente segue no trabalho de desobstrução e limpeza de bocas de lobo em Ceilândia. Duas vias importantes da cidade – a movimentada P2 Norte e a O8 – tiveram 15 bueiros lavados e desentupidos. Além disso, a Novacap e a administração local iniciaram a demolição e reconstrução de 370 metros de calçadas na quadra QNP 26, na parte sul da cidade.
A preparação das bocas de lobo para o período chuvoso é um trabalho que não para no Distrito Federal. Em Ceilândia, pelo menos duas vezes por semana, as equipes estão nas ruas para o serviço, com o apoio de reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Preso (Funap) e das equipes do Polo Oeste do GDF Presente. 
“A grande maioria dos bueiros está repleta de terra e descartáveis, e alguns estão com a presença de raízes de árvores, o que acaba obstruindo as redes de água pluvial”, explica a gerente de Manutenção da Administração Regional de Ceilândia, Tatiana Sousa. “Dessa forma, mapeamos as principais ruas e estamos fazendo uma por uma.”
Já na QNP 26, os operários trabalham na reconstrução de calçadas. O local, repleto de banquinhos, pontos de sombra e com um campo sintético e uma quadra poliesportiva, estava com os passeios quebrados ou desnivelados.
“Essa é uma área agradável, frequentada por muitas crianças, idosos, o pessoal do futebol; e, com novas calçadas, fica mais seguro para todo mundo”, ressaltou o aposentado Sebastião Gomes, 70, frequentador do local. “Está ficando ótimo!”

 

Fonte: Agência Brasilia.

Estrutura já tem terreno reservado e será destinada a cursos de licenciatura. Também será construído um novo prédio no Parque Tecnológico de Brasília.

 

 

Um novo campus da Universidade do Distrito Federal Jorge Amaury (UnDF) será construído em Ceilândia. O prédio já tem terreno reservado e será destinado à oferta de cursos na área de licenciatura. O anúncio ocorreu nesta segunda-feira (21), em reunião no Palácio do Buriti.

“A perspectiva é que a universidade seja implantada em novos campi a partir de julho de 2023 e tão logo sejam construídas edificações em parceria com outros órgãos do governo”, afirma a reitora pró-tempore da UnDF, Simone Benck.

A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, afirma que o novo prédio faz parte das estratégias de descentralização do ensino. “Ceilândia receberá a parte de cursos para a área de educação, como pedagogia, letras e artes, o que para a gente da rede é muito bem-vindo, porque é a base da educação. Hoje, a presença de campi em outras áreas é fundamental e facilita o acesso dos estudantes, já que o ensino não fica concentrado em um só espaço”, afirma.

Além do campus em Ceilândia, será construído um novo prédio dentro do Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPDF). A edificação será usada como sede da UnDF e comportará, também, a biblioteca central da instituição.

“Nós vamos ajudar no que for possível para o fomento de mais pesquisa, tecnologia e informação no Distrito Federal, por meio da universidade. A estrutura física é apenas um dos elementos que vão ampliar a oferta de cursos e vagas para os nossos estudantes, o que é muito importante para o futuro da ciência no DF”, avalia o diretor-presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior.

Esforço contínuo

Criada em 28 de julho de 2021, a UnDF realiza atividades em Samambaia, Riacho Fundo e Asa Norte, por meio de instituições de ensino superior públicas que integram o sistema de educação superior público distrital. Em junho deste ano, foi inaugurado o primeiro campus da universidade, no Lago Norte.

“Esse campus norte está sendo preparado, mobiliado e aparelhado para a oferta de novos cursos de educação superior em 2023; ao tempo em que, em maio de 2023, terminemos o concurso público da carreira de magistério docente e tenhamos professores da educação superior sendo contratados e empossados no novo mandato do governador Ibaneis Rocha”, pontua a reitora.

Os professores atuarão em um novo leque de cursos oferecidos pela instituição, relacionados às áreas de saúde, licenciatura, meio ambiente, engenharia e tecnologia. “Esses cursos estão sendo preparados em seu arcabouço pedagógico didático para contemplar toda a legislação da UnDF, que preconiza metodologias ativas e estudos baseados nas metodologias problematizadoras, para que os estudantes da graduação possam fazer uma interlocução real entre pesquisa, ensino e extensão no trabalho”, salienta Benck.

FONTE: Agência Brasilia 

 

 

Foram consertados 15 metros de calçadas e feitas a pintura de bancos e meios-fios e a limpeza do local, que abriga lojas, bancos, uma unidade da OAB-DF, além de residências

 


Após uma semana de trabalhos, o GDF Presente concluiu a reforma de uma praça na CNM 1, região central de Ceilândia. Dez funcionários da administração da cidade e reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) consertaram 15 metros de calçadas, fizeram a pintura de bancos e meios-fios. Também foi realizada a limpeza do local.

Para o administrador de Ceilândia, Cláudio Domingues Ferreira, a reforma da praça tem importância especial por tratar-se de um equipamento no centro da cidade que abriga lojas, bancos e uma unidade da Ordem dos Advogados do Brasil, do Distrito Federal (OAB-DF), além de residências. “Estamos programando a realização de obras de poda de árvores e o conserto de lâmpadas”, diz o administrador

A Administração Regional de Ceilândia promove com regularidade a reforma de seus equipamentos públicos, que incluem 100 pontos de encontro comunitário (PECs) num espaço total de 230 km². As praças são utilizadas para descontrair, estudar, praticar esportes, entre outras coisas.

Estrada recuperada

Além dessa, outra benfeitoria feita recentemente pelo Governo do Distrito Federal (GDF) na região de Ceilândia foi a recuperação de 2,7 km de estrada no Núcleo Rural Boa Esperança. O trecho que vai da rotatória da DF-190 até a BR-070, sentido Santo Antônio do Descoberto (GO), tinha erosões e buracos. Com a manutenção concluída, os moradores ganharam mais segurança e conforto.

A ação foi realizada pelo GDF Presente, que viabiliza reparos estruturais nas cidades. O coordenador do Polo Rural do programa, Manoel Castro, explica que a população reclamava da dificuldade em dirigir na estrada. “A via estava muito ruim. Os ônibus escolares e os produtores rurais tinham que desviar dos buracos, correndo o risco de causar acidentes. Também tinha muita poeira”, disse Manoel Castro.

Equipe da Novacap, com cerca de 40 trabalhadores, também executa outros serviços, como poda de árvores e limpeza de bocas de lobo, em ação do Programa de Renovação das Regiões Administrativas

 

 

 

Quando iam de Águas Claras para Ceilândia, não havia jeito: a doméstica Ivanete Viegas, 72 anos, e o motorista de transporte por aplicativo que a conduzia caíam em um enorme buraco próximo à Quadra J da QNP 13, do P Norte. Isso não ocorre mais, graças a um mutirão que vem sendo realizado pelas equipes da Novacap em vários pontos da região para deixar tudo arrumado e organizado. São cerca de 40 homens envolvidos no projeto.

“Todo ano os buracos abrem por causa da chuva, mas dessa vez estava demais. Ainda bem que taparam; nós agradecemos”, afirma Ivanete.

Os trabalhos no P Norte tiveram início na segunda-feira (23), na QNP 15, e seguirão ao longo desta semana em outras ruas e logradouros do setor. Além da reforma do asfalto, também estão sendo feitos no local serviços de poda de árvores, roçagem de gramados, limpeza de bocas de lobo e recuperação de calçadas, meios-fios, parquinhos, pontos de encontro comunitários (PECs) e bancos de praças.

A ação faz parte do Programa de Renovação das Regiões Administrativas e visa aprimorar a infraestrutura das cidades, proporcionando melhor qualidade de vida aos moradores do DF. Outras quadras da Ceilândia serão recuperadas por meio de uma programação definida com base nas demandas da população. O mutirão vai atuar em mais regiões administrativas do DF.

“O governador Ibaneis Rocha está mudando a cara do Distrito Federal e reformando todas as regiões administrativas”, afirma o presidente da Novacap, Fernando Leite.

“A Novacap tem sido uma grande parceira das administrações no atendimento dessas demandas, principalmente com relação à nossa região administrativa. Todos os setores da cidade vão ser alcançados por essa força-tarefa”, diz o administrador de Ceilândia, Cláudio Ferreira Domingues.

Para o agente de Vigilância Ambiental Wellington Bruno da Silva, 26 anos, as intervenções do GDF na região são importantes e bem-vindas. “É uma forma de sentir a presença do Estado no setor”, conta. “Acontecia muito acidente por conta desses buracos”.

 

Fonte: Agência Brasilia. 

Trabalho de recuperação da cidade feito pela Novacap conta com cerca de 100 servidores; governador Ibaneis Rocha acompanha serviços de perto

 

 

O Setor P Norte, em Ceilândia, está ficando de cara nova. O Governo do Distrito Federal (GDF) está com uma série de ações na região, como parte de um trabalho de reformar e recuperar todas as cidades. Neste sábado (14), o governador Ibaneis Rocha conferiu de perto os serviços durante visita à região.

Liderado pela Novacap, o programa tem reformado campos sintéticos, quadras poliesportivas, praças, parquinhos, brinquedos, alambrados e calçadas, além de ações de poda e roçagem. A recuperação de vias – com uso de 10 toneladas de massa asfáltica –, das feiras de Ceilândia e a construção de estacionamentos também estão entre os serviços em andamento.

“Essa ação faz parte do nosso trabalho de zeladoria de todas as cidades do DF”, afirmou o governador Ibaneis Rocha. “Hoje estamos em Ceilândia, mas seguiremos para todas as cidades, cuidando dos parquinhos, das praças, calçadas, quadras poliesportivas e demais espaços públicos.”

Cerca de 100 profissionais estão envolvidos no programa, além de máquinas e equipamentos para agilizar os trabalhos pela cidade. Na QNP 15, no local conhecido como Quadradão da 15, estão sendo recuperados bancos, alambrado e o campo de futebol de grama sintética, além de outros equipamentos públicos.

O diretor-presidente da Novacap, Fernando Leite, lembra que Ceilândia é o local em que a Ouvidoria registra o maior número de pedidos. “O que estamos fazendo é um verdadeiro mutirão, recuperando bancos de praças, mesas, rede de drenagem, canaletas quebradas, bocas de lobo… além da questão do asfaltamento, com um esforço muito grande, porque há muitas quadras que jamais receberam qualquer tipo de manutenção nesse sentido”, explicou o gestor.

 

Fonte: Agência Brasilia.

Previsão é de que os trabalhos de recuperação do asfalto prossigam até julho em três pontos da região administrativa

 

 


A QNR é o setor mais novo de Ceilândia. Passados 12 anos de sua criação, a área que fica no lado norte da região administrativa está recebendo uma força-tarefa do Governo do Distrito Federal (GDF) para recuperação das ruas desgastadas pelo tempo, as chuvas e o tráfego.

Os trabalhos foram iniciados logo depois de uma visita feita na segunda quinzena de abril àquela comunidade pelo governador Ibaneis Rocha e o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo. Na ocasião, eles constataram a necessidade de realizar com prioridade uma ação de restauração do asfalto em toda a área residencial.

Cerca de uma semana após a visita, uma empresa contratada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) começou a trabalhar no local, e a previsão da Administração Regional de Ceilândia é de que os serviços sigam até o mês de julho.

“Nosso pedido foi atendido de imediato, logo depois que o governador Ibaneis Rocha esteve aqui para ver a nossa comunidade. Agradeço ao governador”, comemora Helena Farias de Sousa, presidente do Instituto Solidário Ceilândia.


O morador e prefeito da QNR, João Gomes, acompanha de perto os trabalhos em andamento. “Essa operação tapa-buraco foi um pedido feito à Secretaria de Governo. Olha hoje como está aqui. A ação de tapar buracos está fazendo toda a diferença em nossa comunidade. A gente agradece ao Governo do Distrito Federal, à Novacap e à administração regional”, diz.

O administrador de Ceilândia, Cláudio Ferreira Domingues, explica que a recuperação asfáltica está sendo feita simultaneamente em três localidades da região administrativa – além da QNR, o serviço é realizado na QNP, no Setor P Norte; e na EQNN, na parte sul da cidade. Depois de concluídos os trabalhos em todas as ruas e vias dessas áreas, a operação será feita em outros setores, de acordo com cronograma já definido.

Hoje há quatro equipes trabalhando na renovação da malha viária de Ceilândia. Uma da administração regional, que conta com o apoio dos reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária, uma da Novacap e duas empresas contratadas pela companhia.

Com informações da Secretaria de Governo

 

Fonte: Agência Brasilia.

Malha cicloviária do Distrito Federal chegou a 633,49 quilômetros em março, a segunda maior do país

 

 

Falta pouco para o Setor de Indústrias de Ceilândia ter sua própria ciclovia. Com 2,3 km de extensão, a pista exclusiva para bicicletas vai conectar os pontos de ônibus e as duas praças da Área de Desenvolvimento Econômico (ADE). A obra, no valor de R$ 230 mil, teve início em junho de 2019 e está 80% executada.

A construção da ciclovia faz parte do programa Pró-Cidades, orçado em R$ 56.056.401,00 e financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). De acordo com o engenheiro responsável pelo contrato, Rafael Siqueira de Brito, a inauguração da pista está prevista para 29 de agosto. “Os principais beneficiados serão os funcionários que trabalham no Setor de Indústrias e os moradores do Sol Nascente”, conta.

A malha cicloviária do Distrito Federal chegou a 633,49 quilômetros em março, a segunda maior do país. Sua extensão passa por 28 regiões administrativas, uma capilaridade que reflete diretamente na segurança do trânsito. Segundo o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, o número de ciclistas mortos nas ruas do DF caiu em 53% de 2011 até 2020. A meta até 2030 é reduzir em 50% os índices atuais.

“O governo vem investindo em infraestrutura cicloviária para fomentar uma mobilidade mais humana e sustentável, ampliando e democratizando o acesso à cidade. A meta do GDF é ampliar as conexões cicloviárias, interligando os bairros e as regiões da cidade, facilitando o deslocamento dos ciclistas com mais segurança e conforto”, comenta Casimiro.

Acostumado a disputar espaço com os carros, o jardineiro Jovenildo Amaral, 48 anos, pedala todos os dias do Sol Nascente até a ADE da Ceilândia. “Como estou trabalhando perto de casa, tenho usado bastante a bicicleta”, explica. “Mas não deixo de ficar tenso, a gente vê tanto acidente acontecendo por aí. A ciclovia vai melhorar muito a situação dos ciclistas.”

O administrador de Ceilândia, Cláudio Ferreira, aponta que os benefícios da malha cicloviária vão além da segurança. “Essas pistas exclusivas incentivam o uso mais frequente da bicicleta como meio de transporte”, afirma. “É bom para a natureza e para a saúde, que tem sofrido nesses tempos de sedentarismo.”

 

Fonte: Agência Brasilia.

 

Programa executou nivelamento e decapagem da via, além da criação de canaletas para escoamento da água. Serviço dá mais conforto e segurança aos moradores do Núcleo Rural Boa Esperança

 


O Governo do Distrito Federal (GDF) recuperou 2,7 quilômetros de estrada no Núcleo Rural Boa Esperança, em Ceilândia. O trecho que vai da rotatória da DF-190 até a BR-070, sentido Santo Antônio do Descoberto (GO), tinha erosões e buracos. Com a manutenção concluída, os moradores ganharam mais segurança e conforto.

A ação foi realizada na sexta-feira (6) por meio do GDF Presente, que viabiliza reparos estruturais nas cidades. O coordenador do Polo Rural do programa, Manoel Castro, explica que a população reclamava da dificuldade em dirigir na estrada. “A via estava muito ruim. Os ônibus escolares e os produtores rurais tinham que desviar dos buracos, correndo o risco de causar acidentes. Também tinha muita poeira”, alega.

Segundo o gerente regional de condomínios da Administração Regional de Ceilândia, Sebastião Bezerra, foram feitos reparos no sistema de drenagem, com a criação de canaletas para o escoamento da água pluvial, além de nivelamento e decapagem do solo. “Tiramos os buracos e as ‘costelas de vaca’, que são umas ondulações que fazem os carros trepidarem na via”, pontua Bezerra. Confira outras ações do GDF Presente:

Parceria

O trabalho no Núcleo Rural Boa Esperança contou com máquina motoniveladora e um caminhão-pipa, em parceria com a Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Para o pastor evangélico Augusto Antônio, 54 anos, a recuperação da via veio em boa hora. “Os buracos estragavam muito os carros, não tinha um que sobrevivesse. Eu mesmo tive que consertar a suspensão do meu duas vezes. Agora, a estrada ficou excelente, muito melhor para dirigir”, diz.

 

Fonte: Agência Brasilia.

 

 

A região de Ceilândia passou por melhorias nos últimos dias. Além da instalação de novos meios-fios, foram substituídas grelhas que haviam sido furtadas das ruas. As ações do GDF Presente ocorreram na QNN 13 e na via N1 Sul da cidade.

Nas proximidades da Praça da Ciência, o serviço foi a implantação de 170 metros de bordas nos meios-fios. O material foi cedido pela administração local, enquanto a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) ficou responsável pela execução. As equipes começaram o trabalho nesta semana.

Já na via N1 Sul de Ceilândia, foi feita a limpeza e a manutenção de duas bocas de lobo. No mesmo local, houve a reposição de 18 grelhas que haviam sido furtadas. “Eram grelhas de ferro, mas conseguimos grelhas de concreto e substituímos”, conta o gerente de Execução de Obras da administração da cidade, Wellington Carlos Santos. O trabalho contou com a participação dos reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seape). Confira outras ações do GDF Presente:

O coordenador do Polo Oeste II do GDF Presente, responsável pela região, Elton Walcacer, lembra que os trabalhos servem para manter a região em ordem. “São ações importantes para manter a cidade limpa, contribuindo para a conservação da saúde e bem-estar da comunidade”, avalia.

 

 

Fonte: Agência Brasília.

PROGRAMAÇÃO DIÁRIA – FEVEREIRO

 

SEI_GDF – 104998936 – Despacho – 01/02/2023

SEI_GDF – 105113620 – Despacho – 02/02/2023

SEI_GDF – 105218417 – Despacho – 03/02/2023

 

Governador participa de missa no Sol Nascente e descarta decretar lockdown

A celebração marcou o final da missão de 100 seminaristas que permaneceram uma semana na região, participando do dia a dia da comunidade.

 O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, participou na manhã deste domingo (30), de missa campal no Sol Nascente/Pôr do Sol. A cerimônia religiosa foi conduzida pelo responsável pela paróquia da região administrativa, padre Marcos, e pelo arcebispo do Distrito Federal, Paulo Cezar Costa.

A missa marcou o final da missão de 100 seminaristas que permaneceram uma semana na região, participando do dia a dia da comunidade.

“Estamos diante de uma comunidade carente, que tem muitas necessidades. Nós, do governo, temos olhado para esses moradores de uma forma muito especial. Esse trabalho feito aqui pelos seminaristas vai deixar grandes frutos, vai nos ajudar muito. Fica nosso agradecimento à comunidade do Sol Nascente/Pôr do Sol, por esse trabalho belíssimo feito aqui. Eu, pessoalmente, quero agradecer pelo que a Igreja Católica tem feito por todo o Distrito Federal durante o período de pandemia”, disse o governador Ibaneis ao final da missa. O chefe do Executivo lembrou a importância de ter declarado as igrejas como de necessidade plena durante a pandemia.

O governador fez questão de acalmar os presentes e classificou como “fake news” a informação que ele decretará lockdown no DF. Ele disse ter esperança de que esta seja a última onda da covid na cidade.

O assessor especial para Assuntos Religiosos do DF, Kildare Meira, que também participou da missa, afirmou que Brasília tem como característica ser uma cidade em que as igrejas de todos os credos enchem, e que por isso precisam de espaço. “Nós temos ouvido a comunidade. O Estado reconhece que onde há povo deve ter igreja. A igreja chega onde o Estado não chega. A demanda por um templo está sendo mapeada e estamos discutindo isso”, explicou o administrador.

O administrador do Sol Nascente/Pôr do Sol, Cláudio Ferreira, disse que é de grande importância o trabalho social do GDF na localidade, principalmente durante a pandemia. “O apoio do GDF fortalece cada vez mais esse segmento”. Outro ponto destacado pelo administrador são as obras de infraestrutura (asfalto, calçadas e meios-fios, entre outras) feitas na cidade, com destaque para o asfalto do trecho 2, cujos trabalhos estão em fase de conclusão. De acordo com ele, no trecho 1 as obras terão continuidade e no 3, iniciarão em breve.

O arcebispo de Brasília disse que é importante a construção de uma igreja no Sol Nascente/Pôr do Sol. “Estamos encerrando esta semana dos seminaristas aqui nessa cidade. A igreja deve sempre estar presente, mas para isso é necessário espaço para construir um local onde as pessoas possam viver a sua fé”, disse o arcebispo.

Agência Brasília  


 

 

 

 

O Deputado e atual Administrador de Ceilândia, Delegado Fernando Fernandes, prestigiou na manhã deste sábado, 22/janeiro, o evento do Projeto UNA Experience, onde o objetivo é ofertar modalidades esportivas para pessoas portadoras de deficiência (PCD),esse projeto traz a inclusão e a melhoria na qualidade de vida para essas pessoas.Estiveram  presentes no evento o Deputado Distrital, Rodrigo Delmasso, a Secretária da Mulher, Ericka Filippelli, o ex Vice-Governador do Distrito Federal, Renato Santana e a idealizadora do projeto, Andrea Pontes.

Este ano, o GDF e a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) promoveram a campanha: NOSSO NATAL, onde foi ofertado uma ceia de Natal para aqueles que vivem em situação de vulnerabilidade. Uma forma especial para levar carinho e acolhimento a todos que participaram com suas famílias. Tivemos brinquedos, distribuição de algodão-doce, pintura de rosto, teatro infantil e claro, a presença do Papai Noel pra alegrar nossas crianças.

 

O Deputado e atual Administrador Delegado Fernando Fernandes, participou do evento juntamente com a comunidade local no restaurante comunitário de Ceilândia,onde também, tivemos a presença do Governador Ibaneis Rocha, a primeira dama e Secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha e o Deputado Guarda Jânio.

 

O Deputado e atual Administrador Delegado Fernando Fernandes, entregou Kits esportivos na tarde da  última terça-feira 14/12, na Administração Regional de Ceilândia.
 
"Um  projetos como esse, de valorização e criação de oportunidades para crianças e adolescentes são fundamentais para um futuro melhor para essas famílias"

Parabéns Secretaria de Esporte, pela ótima iniciativa! Desenvolver o esporte é desenvolver a cidade! Juntos por um DF melhor! GDF em ação! 

 

 

O  Deputado e Administrador de Ceilândia Delegado Fernando Fernandes, participou na tarde desta terça-feira, 07/dez/2021, na Praça da Bíblia, do encerramento do Projeto Mulheres Vencedoras, ministrado pela Secretaria de Trabalho onde foram ofertados cursos profissionalizantes para mulheres.

 

Na manhã desta quinta-feira 25/nov/2021, foi inaugurada a UBS 15 na QNR 02, Ceilândia. Estiveram presentes: o Administrador da cidade, Delegado Fernando Fernandes, o Administrador do Sol Nascente/Pôr do Sol, Cláudio Ferreira, o Deputado Guarda Jânio, o Presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente, o Deputado Federal, Júlio César, o Secretário de Governo, José Humberto, a Superintendente de Saúde Oeste, Dra. Lucilene, Governador Ibaneis Rocha e algumas autoridades locais.

O Deputado Delegado Fernando Fernandes, destinou R$ 2.300.000,00 em verbas parlamentares para a construção da nova UBS.
A Unidade Básica de Saúde atenderá além da população de Ceilândia, a população do Sol Nascente e do entorno do DF como Águas Lindas de Goiás.

 

 

O Administrador Delegado Fernando Fernandes, esteve presente na inauguração do estacionamento da feira do produtor de Ceilândia,onde também o Governador Ibaneis Rocha juntamente com o Secretário de Governo, José Humberto, o Presidente da Câmara, Rafael Prudente, o Deputado Guarda Jânio participaram da realização do evento.

 

O Administrador Delegado Fernando Fernandes, participou na manhã desta quinta-feira, 28/out/2021, juntamente com servidores da SEAGRI na solenidade de entrega de maquinários com implementos agrícolas para a Associação Grupo de moradores e Produtores Rurais da região do Incra 09 na Ceilândia.

 

 

 

 

O administrador de Ceilândia Fernando Fernandes, visita a UBS 18 no P-Sul que passou por uma revitalização recentemente e aproveitou para parabenizar a Dra. Lucilene, superintendente da Região Oeste,pelo excelente trabalho desenvolvido na saúde para a população de Ceilândia.

Administração de Ceilândia realiza ações de combate a enchentes

 

 Mais de 4 mil bocas de lobo foram limpas desde janeiro na região. Em cinco dias de operação, cerca de 180 toneladas de material inservível também foram retiradas da cidade.

 

Mesmo antes de começar o período das chuvas, a Administração Regional de Ceilândia, em parceria com a Novacap e o GDF Presente, tem realizado diversas operações para combater as enchentes na região. Equipes atuam diariamente na limpeza de terrenos públicos e bocas de lobo. Desde janeiro cerca de 4 mil bocas de lobo já foram limpas na maior cidade do Distrito Federal.

Nos bueiros são retirados todo tipo de material como entulho, madeiras, eletrodomésticos, pneus e embalagens plásticas. A administração de Ceilândia ressalta o que mais afeta e compromete a captação e escoamento das águas das chuvas é o descarte irregular do lixo, já que a cidade possui uma das maiores redes de águas pluviais do DF. Assim sendo, ela pede que a população não jogue lixo em via pública.

Operação limpeza

Em cinco dias de operação – 19 a 23 de outubro-, foram retiradas da cidade cerca de 180 toneladas de material inservível.   Equipes atuaram na limpeza de áreas públicas e poda de árvores na QNM 15 e 19/21, em Ceilândia Sul, QNM 12,16 e 22, em Ceilândia Norte, na remoção de entulho na QNP 1/5 P Norte, QNP 16, 22/26 P Sul, poda de árvore na QNO 18/19 – Escola Classe 56- Expansão Setor O.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, explica que com o começo do período chuvoso, equipes estão atuando em diversas frentes para atender todas as demandas e dar as respostas aos cidadãos com mais celeridade.

“ Começamos um trabalho preventivo há meses antes das chuvas! As ações no decorrer do ano são essenciais para que, no período das chuvas mais intensas, os transtornos sejam menores. Intensificamos as operações que envolvem limpeza de bocas de lobo, manutenção preventiva da rede pluvial, poda ou erradicação de árvores sob risco de tombamento, remoção de lixo e materiais de construção e resíduos de obras deixados indevidamente nas vias públicas”, ressalta Marcelo Piauí. 

Ceilândia é contemplada com mutirão de limpeza

 

 Cerca de 42 toneladas de lixo e entulho foram retiradas da cidade.  A ação da Administração Regional visa combater focos do mosquito da dengue e animais peçonhentos

 

A Administração Regional de Ceilândia informa que juntamente com a Novacap e o GDF Presente está atuando com mutirão de limpeza na cidade. Nesta quarta-feira (30), foram realizadas diversas ações como limpeza de áreas públicas, a desobstrução de bocas de lobo, poda de árvores e a operação Buraco Zero.

A Administração de Ceilândia intensificou a limpeza de áreas públicas com a finalidade de combater possíveis focos do mosquito da dengue, além de minimizar o aparecimento de insetos, escorpiões e roedores transmissores de doenças. Somente hoje cerca de 42 toneladas de lixo e entulho foram retiradas da cidade.  

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, ressalta que os serviços de limpeza e manutenção da cidade estão sendo intensificados, mas pede a colaboração da comunidade, para juntos, termos uma cidade mais limpa, organizada e segura. “Estamos garantindo ao ceilandense mais qualidade de vida e bem-estar. Pedimos que a população tenha a consciência de não descartar lixo em terrenos baldios ou em vias públicas. A conscientização é a melhor forma de evitar a proliferação do mosquito da dengue e outros insetos peçonhentos”, enfatiza Marcelo Piauí.

 

Confira o que foi realizado:

Remoção de entulho na Via O5, Expansão Setor O;

Remoção de entulho na EQNO 16/17 Expansão do Setor o;

Remoção de entulho na EQNO 17/18 Expansão do Setor O;

Remoção de entulho na EQNO 18/19 Expansão do Setor O;

Recuperação asfáltica na lateral da QNP 18 P Sul;

Remoção de entulho em frente à escola 34 na QNO 19 Expansão do Setor O;  

Total de entulho recolhido 42 toneladas

Recuperação asfáltica Buraco Zero na EQNN 8/10, em Ceilândia Sul;

Recuperação asfáltica Buraco Zero na EQNN 21/23, em Ceilândia Norte;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo rural Boa Esperança;

Poda de árvore na Avenida Elmo Serejo na altura da – QNP 34 –  P Sul. 

 

Operação Tapa Buraco é realizada, em Ceilândia

 

Mais de 13 toneladas de massa asfáltica foram usadas na manutenção de ruas e avenidas. Equipes da Administração também realizaram serviços de limpeza de áreas públicas e recuperação de boca de lobo

 
 
A maior região do Distrito Federal é contemplada com mutirão de melhoria na infraestrutura. Ruas e avenidas de Ceilândia receberam, nesta segunda-feira (31), serviços da operação tapa-buracos, retirada de lixo e entulho de áreas públicas, além de desobstrução de boca de lobo, recuperação de estrada rural e manutenção de calçadas. 

A quadra na QNN 04, em Ceilândia Norte, foi contemplada com a recuperação asfáltica, a operação irá continuar nos próximos dias. A operação além de atender ruas e avenidas segue a seguinte ordem: vias principais e secundárias. Além disso, a ação conta com equipes de trabalhadores da Administração, da Novacap e terceirizadas que atuam em diversas frentes da região, além de dois caminhões com capacidade de armazenar, cada um, de 10 a 15 toneladas de massa asfáltica, e máquinas, como um rolo compressor.

Segundo o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, o mutirão na região é para dar mais celeridade e respostas mais rápidas às demandas da comunidade, além de manter as melhorias na infraestrutura da cidade. “Estamos cuidando da nossa Ceilândia! Os serviços são diários e atende as mais diversas áreas tanto urbana como rural. Nossa meta é melhorar trechos comprometidos do asfalto, dando condições de tráfego para motoristas e pedestres”, frisa Marcelo Piauí.

 

Confira o que foi realizado:

 

Remoção de entulho na EQNP 14/18 e 22/26, P Sul; 

Remoção de entulhos na EQNM 19/21, Ceilândia Sul;

 Reparos na calçada da QNN 17/AV,  Hélio Prates;

Manutenção asfáltica Qnn 04, em Ceilândia; 

Limpeza e recuperação de boca de lobo no estacionamento da Via P3/QNP 3O, P Sul;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Lajes da Jiboia.

 

Administração de Ceilândia realizou diversas benfeitorias nesta semana na região

 

Dentre as diversas ações realizadas estiveram operação tapa-buracos, retirada de entulho em áreas públicas, colocação de novas tampas e desobstrução de bocas de lobo, implantação de meios-fios, poda de árvores entre outros serviços

 

Ceilândia a maior cidade do DF diariamente recebe mutirões de serviços em diversas áreas, principalmente na realização de operações que visam a melhoria na infraestrutura da cidade. Na última semana, equipes da Administração local realizaram operação tapa-buracos, retirada de entulho em áreas públicas, colocação de novas tampas e desobstrução de bocas de lobo, implantação de meios-fios e lombadas, poda de árvores, recuperação de estradas rurais entre outros serviços.

As benfeitorias além de contribuir para a qualidade de vida do cidadão ceilandense, também atende às diversas demandas da comunidade como, por exemplo, a implantação do novo estacionamento na QNP 30, e de lombadas na Área de Desenvolvimento Econômico de Ceilândia (AED).

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, diz que equipes têm trabalhado fortemente em várias frentes na realização de trabalhos de recapeamento, infraestrutura e saneamento básico. “ Ceilândia não para! Todos os dias estamos nas ruas com equipes que realizam diversas operações na melhoria da cidade, desde limpeza de terrenos públicos à poda de árvores. Os serviços de manutenção em Ceilândia são constantes e permanentes para desenvolver e melhorar nossa infraestrutura”, ressalta Marcelo Piauí.   

Outro importante serviço que vem sendo executado é a poda de árvores, limpeza e desobstrução de bocas de lobo e canaletas de concreto em as avenidas da região. A operação visa melhorar o escoamento das águas pluviais até as galerias e bocas de lobo existentes, evitando os alagamentos no período chuvoso.

Também é realizada diariamente em diversos pontos da cidade a operação Buraco Zero. O serviço de manutenção asfáltica conta com equipes próprias da Administração e da Novacap. Nesta semana, o serviço foi realizado nas quadras QNP 28, 30, no P Sul, na QNN 04, em Ceilândia Norte e no Condomínio Privê. Só neste período mais de 60 toneladas de massa asfáltica já foram usadas na manutenção de ruas e avenidas da região.

 

Confira o que foi realizado nesta semana de 24 a 28 de agosto:

 

Remoção de na EQNM 8/10, Ceilândia Norte;

Remoção de entulho, limpeza de beco na QNM 22;

 Limpeza e recuperação de boca de lobo na QNN 17;

Revitalização na entrada e saída do Condomínio Privê;

ReCuperação asfáltica na QNN 04, em Ceilândia Norte;

Recuperação asfáltica no Condomínio Privê;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Lajes;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Lajes da Jiboia;

Transporte de Adubo para os produtores de rurais de Ceilândia;

Implantação de meio-fio na ampliação do campo de areia na QNM 31, Área Especial Ceilândia Sul;

Obra de ampliação do campo de areia na QNM 31 Área Especial Ceilândia Sul;

Remoção de entulhos na EQNN 22/24 Ceilândia Sul;

Recuperação asfáltica na QNP 28 e 30;

Limpeza do estacionamento na Via P3/ QNP 30 P Sul;

Reparo em calçada na VIA P3/QNP 30 Setor P-SUL;

Recolhimento de galhos na VIA P3 Setor P-SUL;

Implantação de meio-fio na Via P3/QNP 30;

Limpeza e revitalização de parquinho no Condomínio Privê;

Recuperação asfáltica na QNN 04, Ceilândia Norte;

Transporte de adubo para os produtores rurais de Ceilândia;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Lajes da Jiboia;

Revitalização de beco que antes era feito descarte de lixo na EQNP 8/12 P Sul.

 

Comunidade de Ceilândia foi contemplada com atendimento médico, na Praça dos Direitos

Novas consultas ocorrerão na próxima quinta-feira (27), a partir das 9h, no mesmo local

 

Nesta segunda-feira (24), cerca de 20 médicos voluntários atenderam à população, na Praça dos Direitos na QNN 13, em Ceilândia Norte. Os profissionais realizaram consultas aos cidadãos que apresentaram sintomas como gripes e problemas respiratórios como uma das formas de combate e prevenção da Covid-19. A iniciativa faz parte do programa da secretária de Justiça e Cidadania (Sejus) com o apoio da Administração Regional.

Para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, foram adotados todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias. Entre as medidas de segurança estão: a testagem prévia dos servidores, a desinfecção do local, o uso de máscaras e álcool em gel 70% e o distanciamento social e a medição de temperatura.

Novos atendimentos à população ocorrerão na próxima quinta-feira (27), a partir das 10h, na Praça dos Direitos.

 Segundo a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, o programa contribuirá com a qualidade de vida da população e na prevenção da Covid-19. “A nossa intenção é levar para as Regiões Administrativas os nossos serviços, dando toda a atenção e atendimento aos nossos idosos. Nesse momento tão difícil, temos que nos reinventar para estarmos próximos da nossa população, mas é claro: com toda a segurança” disse Passamani.

 

 

Sejus leva atendimento para idosos na Praça dos Direitos da Ceilândia

A Praça dos Direitos na QNN 13 da Ceilândia é a próxima parada do Programa Sua Vida Vale Muito Itinerante, realizado pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) para atender a população idosa. A partir da próxima quinta-feira, dia 27 de agosto, serão oferecidos no local, das 9h às 17h, atendimentos médico e psicossocial, orientação nutricional e terapia ocupacional às pessoas com mais de 60 anos. A Ceilândia é a primeira cidade a receber o serviço, que começou no último dia 21, no CEU das Artes, na QNR 02. Nesse espaço, o atendimento segue até sexta-feira (28). Além dos idosos, uma equipe de 20 médicos atenderá, na tarde desta segunda-feira (24/8), qualquer cidadão que apresentar sintomas como gripes e problemas respiratórios para prevenção da Covid-19.
 
Segundo a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, o programa contribuirá com a qualidade de vida dos idosos e na prevenção da Covid-19. “A nossa intenção é levar para as Regiões Administrativas os nossos serviços, dando toda a atenção e atendimento aos nossos idosos. Nesse momento tão difícil, temos que nos reinventar para estarmos próximos da nossa população, mas é claro: com toda a segurança” disse Passamani.
 
Para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, serão adotados todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias. Entre as medidas de segurança estão: a testagem prévia dos servidores, a desinfecção do local, o uso de máscaras e álcool em gel 70% e o distanciamento social.

Segunda fase
A ação itinerante é a segunda fase do Programa Sua Vida Vale Muito. A primeira foi a Hotelaria Solidária, que hospedou 300 idosos no Brasília Palace Hotel durante 90 dias, entre abril e julho. Nesse período, eles aprenderam a se proteger contra a Covid-19 e a importância de adquirir hábitos saudáveis no seu cotidiano.

Agora, além de acompanhá-los virtualmente por meio de grupos de WhatsApp, a Sejus pode oferecer em suas cidades serviços semelhantes aos que recebiam no hotel, contribuindo para volta à rotina desses idosos, que deixaram o hotel no dia 22 de julho.

   

Produtores rurais são contemplados com 300 toneladas de adubo por semana, em Ceilândia

 

A compostagem é entregue pela Administração de Regional que será utilizada no preparo do solo para o início do plantio de hortaliças, frutas e legumes na região

 

Produtores rurais e chacareiros de assentamentos de Ceilândia estão sendo contemplados com adubos para o preparo, correção e adubação do solo, para receber o plantio de hortaliças, frutas e legumes entre outros cultivos. A iniciativa tem como um dos objetivos incentivar e favorecer as boas práticas na produção agrícola da região, além de contar com o apoio da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF).

Cada família rural cadastrada, recebe até 30 toneladas de adubo, o que semanalmente corresponde a 300 toneladas por semana entregues pela Administração Regional. São utilizados diariamente dois caminhões com capacidade de transportar, cada um, 10 toneladas.  

O produtor rural José Antônio, de 61 anos, morador do Incra 09, diz que a parceria da Administração de Ceilândia em entregar o adubo na sua chácara, vai ajudar e muito a garantir a boa qualidade do solo para nova safra, já que ele não tem condições de arcar com os valores do transporte. “ Essa é a melhor época para iniciar o preparo do solo para receber as mudas e sementes para daqui alguns meses colhermos. E com a adubagem que recebemos o solo ficará mais fértil e em excelentes condições e nutrientes, o que pode garantir um crescimento favorável aos legumes, as folhas e demais cultivos”, conta com boas expectativas o produtor rural.

Para o Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, a zona rural da cidade precisa ser reconhecida por todos e que a ideia é contribuir para o desenvolvimento da região, colaborando para a proteção da área de mananciais e fortalecendo a cadeia de valor da agricultura e da alimentação juntamente em parceria com os produtores rurais e chacareiros de Ceilândia. “ A área rural de Ceilândia está entre as cinco maiores do Distrito Federal. No local, destaca-se a produção de verduras e hortaliças, além da criação de frango. Nosso intuito com a distribuição do adubo é ajudar o pequeno produtor rural a desenvolver e explorar cada vez mais o potencial da região”, ressalta Marcelo Piauí. 

Quadra esportiva é contemplada com revitalização, em Ceilândia

 

As benfeitorias foram realizadas por meio de parceria entre Administração Regional e a comunidade

 

A quadra de esporte localizada na QNM 23/25, em Ceilândia Sul, ganhará cara nova. Nesta sexta-feira (14), o espaço recebeu melhorias. A ação tem o objetivo de resgatar a importância do local junto à comunidade, já que é constantemente utilizado para a realização de torneios de futebol amador e ensaio de quadrilhas juninas. A iniciativa foi firmada entre a Administração de Ceilândia e a comunidade local.

A Administração de Ceilândia forneceu a mão de obra como os serviços de serralheria, manutenção do piso, recuperação de traves e alambrado, limpeza e roçagem do mato. Em contrapartida, os moradores da região ficaram responsáveis em fornecer tintas, pinceis e o trabalho voluntário e a realização da pintura.

Para o administrador regional de Ceilândia, Marcelo Piauí, a iniciativa entre o poder público e a comunidade é a saída para trazer melhorias para a cidade. “Espaços como estes que estão sendo revitalizado são muito importantes porque promovem a inclusão social e dão mais qualidade de vida à comunidade, além de incentivar a prática esportiva. São ambientes que estão sendo recuperados e devolvidos à comunidade e que depois da pandemia estarão em condições de receber toda à comunidade”, ressalta o administrador.

Para o voluntário Alexandre conhecido como Xandão, que há mais de 40 anos mora na cidade, a união entre população e a administração pode render mais espaços revitalizados para à população. “Quando as pessoas ajudam, seja na construção ou na reforma de algum espaço, elas tendem a cuidar melhor dele. Sabem que ali tem o trabalho delas e, às vezes, até alguma contribuição financeira para compra de material, então irão até fiscalizar para que outras pessoas não deteriorem esses locais.”

Administração de Ceilândia realiza mutirão de serviços na infraestrutura da cidade

  

Limpeza de terrenos públicos, desobstrução de boca de lobos, roçagem do mato, poda de árvores, implantação de estacionamentos, operações tapa-buracos estão sendo realizadas em diversos pontos da maior cidade do DF.

As benfeitorias realizadas fazem parte do mutirão de infraestrutura e limpeza que conta com equipes próprias e terceirizadas da Administração Regional, da Novacap do programa GDF Presente. Os serviços estão sendo executadas conforme a solicitação da comunidade, dando prioridade as principais ruas e avenidas de Ceilândia, além de contemplar áreas críticas da região administrativa.

A Administração de Ceilândia ressalta que as ações são constantes e permanentes para a melhoria da infraestrutura da cidade, uma vez que se trata de uma atividade contínua que integra o processo de manutenção da região. Além disso, desde janeiro equipes integradas estão atuando fortemente na limpeza de áreas públicas, além de inserir nas ruas várias frentes de trabalho.

Confira o que foi realizado:

Obra de construção do estacionamento na Via P 3/QNP 3º, P Sul;

Recuperação asfáltica na QNN 20, Ceilândia Norte;

Recuperação asfáltica na QNM 23/25, Ceilândia Sul;

Recuperação asfáltica QNP 06/10 e 8/12;

Recuperação asfáltica EQNP 22, 14/18

Construção da pista de cooper na QNM 31 Área Especial, Ceilândia Sul

Construção de barreira de contenção de água na QNO 12 Área Especial Setor, O

Poda de árvores na QNN 39, Ceilândia Norte;

Poda de árvores na EQNN 8/10, Ceilândia Sul;

Poda de árvores na QNO 18, Setor O;

Remoção de entulhos na EQNP 8/12, P Sul;

Remoção de entulhos na EQNO 11/13, Setor O;

Remoção de entulhos na QNO 11 Área Especial, Setor O;

Obra de construção do estacionamento na Via P 3/QNP 3, P Sul;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural, Incra 09, gleba 04.

Mais de 10km de estradas vicinais são recuperados no núcleo rural Alexandre Gusmão, em Ceilândia

 

As benfeitorias são realizadas diariamente por equipes da Administração Regional na execução de serviços de nivelamento de solo, construção de bolsões, canaletas e desvios de água pluvial.

 

A realização dos serviços de melhorias nas áreas rurais de Ceilândia faz parte do programa de conservação e manutenção permanente realizado por equipes da Administração Regional. O setor rural Alexandre Gusmão, no Incra 7, foi contemplado com a recuperação de mais de 10 quilômetros de vias vicinais com a realização de serviços de nivelamento do solo, implantação de bolsões, canaletas e desvios de água pluvial, além de contar com caminhão-pipa.

As benfeitorias são realizadas diariamente, além de atender a pedidos da comunidade rural, as ações ajudam a melhorar a circulação dos veículos, o transporte escolar, o de viaturas e ambulâncias e o deslocamento dos moradores para a área urbana.

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, fala que a área rural da cidade está recebendo todo cuidado necessário para garantir a locomoção da comunidade rural. “ Desde o começo das operações priorizamos as vias principais com serviços de manutenção como nivelamento solo, limpeza das estradas, além do trabalho de elevação de vias e retirada de pedras e entulho. Temos a obrigação de manter essas estradas transitáveis porque nossos agricultores precisam escoar suas produções. É um trabalho de extrema importância para toda comunidade rural”, esclarece Marcelo Piauí.

Maria da Aparecida, uma das moradoras do setor há mais de 18 anos, diz que sem as chuvas a estrada ficou com muita poeira, mas que depois que foi nivelada o problema foi solucionado. “ Sabemos que aqui é uma área rural e que as estradas de chão são comuns, na época de seca é muita poeira e nas chuvas é a lama, mas com as benfeitorias sendo realizadas todos os dias acredito que vai ajudar e facilitar muito a vida de toda comunidade rural”, diz agradecida a moradora.  

Administração de Ceilândia é contemplada com carro elétrico

 

O projeto prevê o compartilhamento dos veículos entre servidores do GDF a serviço da administração pública. A iniciativa além de gerar economia não trouxe custos para os cofres públicos

 

O Programa Vem DF contemplou a Administração Regional de Ceilândia com um carro elétrico. A ação faz parte da arrojada iniciativa do Governo de Brasília em tornar a capital do país na 1ª Cidade Inteligente do Brasil. O projeto prevê o compartilhamento dos veículos entre servidores do GDF a serviço da administração pública.

A iniciativa além de gerar economia não trouxe custos para a Administração local, já que os veículos da ABDI foram cedidos ao GDF em forma de comodato, ou seja, um empréstimo sem custos. Também

O projeto VEM DF é fruto de uma parceria entre a Agência Brasil de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Governo de Brasília por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. O programa que é pioneiro de compartilhamento de veículos elétricos para frotas públicas conta ainda com a participação do Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), que desenvolve o software de compartilhamento com foco para uso de governo. A estimativa é que a economia para os cofres públicos chegue a R$ 8 milhões de reais por ano.

A Administração de Ceilândia também possui um dos  eletropostos que carregam os carros elétricos e híbridos no DF. Além de abastecer os veículos, de modelo Twizy, utilizado pelos servidores, pessoas da população também podem utilizar os pontos, de forma gratuita.

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, conta que com os novos carros é uma inovação do GDF, e que a maior cidade do DF precisava dos veículos devido à grande demanda de serviços que necessitam da locomoção de servidores para as áreas de educação, saúde, lazer, cultura e infraestrutura. “ Os novos carros elétricos foram cedidos ao GDF sem custo. Além disso, o veículo é sustentável, não polui o meio ambiente e não faz barulho sendo de grande necessidade para a realização de serviços da cidade mais populosa do DF”, esclarece Marcelo Piauí.

 

 

 

 

 

 

Quadras esportivas de Ceilândia serão revitalizadas 

Parceria entre Administração Regional e Secretaria de Esportes do DF contemplará os espaços com pintura, troca de alambrados, instalação de traves, redes e a manutenção do piso.

 

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, recebeu nesta quarta-feira (5), o Subsecretário de  Esporte e Lazer do DF Sidmeron Silva (Bola), e o diretor de Projetos Incentivados da Secretaria  Victor Jefferson para viabilizar o cronograma de revitalização e restauração das 78 quadras esportivas de Ceilândia.  Os espaços serão contemplados com benfeitorias entre elas, troca de alambrados, pintura, instalação de traves e redes, além da manutenção das quadras de areia. 

O material será fornecido pela Secretaria de Esportes, em contrapartida, equipes da Administração de Ceilândia realizarão os serviços de manutenção, como pintura, soldagem, limpeza e a execução dos reparos nas estruturas. A previsão é que os trabalhos sejam iniciados neste mês. 

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, explica que constantimente tem realizado reuniões de trabalho com a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, para viabilizar  as reformas dos equipamentos esportivos em Ceilândia. 

Ele também diz que  uma das prioridades na maior região do DF é fomentar e desenvolver o esporte, além de oferecer o acesso a estruturas adequadas para à comunidade. “ O esporte e educação são ferramentas de transformação social. É importante que o Governo promova o acesso às modalidades esportivas na cidade, por meio de políticas públicas, além de promover o desenvolvimento educacional, o bem-estar físico e também a saúde mental dos moradores de Ceilândia”, enfatiza Marcelo Piauí.

 

 

Administração de Ceilândia retira lixão em terreno no P Sul

 

A limpeza foi um pedido antigo da comunidade. Cerca de 57 toneladas de lixo foram recolhidas em toda a região

 

A Administração Regional  de Ceilândia juntamente com o programa GDF Presente, nesta terça-feira (4), realizou um mutirão de limpeza no terreno localizado, na QNP 22 do P Sul, que antes estava sendo usado como um lixão a céu aberto. No espaço as equipes retiraram todo tipo de resíduo   como lixo doméstico, resto de obra, móveis velhos, pneus, sanitários garrafas e eletrodomésticos quebrados. 

A operação de limpeza na maior cidade do DF é realizada por meio de cronograma, além de atender as demandas da comunidade por meio da Ouvidoria do GDF, e nos canais de atendimento da Administração de Ceilândia.  Além disso, equipes atuam diariamente na limpeza de pontos mais críticos da cidade.

Francisca Damasceno, de 62 anos, mora perto terreno onde foi contemplado com a limpeza. Ela diz que há anos o local vivia sujo e sem nenhuma benfeitoria, mas que agora a realidade vai ser bem diferente. “ Sempre pedíamos a limpeza dessa área. Hoje aconteceu esse mutirão para tirar toda essa sujeira daqui. Agora precisamos fazer nossa parte de fiscalizar os sujões e não deixar que o lixão volte! ”, faz o apelo a moradora.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, enfatiza que as pessoas precisam colaborar com a conservação de toda a cidade limpa. “Cada vez mais precisamos primar pela higienização dos espaços públicos e de onde vivemos, por isso vamos fazer um trabalho completo de limpeza e esperamos contar com a colaboração das pessoas no sentido de preservar os locais limpos”, ressalta Marcelo Piauí.

 

Confira o que foi realizado:

Recuperação de área de transbordo irregular na EQNP 16/20 P Sul;

Recuperação de estrada vicinal na área Rural do Setor P Sul;

Revitalização de faixas de pedestre na QNP 22 P Sul;

Recuperação de estrada vicinal na Via de acesso ao condomínio Monte Verde;

Remoção de entulhos na EQNM 27 Área Especial Ceilândia Sul;

 

 

Administração de Ceilândia finaliza limpeza em terreno na QNO 7, Setor O

 

O espaço foi contemplado com a retirada de entulho e roçagem do mato. Há anos o local não recebia manutenção, o que atraia animais peçonhentos e gerava insegurança para os moradores da região

 

A Administração de Ceilândia intensificou a roçagem e limpeza de áreas públicas com a finalidade de combater possíveis focos do mosquito da dengue, além de minimizar o aparecimento de insetos, escorpiões e roedores transmissores de doenças. O terreno localizado na QNO 07, Setor O, foi contemplado com a retirada de lixo, entulho e roçagem do mato.

A operação de limpeza durou cerca de uma semana e atendeu a um pedido antigo da comunidade local, que antes reclamava do abandono da área, o que atraia animais peçonhentos e gerava insegurança para os moradores da região.

Maria das Graças, de 57 anos, é uma das moradoras da região e comemora a benfeitoria realizada no terreno. “ Há anos o local estava abandonado! Dava medo de passar até por perto. O Mato era muito alto e durante a noite não dava para ver nada, o que servia de esconderijo para bandidos. Agora a realidade é outra. Ficou um lugar agradável e bem mais seguro”, diz agradecida.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, ressalta que os serviços de limpeza e manutenção da cidade estão sendo intensificados, mas pede a colaboração da comunidade, para juntos, termos uma cidade mais limpa, organizada e segura. “Estamos garantindo ao ceilandense mais qualidade de vida e bem-estar. Pedimos que a população tenha a consciência de não descartar lixo em terrenos baldios ou em vias públicas. A conscientização é a melhor forma de evitar a proliferação do mosquito da dengue e outros insetos peçonhentos”, enfatiza Marcelo Piauí.

 

 

 

Administração de Ceilândia instala placas em terrenos cercados para alertar sobre o descarte irregular de lixo

 

A iniciativa tem como um dos objetivos conscientizar comunidade e os carroceiros sobre a importância de não despejar os resíduos em locais não autorizados, além de solucionar um problema social, ambiental e de saúde pública na região

 

A Administração de Ceilândia começou a instalação de placas para alertar à população sobre o descarte irregular de lixo na maior região do Distrito Federal. Com os dizeres “ Não jogue lixo na cidade que você ama. “ Eu amo Ceilândia”, a frase tem como um dos objetivos chamar a atenção e conscientizar comunidade e os carroceiros sobre a importância de não despejar os resíduos em áreas públicas, além de contribuir para uma cidade mais limpa e organizada.

As placas começaram a ser instaladas em 11 grandes terrenos cercados em parceria entre a  Administração de Ceilândia e a Terracap, que antes serviam como descarte de todo tipo de material como sofás velhos, pneus, garrafas, resto de obras, sanitários, eletrônicos e até animais mortos.

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, diz que a iniciativa de instalar as placas na cidade é para alertar toda à comunidade de que, cada um, é responsável por zelar do espaço onde vive. “ Precisamos trabalhar coletivamente para vencer a questão do lixo em Ceilândia! A população precisa entender que uma cidade suja é uma cidade doente. O lixo atrai todo tipo de insetos e consequentemente doenças, além da dengue! ”, ressalta Marcelo Piauí.

Marcelo Piauí também explica que equipes da Administração retiram das ruas cerca de 40 toneladas de lixo por dia, e que terrenos e áreas públicas são contempladas diariamente com a limpeza. “ Nossa parte estamos fazendo e esperamos que toda à comunidade colabore! É necessário que todos se conscientizem! O Governo está cuidando da saúde das pessoas ao manter a região limpa. A partir de agora vamos adotar medidas mais duras para quem for pego sujando as ruas da nossa cidade”, enfatiza. 

 

 

 

 Praça do Cidadão é adotada e será revitalizada, em Ceilândia

Parceria entre a Administração Regional e instituição Ruas se deu por meio do programa Adote Uma Praça

 

A Praça do Cidadão, localizada na QNM 18/20 de Ceilândia, tem agora um parceiro para manutenção e revitalização que já é um velho conhecido da comunidade. Nesta última quinta (16), foi publicado no Diário Oficial do DF o termo de cooperação entre a Administração Regional de Ceilândia e a Rede Urbana de Ações Socioculturais (Ruas) para “adoção” do local por meio do programa Adote Uma Praça.

A adoção da Praça do Cidadão marcou o primeiro passo do programa Adote Uma Praça em Ceilândia. A intenção agora é expandir a política pública por toda a RA, como relata o administrador regional de Ceilândia, Marcelo Piauí: “Ceilândia possuem diversas praças abandonadas, mas vamos mudar essa realidade. Começamos a revitalização da praça que é um símbolo para todos os ceilandenses. Nosso intuito é contemplar a Praça dos Eucaliptos e muitas outras mais”.

A oficialização da sociedade é a primeira do tipo a ser realizada em Ceilândia e também celebra a cooperação que a Ruas possui com a Praça do Cidadão: a instituição está presente no local desde 2007 e, desde então, executa e fomenta diversas ações tanto de manutenção quanto de promoção de cultura e educação para a comunidade ceilandense.

“Para nós isso é muito importante, a gente agora consegue se formalizar e temos uma garantia de ocupação de espaço que a gente nunca teve. Nós estamos aqui e nosso interesse é manter o espaço saudável, reformado e com atividades culturais”, destaca o presidente da Ruas, Antônio de Pádua.

Agora, a Praça do Cidadão será contemplada com ações de revitalização como reforma do parquinho, pintura e troca de bancos, pintura da quadra, jardinagem e instalação de lixeiras. Além disso, a Ruas também quer desenvolver um projeto de grafitagem no local, expondo painéis grafitados nas paredes dos prédios e nas arquibancadas da quadra esportiva.

Para o diretor de Cultura da Administração Regional de Ceilândia, Márcio Nunes, a parceria com a Ruas vai fortalecer outro importante aspecto do local: “O Adote Uma Praça vai reforçar esse espaço como importante polo cultural na cidade. Essa praça aqui era utilizada de uma outra forma, o Ruas vem realizando esse trabalho junto com a comunidade e agora a cultura estará presente o tempo todo aqui”.

O presidente da Ruas ressalta a importância do projeto para a região e quer que o exemplo da instituição sirva de inspiração. “Que sirva para que a sociedade civil organizada e o empresariado participem da questão pública para, junto com a Administração, estar participando das demandas da cidade.

Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, recebe comerciantes e diz que comércio irá abrir na próxima segunda-feira (20).

Nesta quinta-feira (16), o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, recebeu comerciantes e empresários, que realizaram uma carreata  em pró  da abertura e flexibilização  do comércio na maior região do DF.

Como medida de segurança e prevenção ao coronavírus,  o grupo foi recebido  no estacionamento da Administração Regional. Durante o encontro, Marcelo Piauí ouviu as queixas e demandas dos comerciantes e, anunciou,  por meio de novo decreto, a  flexibilização e abertura total do comércio, no máximo,  na próxima segunda-feira (20), em Ceilândia. 

Marcelo Piauí explicou que o fechamento do comércio pelo GDF foi  baseado em estudos técnicos e pelo  acompanhamento  diário no aumento da velocidade de casos de Covid 19, em Ceilândia.  Ele se comprometeu a ir pessoalmente ao Buriti ainda,  nesta quinta-feira (16), e viabilizar junto ao governador Ibaneis Rocha, a abertura total do comércio na região. 
" O GDF tem feito seu papel que é de preservar e salvar vidas. Para que tudo ocorra de forma segura, os comerciantes e empresários devem fazer sua parte, seguindo todos os protocolos de segurança contra o coronavírus em seus estabelecimentos como o uso obrigatório de máscara, a aferição de temperatura e a higienização adequada. Só com a ajuda e conscientização de todos os ceilandenses é que vamos vencer essa pandemia", ressalta Marcelo Piauí.

Comunidade de Ceilândia e Sol Nascente são contempladas com cobertores, roupas e agasalhos

 

Cerca de 1 mil itens foram distribuídos para famílias atendidas por instituições sociais. A ação foi realizada em parceria com as administrações de Ceilândia e Riacho Fundo I

 

Crianças, adolescentes e famílias atendidas por instituições sociais de Ceilândia e Sol Nascente foram contempladas com a doação de cobertores, roupas e agasalhos arrecadados durante a Campanha Agasalho Solidário do GDF. 

A ação foi realizada, nesta quarta-feira (15), em parceria com as administrações de Ceilândia e Riacho Fundo I. A iniciativa contou com os servidores dos respectivos órgãos, que também distribuíram máscaras protetoras como uma das medidas contra o coronavírus.

Todos itens doados foram higienizados e embalados a vácuo e foram distribuídos nas instituições: Lar de São José e a Associação de Amparo a Pessoas com Necessidades Especiais, em Ceilândia Norte, e no Instituto Meninos do Pôr do Sol.  A ação também contou com a presença da administradora do Riacho Fundo I Ana Lúcia.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, explica que ação social é mais um meio de levar políticas sociais a quem mais precisa. “Sabemos que estamos enfrentando uma grande crise, mas precisamos contornar a situação, buscando levar itens de primeira necessidade a quem mais precisa. Isso só foi possível por meio de doações da população, de alguns empresários e servidores que se mobilizaram para arrecadar os itens ”, ressalta Marcelo Piauí.

Marcelo Piauí também diz que uma das prioridades da Administração de Ceilândia é promover e desenvolver a parte social da maior região do DF.   “Chegamos à conclusão que, mesmo com um grupo pequeno, é possível dar a nossa colaboração voluntária. A ideia é, além de ajudar nas atividades, é firmar parcerias e trazer voluntários e parceiros em nossas ações e projetos sociais para nossa cidade”, esclarece o administrador.

Maria de Sousa da Cruz, de 35 anos, foi uma das moradoras do Sol Nascente que ganhou cobertores novos para os três filhos. Desempregada ela diz que a doação chegou na melhor hora. “ Estava dividindo um cobertor velho para as três crianças! Entramos em uma época que as noites estão frias demais, mas agora, cada um terá seu próprio cobertor e vão dormir bem mais quentinhos”, diz agradecida a dona de casa.

            

 

 

 

Diálogo direto com os feirantes de Ceilândia

As feiras da maior região do DF representa uma grande importância para à comunidade ceilandense, o que contribui para o desenvolvimento econômico, social e cultural da cidade.

Pensando em melhorias para os espaços, a Administração de Ceilândia juntamente com o chefe de gabinete Cleber Monteiro, o novo Secretário das Cidades do DF, Valmir Lemos, e o Subsecretário de Mobiliários Urbanos e Apoio as Cidades Alexandre Yanez, nesta terça-feira (14), se reuniram com os representantes das feiras da região.

Durante o encontro várias pautas e demandas foram discutidas como segurança, infraestrutura, regularização, além da viabilidade do programa de cadastro único para todos os feirantes do DF.

Por meio do núcleo de Gerência de Feiras de Ceilândia, os representantes puderam tirar dúvidas e receber orientações sobre os procedimentos e processos legais quanto a autorização, pagamento de taxas, regularização e funcionamento dos boxes. A iniciativa da Administração tem como um dos objetivos o diálogo direto com os feirantes e ouvir as necessidades e reivindicações.

A reunião contou com a presença dos representantes:

Feira Central;
Feira do Produtor;
Feira da Guariroba;
Feira do P Norte;
Feira do Setor O;
Shopping Popular;
Feira Livre do Guarapari.
https://www.instagram.com/p/CCoUEvBlFRT/?igshid=1fkj2d8b2ul1s

Novo Hospital Modular é inaugurado, em Ceilândia

A nova unidade de saúde foi inaugurada na manhã desta segunda-feira (13/7), e contou com a presença do governador do DF Ibaneis Rocha, do vice-governador Paco Britto, do secretário de saúde, Francisco Araújo e do administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí.

O Hospital Modular de Ceilândia conta com 73 leitos, sendo 70 de enfermaria e três com suporte respiratório e foi construído pela empresa JBS.

Durante a cerimônia de entrega da unidade, Ibaneis assinou também ordem de serviço para a construção de Unidade de Atendimento Hospitalar na QNN 27, em Ceilândia. Inicialmente o local funcionará como Hospital de Campanha de Ceilândia, para reforçar o atendimento aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus na região e, que, depois se transformará no primeiro hospital materno infantil da maior cidade do DF.

Marcelo Piauí percorreu toda a estrutura do novo hospital e conversou com os profissionais da saúde. Apesar das inúmeras melhorias que já ocorreram na área da saúde na região, o administrador se prontificou a buscar meios de facilitar o trabalho e melhorias dos profissionais que atuam na linha de frente e também para os pacientes que necessitam de hospitalidade, conforto e melhor atendimento. " Estamos atentos a essa área tão sensível que é a saúde. Já conseguimos trazer nos últimos meses diversos médicos para a cidade tanto na área urbana como na rural e agora com essa nova estrutura que ficará como legado para os ceilandendes. O GDF também vai iniciar a construção do novo Hospital de Campanha, as novas obras ajudarão à comunidade ceilandense a ter mais acesso, celeridade e qualidade no atendimento" , enfatiza Marcelo Piauí.

           

GDF endurece regras de isolamento em Ceilândia e região

Parques, academias, shoppings, feiras, cultos/missas, lojas de conveniências e salões de beleza têm atividades suspensas

 

HÉDIO FERREIRA JÚNIOR, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATO FERRAZ

O Governo do Distrito Federal (GDF) determinou na noite desta quarta-feira (8) a suspensão das atividades econômicas e comerciais nas regiões administrativas de Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol. As medidas foram publicadas em edição extra do Diário Oficial do DF e passa a vale a partir do primeiro minuto desta quinta-feira (9) por tempo indeterminado.

O decreto nº 40.961 suspende permissões de funcionamento anteriormente liberadas pelo Decreto nº 40.939, de 2 de julho de 2020. Com isso, ficam impedidos de funcionar eventos de qualquer natureza que exijam licença do poder público, além de shoppings centers, feiras populares, clubes recreativos, cultos, missas, academias de esportes, salões de beleza e parques (tanto ecológicos quanto vivenciais).

Supermercados, padarias, hortifrutigranjeiros, mercearias, açougues, lojas de materiais de construção, postos de combustíveis, pet shops, clínicas e consultórios médicos estão entre os estabelecimentos que não se incluem no fechamento determinado pelo novo decreto.

Ficam permitidas operações de entrega em domicílio, pronta entrega em veículos e retirada do produto no local, sem abertura do estabelecimento para atendimento ao público em suas dependências.

A disponibilização de mesas e cadeiras aos consumidores está vetada. Em todos os estabelecimentos que se mantiverem abertos, impõe-se a observância de todos os protocolos e medidas de segurança já recomendados pelas autoridades sanitárias, como garantia de distância mínima de dois metros entre as pessoas, utilização de equipamentos de proteção individual e disponibilização de álcool 70%.


O que fica suspenso
➪ eventos, de qualquer natureza, que exijam licença do poder público;
➪ atividades coletivas de cinema e teatro;
➪ academias de esporte de todas as modalidades;
➪ parques ecológicos, recreativos, urbanos, vivenciais e afins;
➪ boates e casas noturnas;
➪ atendimento ao público em shoppings centers, feiras populares e clubes recreativos;
➪ nos shoppings centers, fica autorizado apenas o funcionamento de laboratórios, clínicas de saúde, farmácias e delivery.
➪ cultos e missas de qualquer credo ou religião;
➪ estabelecimentos comerciais, de qualquer natureza, inclusive bares, restaurantes, lojas de conveniências e afins;
 salões de beleza e centros estéticos


O que pode abrir/funcionar
 clínicas e consultórios médicos e odontológicos, laboratórios e farmácias;
➪ clínicas veterinárias, somente para atendimento de urgências;
➪ supermercados, hortifrutigranjeiros, minimercados, mercearias, açougues, peixarias, comércio estabelecido de produtos naturais, bem como de suplementos e fórmulas alimentares, sendo vedado, em todos os casos, a venda de refeições e de produtos para consumo no local;
➪ padarias e lojas de panificados, apenas para a venda de produtos, sendo vedado o fornecimento de refeições de qualquer tipo para consumo no local;
➪ lojas de materiais de construção e produtos para casa, incluídos os home centers; VI – postos de combustíveis;
➪ lojas de conveniência e minimercados em postos de combustíveis, sendo vedados o consumo de produtos no local e a disponibilização de mesas e cadeiras;
➪ petshops e lojas de medicamentos veterinários ou produtos saneantes domissanitários;
➪ lojas elativas a toda a cadeia do segmento de veículos automotores;
➪ empresas que firmarem instrumentos de cooperação com o Distrito Federal no enfrentamento da emergência de saúde pública relativas ao coronavírus ou à dengue nas áreas de atendimento à saúde básica, atendimento odontológico, assistência social, e nutrição, tanto para o fornecimento de alimentação preparada com embalagem para retirada individual, quanto para recolhimento e distribuição de alimentos em programas para garantir a segurança alimentar;
➪ funerárias e serviços relacionados;
➪ lotéricas e correspondentes bancários;
➪ lavanderias, exclusivamente no sistema de entrega em domicílio;
➪ floriculturas, exclusivamente no sistema de entrega em domicílio;
➪ empresas do segmento de controle de vetores e pragas urbanas;
➪ o atendimento ao público em todas as agências bancárias e cooperativas de crédito no Distrito Federal, públicas e privadas;
➪ o Sistema S:
 óticas;


Parágrafo único
Ficam permitidas operações de entrega em domicílio, pronta entrega em veículos e retirada do produto no local, sem abertura do estabelecimento para atendimento ao público em suas dependências, sendo vedada a disponibilização de mesas e cadeiras aos consumidores.


Fique atento
Em todos os estabelecimentos que se mantiverem abertos, impõe-se a observância dos protocolos e medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias.

Ceilândia é contemplada com melhorias na iluminação pública

Após duas etapas de projetos pilotos, CEB lança o Programa Luz que Protege

 

Na tarde desta sexta-feira, (03.07), a maior cidade do Distrito Federal recebeu uma notícia para celebrar. A CEB, em parceria com a Secretaria de Obras, deu início ao Programa Luz que Protege, que objetiva aumentar a sensação de segurança da população através da revitalização da iluminação pública. O início das intervenções para melhoria na Iluminação Pública aconteceu na região do terminal rodoviário de Ceilândia, perto da Escola Classe 68 e Céu das Artes. 

Com as informações fornecidas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal, o Luz que Protege dará prioridade para as áreas sensíveis aos maiores índices de criminalidade e tráfego de pessoas, como hospitais, Unidades de Pronto Atendimento – UPAs, escolas, delegacias e praças.
“Nesse momento, temos 52 áreas levantadas em 23 regiões administrativas. Com essa parceria firmada com a Secretaria de Obras, temos uma previsão de aproximadamente R$ 12 milhões em investimento e quase 14 mil luminárias a serem eficientizadas”, afirma o presidente da CEB, Edison Garcia. “À medida que os projetos forem elaborados e executados, continuaremos a buscar novos pontos de atuação”, disse. 


O Luz que Protege contou com duas etapas como parte do projeto piloto. Na primeira etapa, realizada em janeiro desse ano, a CEB e o Departamento de Trânsito do DF revitalizaram quatro faixas de pedestres da QNM 18, em Ceilândia Norte. As luminárias convencionais foram substituídas por lâmpadas de LED e as pinturas no asfalto foram renovadas. 

Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, diz que Ceilândia tem  necessidade de manutenção constante na rede de iluminação pública e que o novo projeto irá trazer mais qualidade de vida e segurança para a população. “Estamos dando uma atenção especial à cidade.Estamos com mutirão de melhorias na infraestrutura 
, o que contribui para a melhoria dos serviços prestados", ressalta. 

Com o lançamento do Programa, outras áreas de Ceilândia já estão previstas para a eficientização, como as QNP’s 12, 14, 16 26 e 28. 
Os recursos do Programa são provenientes da CIP (Contribuição de Iluminação Pública).

Administrador Marcelo Piauí recebe Honra ao Mérito

 

A homenagem foi concedida pelo instituto ACAC pelo reconhecimento, compromisso e gestão pública com a maior cidade do DF. A instituição realizou a pesquisa entre entidades do terceiro setor e moradores da região

 

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, recebeu nesta quinta-feira (2), a Honra ao Mérito e Amigo Social entregue pela Associação Casa de Apoio à Comunidade de Ceilândia (ACAC) pelo seu trabalho realizado na gestão da Administração Regional de Ceilândia. A homenagem ocorreu após a avaliação e pesquisa entre entidades do terceiro setor e moradores da maior cidade do DF.  

Segundo a presidente da   associação Dona Joana Darc, o objetivo da homenagem é destacar pessoas cuja a administração pública sirva de modelo, referência em transparência e responsabilidade social, além de ter o reconhecimento e aprovação da própria comunidade.

Ao receber a placa de honra ao mérito, Marcelo Piauí ressaltou o trabalho desenvolvido por todos os funcionários da administração e as medidas adotadas para desenvolver e melhorar a infraestrutura e o setor social de Ceilândia.

 “ Somos uma das maiores cidades do país! Estamos trazendo novas obras para a região. Na parte social foi criado na cidade o abrigo para atender as pessoas em situação de rua durante à pandemia, além de oferecer para essas pessoas serviços essenciais na área da saúde e de assistência social. Em nossa atual gestão estamos buscando um diálogo direto com à comunidade e levando as demandas aos órgãos competentes e cobrando soluções efetivas. Uma das conquistas recentes foi a instalação da primeira Delegacia de atendimento à Mulher na região e muitas outras virão! “, ressalta Marcelo Piauí.

Participaram da cerimônia o chefe de gabinete da Administração de Ceilândia Cleber Monteiro, o assessor especial Aderval Andrade e o coordenador da ACAC Rayniere de Souza.

Lixo e entulho são jogados em terrenos limpos e cercados, em Ceilândia

Mesmo com as constantes limpezas e cercamento de áreas públicas na região, além de placas de advertência moradores e carroceiros insistem em desrespeitar à legislação

 

Na tentativa de evitar que à população descarte irregularmente o lixo em áreas públicas, a Administração Regional de Ceilândia cercou 11 grandes terrenos que antes eram usados como lixões a céu aberto. Os espaços passaram por revitalização, limpeza, cercamento e sinalização com placas de advertência.  Mas a iniciativa não tem coibido a prática de alguns moradores e carroceiros de fazer o descarte irregular do lixo e entulho nos locais.

Nesta terça-feira (30), a área cercada da QNN 15/16 em Ceilândia Norte, amanheceu com lixo, entulho e resto de obras que foram descartados irregularmente em cima da calçada, o que impedia a circulação de pedestres.  

A moradora Luciana Carvalho, de 52 anos, que mora em frente ao local, conta que, no início da manhã o terreno já estava cheio de telhas, garrafas e até um tubo de televisão. “Acho uma falta de respeito total com o espaço em que vivemos.   A Administração veio limpou e cercou o terreno, mesmo assim as pessoas sem educação sujam o espaço. É um absurdo!  Não é a primeira vez que isso acontece! ”, desabafa a ceilandense.

Constantemente, o local era usado irregularmente por carroceiros e pela própria comunidade como um depósito de lixo. No terreno, era possível encontrar todo tipo de descarte, desde lixo doméstico, eletrônicos, pneus velhos, garrafas, restos de obras e até animais mortos. A área foi totalmente limpa e cercada. Infelizmente, o espaço voltou a receber entulho e lixo doméstico, mesmo com uma placa indicando que é proibido jogar lixo.  

O Administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, ressalta que, constantemente, terrenos públicos da região passam por limpeza e que as áreas mesmo limpas e com placas advertindo sobre a proibição de jogar lixo, alguns cidadãos insistem em sujar. “Estamos buscando várias alternativas para coibir essa prática em Ceilândia, inclusive dando utilidade aos espaços e realizando o cercamento! Mas a questão de jogar lixo na rua tem sido algo cultural na cidade, mas precisamos mudar essa realidade. O lixo atrai insetos, dengue e outras doenças! Peço que toda à comunidade se una e denuncie os sujões! enfatiza Marcelo Piauí

Marcelo Piauí também esclarece que desde janeiro a Administração de Ceilândia tem realizado mutirões de limpeza em toda a região. Por dia, cerca de 40 toneladas de lixo são retiradas das ruas.  Além disso, são recolhidos móveis velhos, resto de obras, pneus e eletrodomésticos. Muitas vezes os terrenos são limpos e voltam a ser sujos pela própria comunidade. A Administração tem orientado à comunidade e pede apoio para que não descartem seus lixos de forma irregular. 

Legislação

A legislação vigente referente à Fiscalização de Limpeza Pública prevê a aplicação de multas para quem for pego jogando lixo em área pública que pode variar de R$ 114 a R$ 11 mil. Além disso, é considerado crime jogar em terrenos baldios ou becos qualquer tipo de resíduo, seja domiciliar, comercial, industrial, entulho de obra, restos de poda de árvores e plantas, entre outros, conforme Lei Distrital nº 972, de 11 de dezembro de 1995, que dispõe sobre os atos lesivos à limpeza pública.

TERRENOS CERCADOS

Ceilândia Sul

QNM 33

QNM 28

QNM 15 (dois terrenos cercados)

QNN 16

QNN 12

QNM 29

Ceilândia Norte

QNM 16

QNM 8

QNN 15

Setor O

QNO 8, Setor O

Mais de 85 mil máscaras foram entregues, em Ceilândia

Equipes da Administração Regional distribuíram os itens de proteção para à comunidade como uma das medidas no enfrentamento ao coronavírus. Na Região diariamente são realizadas operações de fiscalização e orientação com o apoio de diversos órgãos do GDF

(Brasília, 27 de junho de 2020)- A Administração Regional de Ceilândia diariamente realiza a distribuição de máscaras de tecidos para à população de Ceilândia. As ações ocorrem também durante sábado e domingo em diversos pontos da cidade. A medida tem como um dos objetivos combater os altos índices de pessoas contaminadas pelo coronavírus na região, além de orientarem à comunidade de como usar de forma correta o item de segurança e recomendar o distanciamento social e os cuidados necessários no enfrentamento à Covid19.

A força-tarefa conta com o apoio de diversos órgãos do GDF e o DF Legal, que atuam na fiscalização e orientação de pedestres e comerciantes, além de realizar autos de infração em estabelecimentos que não são permitidos funcionar.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, ressalta que as ações de combate ao coronavírus na maior região do DF são constantes e diárias. “Antes mesmo do primeiro caso de coronavírus registrado na cidade, já estávamos realizando operações e a distribuição de máscaras para a comunidade! Todos os dias de domingo a domingo, estamos nas ruas com a força-tarefa do GDF fiscalizando e orientando a população para sair de casa somente quando necessário e que evitem aglomerações. Só com a colaboração de comerciantes e de toda a sociedade é que vamos conseguir atravessar esse momento tão delicado", enfatiza Marcelo Piauí.

Marcelo Piauí também diz que as ações no combate ao coronavírus na cidade têm seguido protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias. Além da distribuição de mais de 85 mil máscaras laváveis para à população, também foram instalados pontos de testes rápidos em locais estratégicos da cidade, a higienização e sanitização de feiras, escolas, delegacias e o Hospital de Ceilândia e nos principais pontos da região, além do fechamento de campos sintéticos e a interdição de Pontos de Encontro Comunitário (PECs).

Desde que começou as operações na cidade devido à pandemia, a força-tarefa do GDF conta com o apoio da Administração de Ceilândia, lideranças comunitárias, DF- Legal, do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/DF), Diretoria de Vigilância Sanitária (Divsa), Secretaria de Transporte (Semob), Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), Polícia Militar (PMDF), Polícia Civil do DF, Procon-DF; Detran-DF, Brasília Ambiental, Secretaria da Agricultura, Secretaria de Governo do DF.

Administração de Ceilândia realiza manutenção asfáltica de ruas e vias, em Ceilândia

 

No mês de maio cerca de 155 toneladas de massa asfáltica foram utilizadas na operação tapa buraco na região.

 

A Administração Regional de Ceilândia tem realizado diversas benfeitorias na melhoria da infraestrutura da maior região do Distrito Federal. Diariamente diversos pontos da cidade recebem a operação tapa buraco, a poda de árvores, o desentupimento de boca de lobo, a limpeza de áreas públicas, recuperação de estradas rurais, roçagem do mato e implantação de calçadas.

Os serviços são realizados em parceria entre equipes próprias da Administração Regional, terceirizadas e da Novacap, além de contar com o Programa GDF Presente. No mês de maio cerca de 155 toneladas de massa asfáltica foram utilizadas na manutenção asfáltica de ruas e avenidas de  Ceilândia.

Recentemente foram contempladas com serviços de manutenção asfáltica as quadras QNQ 2,3, 4 e 6, QNO 11, QNN 4 e 9, em Ceilândia Norte,  os estacionamentos da UBS 02 – QNN 15 Área Especial, Ceilândia Norte, Hospital de Ceilândia (HRC), e o terminal rodoviário do Setor O. Receberam melhorias conjuntos das quadras QNM 01, QNM 05, QNM 10, QNM 17, QNM 21, QNM 25, em Ceilândia Sul. A previsão é que outras regiões da cidade também sejam contempladas com a operação.

Equipes também realizaram a implantação de calçadas na lateral do (HRC) para atender pedestres, que diariamente utilizavam  o acostamento da pista para ter acesso à instituição de saúde.

O administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, explica que as equipes verificam os pontos mais críticos e atuam prioritariamente nessas áreas, além de atender as demandas da comunidade. “Precisamos aproveitar essa época do ano sem chuvas para fazermos a manutenção das ruas e avenidas de Ceilândia. Conforme a massa asfáltica é cedida pela usina da Novacap estamos dando prioridade aos pontos mais críticos da região”, ressalta Marcelo Piauí.

A auxiliar de serviços gerais Luciene Cardoso, de 39 anos, conta que antes do calçamento na lateral do (HRC), ela tinha que caminhar no acostamento para chegar até o seu trabalho. “Depois que criaram as calçadas me sinto mais segura em poder pegar ônibus na região. Antes tinha que andar no mato e disputar lugar com os carros”, elogia a ceilandense.

 

Confira o que foi realizado hoje:

 

Remoção de entulho no Condomínio Privê;

Pode de árvore  na Via 05, Setor O;

Remoção de entulho na QNM 28 Área Especial, Ceilândia Norte;

Limpeza na Via MN 3;

Limpeza das calhas em volta da UPA de Ceilândia QNN 27;

Recuperação asfáltica na QNM 04, Ceilândia Sul;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Alexandre Gusmão Incra 09.

 

Administração de Ceilândia recolheu cerca de 34 toneladas de lixo 

Equipes da Administração de Ceilândia, nesta quarta-feira (17),  realizou a retirada de lixo e entulho de áreas públicas da região. 

A operação de limpeza  removeu móveis velhos, resto de obras, pneus e eletrodomésticos quebrados dos espaços. A operação contou com equipes da Novacap,  SLU e do Programa do GDF Presente. A ação também foi para combater os focos do mosquito da dengue.

Também houve a recuperação asfáltica em conjuntos da QNM 25, em Ceilândia Sul. 

Confira o que foi realizado hoje:

Recolhimento de galhos na Via Leste, Ceilândia Norte;

Recuperação asfáltica na QNM 25;

Limpeza e manutenção de boca na VIA 2 Setor O;

Poda e recolhimento de galhos no Centro Cultural  na QNN 13 Área Especial, Ceilândia Norte;

Remoção de entulho na EQNM 1/3, Ceilândia Sul

Remoção de entulho na QNN 37, Ceilândia Norte ;

Obras de recuperação da erosão na Via 2 Setor O.

Feiras de Ceilândia voltam a funcionar 


Nesta quarta-feira (17), as feiras de Ceilândia estão abertas para à população.O GDF publicou, no último  domingo (14), um decreto que autoriza a reabertura do comércio em geral. 


O consumo de alimentos no local permanece proibido.Os estabelecimentos estão atendendo as recomendações estabelecidas pelo GDF como a obrigatoriedade de uso de máscara, medição de temperatura e higienização com álcool gel. 


Horário de funcionamento de 9h  às 17h.

Administração de Ceilândia continua com mutirão de melhorias na região

 

A Administração Regional de Ceilândia nesta terça-feira (16), realizou diversas ações de melhorias como operação tapa-buracos, a desobstrução de boca de lobos, limpeza de áreas públicas, podas de árvores, recuperação de estrada rural, construção de calçada, além de outros serviços de manutenção na infraestrutura da cidade. 

As benfeitorias realizadas fazem parte do mutirão de infraestrutura e limpeza que conta com equipes próprias e terceirizadas da Administração Regional, da Novacap, do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e do Programa GDF Presente.

Os serviços estão sendo executadas conforme a solicitação da comunidade, dando prioridade as principais ruas e avenidas da maior cidade do Distrito Federal, além de contemplar áreas críticas de Ceilândia.

Confira o que foi realizado nesta terça-feira (16):

 

Construção de calçada na Área Especial 01, Lateral do (HRC);

Limpeza da Feira Permanente do Setor "O" e do P Sul;

Poda de árvore Condomínio Privê;

Remoção de entulho na Via O-1 lateral da Caesb, Setor O;

Recolhimento de galhos na QNO 09, Setor O;

Recolhimento de galhos na QNN 15 (UBS 02), Ceilândia Norte;

Obras de recuperação da erosão na Via O-2 Setor O;

Recuperação de estrada vicinal no núcleo Rural Alexandre Gusmão Incra 09 gleba 03;

Recuperação asfáltica Via M3 sul;

Recuperação asfáltica QNM 25, Ceilândia Sul;

Recuperação asfáltica na via de ligação da Via M3 ligação QNL 24;

Remoção de entulho na QNM 15 Área Especial, Ceilândia Sul;

Limpeza e manutenção de boca de lobo na QNN 3, Ceilândia Norte.

Mapa do site Dúvidas frequentes